Uncategorized

Imóvel abandonado no Centro terá IPTU progressivo em Curitiba

foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

A Prefeitura de Curitiba vai cobrar o IPTU progressivo em seis imóveis abandonados no Centro. A lei que prevê o aumento foi aprovada junto com um pacote de incentivos fiscais para comerciantes e moradores que restaurarem imóveis no Centro. Os proprietários de imóveis que fizerem melhorias poderão ter redução de IPTU, com descontos de 50% a 100%. A Prefeitura também oferece isenção do ISS e ITBI e de outras taxas.

Os incentivos buscam trazer novas atividades e moradores a áreas, principalmente, das ruas Riachuelo e São Francisco, Praça 19 de Dezembro e o Passeio Público. O projeto também inclui o quarteirão ao lado da Praça Tiradentes, formado pela praça e pelas ruas José Bonifácio, Nestor de Castro e Rua do Rosário.

A região central, em especial o setor histórico, recebe investimentos constantes da Prefeitura. Espaços importantes como o Paço Municipal, praça Tiradentes, Rua Riachuelo e a Capela Santa Maria foram obras de restauro que deram novo uso e ocupação de qualidade ao do Centro. Agora, um novo pacote de obras seguirá com revitalização das Ruas Carlos de Carvalho, São Francisco, Augusto Stresser somadas a outras ações de segurança com Câmeras de monitoramento, patrulhamento intensivo da Guarda Municipal.

2 Comentários

  1. A carcaça de edifício que aparece na foto, se não me engano deve ser onde antigamente havia um hotel. Ficou assim por causa de uma lei municipal idiota de “preservação urbanística” que além de não propiciar nenhum benefício ao proprietário impede que ali se construa novos edifícios. Essa “revitalização” da Rua Riachelo não foi nada mais que um verniz, pois, para dentro das fachadas continua a mesma impossibilidade de melhoria dos imóveis. Nada contra a preservação histórica e urbanística, mas, convenhamos, esses edifícios ou as meras fachadas que restaram devido à tal lei municipal, pouco significam para tal finalidade. Até parece que os modelos e conceitos de revitalização urbanística de bairros deteriorados ainda não chegaram à “cidade sorriso” desses dentes deteriorados ou cariados pela incompetência municipal. Tanto vão os governantes e seus apaniguados para o exterior, com nosso dinheiro público, e não viram nada disso lá ? É uma vergonha !

Comente