Uncategorized

Senado rejeita financiamento público para campanhas


Foto: Waldemir Barreto/ Agência Senado

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado derrubou hoje o financiamento público exclusivo nas campanhas eleitorais. Inicialmente, a comissão derrubou o relatório do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), contrário à proposta. Em seguida, rejeitaram também o voto em separado do senador José Pimentel (PT-CE), favorável ao projeto.

Durante o processo, diversas manifestações contrárias e favoráveis ao financiamento público se fizeram ouvir. O senador Pedro Simon (PMDB-RS) clamou pelo compromisso com a população, que, a seu ver, vê no financiamento público um claro sinal de moralização da política. Já o senador Aloysio Nunes rejeitou a concepção de que o financiamento público inibiria a corrupção nas eleições.

– Essa história de que o financiamento público é a complementação da chamada faxina é conversa mole pra boi dormir – disse.

1 Comentário

  1. Dizem que se o investimento nas campanhas for pública, acaba ou diminui a corrupção dos políticos com as empresas, mas acho que não aprovo, pois meu dinheiro ainda não virou capim, ou virou?
    Corrupção sempre vai existir no Brasil, pois a cuiltur do Brasil é pobre, todos só pensam em levar vantagem.

Comente