Uncategorized

A crise do PMDB rende

Josianne Ritz do Blog Política em Debate

Líder em exercício da bancada do PMDB na Assembleia, o deputado estadual Nereu Moura informou ontem que pediu audiência para o vice-presidente da República e presidente nacional licenciado do partido, Michel Temer, bem como para o presidente em exercício da legenda, senador Valdir Raupp. Moura pretende ir à Brasília para explicar a controversa decisão dos peemedebistas de aderirem à base de apoio do governo Beto Richa (PSDB). Ele garante que na viagem, pretende se encontrar também com o senador Roberto Requião, que criticou duramente a adesão, classificando-a de traição.

Em discurso no Senado, Requião atacou a decisão da bancada, e retrucou as alegações de Nereu Moura, segundo as quais, quando ele era governador, nunca apoiou o PMDB na disputa por espaço no comando da Assembleia. Tanto que nos oito anos de seus dois últimos mandatos, o Legislativo estadual foi presidido por parlamentares tucanos e do DEM. Requião rebateu afirmando que não era deputado, e portanto, não votava para presidente da Assembleia. Pura “perfumaria”, como sabe o próprio Requião, já que é praxe que o presidente do Legislativo seja sempre um nome apoiado pelo chefe do Executivo.

1 Comentário

  1. PMDB Indignação Responder

    Tanto o noticiado é verdade, que Requião foi um dos que indicou Nelson Justus para presidência da Assembl Legisl e os deputados do PMDB apoiaram, e fizeram parte da Mesa Executiva.

Comente