Uncategorized

Hauly avalia análise de Verri como “simplória” e “fajuta”

A análise do deputado Enio Verri (PT) de que o governo Richa recebeu as finanças em bom estado e estaria fazendo caixa para gastar no ano eleitoral foi desqualificada pelo secretário da Fazenda Luiz Carlos Hauly, que a avaliou como “simplória” e “fajuta”. “Ele não considerou que herdamos R$ 369 milhões de restos a pagar, que milhões foram repassados aos municípios e que eles aumentaram o repasse a outros poderes”, observou Hauly.

Segundo o secretário, esse aumento das despesas comprometeu a capacidade de investimentos do Estado e afetou o equilíbrio das finanças públicas. O crescimento da arrecadação, apontado por Verri como evidência do bom estado das finanças herdadas pelo atual governo, decorrem da reorganização das finanças e de um duro programa de austeridade. A análise do deputado é de viés político mas, em termos econômicos, é “simplória” e “fajuta”, diz o secretário.

3 Comentários

  1. ENIO VERRI, CONSULTOR DO PT, PASSAGEIRO DA TRIPOLONI, SE ELEGEU GASTANDO MUITO DINHEIRO ,, DINHEIRO DA ONDE???????

    É MUITO METIDO, MUITO ARROGANTE, MUITO PREPOTENTE,
    ´PROFESSOR DE DEUS, COMO DEPUTADO ZERO.

  2. Ora, não precisa de análise alguma para deduzir a mesma coisa.
    Só se vê obras com recursos estaduais em Curitiba.

  3. -Muito boa a resposta do secretário da Fazenda Luiz Carlos Hauly.
    -Está na hora de dar um basta na verborragia do deputado Ênio Verri que não está incólume na questão de financiamento de sua campanha política à deputado estadual…

Comente