Uncategorized

Sem apoio da prefeitura, 1ª Parada Gay de Londrina é cancelada

Do Bonde

A Ong Asdaci (Associação de Defesa, Apoio e Cidadania LGBT de Londrina) informou nesta quarta-feira (24) que a 1ª Parada do Orgulho Gay na cidade está cancelada. O evento deveria acontecer no próximo dia 4 de setembro.

A decisão aconteceu depois da Prefeitura divulgar uma nota estabelecendo condições para a realização do evento. Entre as imposições estava a contratação de segurança privada e a disposição de uma ambulância e de banheiros químicos durante o evento. Além disso, o prefeito comunicou que não iria disponibilizar dinheiro público para a Parada Gay e colocou o autódromo Ayrton Senna à disposição dos organizadores.

As propostas porém, não foram bem recebidas pela Ong. Em carta divulgada à imprensa, a Asdaci afirma que a prefeitura “colocou barreiras para que o evento acontecesse, uma vez que o prazo para a elaboração dos documentos necessários para a realização do manifesto no autódromo é longo”.

Além disso, a Ong informou que vários contratos de apoio ao manifesto foram cancelados, pois o evento perdeu a credibilidade sem o apoio da prefeitura.

A Ong diz ainda que vinha sofrendo diversas ameaças e que a partir de agora começa uma luta intensa pelos direitos dos homossexuais em Londrina. “A Asdaci cobra dos vereadores leis municipais voltadas para o público LGBT. Uma vez que nenhum vereador da cidade ou liderança política abraçou a causa e lutou pelo interesse inicial da ONG, que era promover o mesmo. Diversas reuniões foram pedidas nos gabinetes dos vereadores, mas nenhum expressou interesse em participar do manifesto”.

3 Comentários

  1. E seria um absurdo se o governo patrocinasse este tipo de coisa.
    O povo precisa de Saúde, Segurança, Educação e tantas outras coisas e não gastar dinheiro com parada Gay.

  2. O prefeito está mais por baixo do que tapete de porão, imagine se ele desse apoio a este povo. O pessoal lá da igreja da patroa do cara iria ficar uma fera. Tony

Comente