Uncategorized

Conselho de Ética pede afastamento de Derosso por 90 dias

Rogério Galindo do Caixa Zero

O repórter Chico Marés informa:

O relator do caso dos contratos de publicidade da Câmara, vereador Jorge Yamawaki (PSDB), acaba de apresentar seu parecer sobre o caso: pediu o afastamento de João Cláudio Derosso (PSDB) de seu mandato por 90 dias.

Essa é a segunda punição mais grave prevista no regimento da Câmara. Acima disso, apenas a cassação do mandato.

A votação do relatório ocorreria ainda nesta tarde, mas um dos cinco integrantes do Conselho de Ética, o Pastor Valdemir (PRB), pediu vistas ao processo. Com isso, a votação ocorrerá na segunda-feira.

Como a recomendação é de uma punição rígida, precisa passar também pela apreciação do plenário da Câmara.

Segundo Yamawaki, embora os contratos de publicidade não tivessem irregularidades, Derosso teria omitido informações de seu relacionamento com a jornalista Cláudia Queiroz Guedes, o que seria uma falta grave.

Cláudia, dona da Oficina da Notícia, uma das empresas que fizeram a publicidade da Câmara entre 2006 e 2011, é mulher de Derosso. Sua empresa geriu R$ 5 milhões da Câmara.

7 Comentários

  1. E como ficarão os eleitores do Derosso? Quem será o novo paladino do Xaxim? E a vice-prefeitura será de quem?

  2. Agora cabe a população de Curitiba pressionar os Vereadores para aprovarem o afastamento do Rei.

  3. Caramba!! O japonês surpreendeu com esse relatório! Todo mundo achou que íam absolver o Derosso, mas o cara foi lá e meteu a caneta! uhahua

  4. Continuo afirmando que nenhum político tem “ficha limpa”.
    Não existe denominação para seres humanos que burlam as leis, enganam o povo, mentem descaradamente e ainda acham que estão certos.
    Claro que juntamente com esta escória existe o pobre eleitor que sentem
    bem em serem enganados e ainda VOTAM neles.

    Políticos deveriam ser chamados de LH ===> LIXO HUMANO !!

  5. Cassação seria o pedido mais adequado e correto. Suspensão é nada, eles continuam com nosso dinheiro no bolso.

Comente