Uncategorized

Veneri continua a subtrair explicações sobre ação popular

Faltam 17 dias para vencer o prazo dado pelo juiz Nei Roberto de Barros e Guimarães, da 8º Vara da Fazenda Pública de Curitiba para que o deputado Tadeu Veneri (PT) dê explicações para as denúncias contra ele contidas em uma ação popular movida por Edimar Rodrigues de Almeida Pegoraro.

O microempresário acusa o deputado de usar verbas de ressarcimento da Assembleia para financiar sua campanha de reeleição de deputado estadual em 2006. Em brindes aos eleitores, jornais e livros promocionais Veneri teria gasto R$ 75 mil em dinheiro público. Mas o deputado se furta a dar explicações.

Veneri, que está em Brasília participando do Congresso Nacional do PT, onde tenta conseguir oxigênio para sua candidatura a prefeito de Curitiba, acabou recebendo uma solidariedade inesperada. O PT produziu um documento onde repudia a “faxina ética” que vinha sendo ensaiada por Dilma Rousseff sob o argumento de que tudo não passa de uma “conspiração midiática” apoiada pela oposição.

3 Comentários

  1. A tãtica do Veneri é a da velha malandragem, ataca o governo do Paraná para esquecerem que ele tem uns rolos no gabinete dele. Ele que se explique e fale alguma coisa do PT e mensalão. Chega de hipocrisia!

  2. Petista é um bicho engraçado. Acusa a tudo e a tdos. Quando é acusado a culpa é da imprensa canalha ou de quem for. Nunca é deles, o Veneri é da pior espécie de cínico desse tipo.

Comente