Uncategorized

Maluf chega aos 80,
mas se sente como se
tivesse 30

Do Blog do Josias de Souza

Paulo Maluf não sente o passar do tempo. Chegou aos 80. Mas considera-se igualzinho quando tinha 30 anos.

Rodeado de personalidades políticas –Michel Temer e Geraldo Alckmin, por exemplo— Maluf celebrou o aniversário na Sala São Paulo.

Para explicar a higidez física, Maluf puxou do bolso a caixinha de ouro onde guarda suas pílulas:

“Esta é a de óleo de peixe de águas frias, está é de alho, as outras são para afinar o sangue e para as juntas. Essa é a fórmula para chegar aos 80 anos com saúde de 30.”

De fato, olhando de longe, Maluf continua o mesmo. Não melhorou nada. Seu tempo é dinheiro. Dos outros.

Maluf integra um time político que faz o pior o melhor que pode. Aqui, um retrato do resultado.

12 Comentários

  1. O tempo passa. O tempo voa …. e continuo admirando o Maluf. Pudera morar em São Paulo …. Todo mundo conhece o Maluf. O que é, é. Só o fato de dar a cara à tapa ja faz juz a minha admiração. Ao menos não é como uma safra de politicos que, além de corruptos, fazem questão de ser hipócritas. Chamam o povo de burro nas entre linhas com ladaínhas e guardam em seus seios outros tantos mais safados ainda. A história política recente do país que o diga. Em nada do que aconteceu de 1985 [quando ele perdeu a eleição para o Tancredo] prá cá teve a sua participação. Impecheament, Reeleição, Mensalão, e os mais recentes escandalos. Saúde Maluf. Coragem e Competência sabe-se que possui.

  2. “”””Maluf chega aos 80 como se tivese 30″””””, ele sempre foi assim, tinha bilhões roubados e DIZIA QUE NÃO TINHA ROUBADO NADA.

  3. O velho Maluf é atemporal, está tanto tempo nesta vida de enganar trouxas que, 80, 90, 100 ou 200 anos pra ele é pouco. E ele é vaso ruim, não quebra. Tony

  4. O INFERNO TE ESPERA LADRÃO, VOCÊ AINDA VAI PRESTAR CONTAS, LAGO DE FOGO ARDENTE CORRUPTO SAFADO LADRÃO.

  5. Caramba o cara com 80, se sente como se tivesse 30 significa que o povo está ferrado… tem muito tempo ainda p/ esse cara meter a mão no bolso do brasileiro…

Comente