Uncategorized

Bancários de Maringá retardam abertura de agência em protesto

De forma bem humorada, bancários de Maringá usam a figura do Conde Drácula para protestar contra banco. Cartazes, faixas e cruzes também fazem parte do protesto.

“O Itaú suga o sangue dos bancários e depois os demite”. Com frases como esta o Sindicato dos Bancários de Maringá e Região realiza, na manhã de hoje, protesto em frente à agência central do banco (Av. Duque de Caxias esquina com a Santos Dumont). No ato, está previsto o retardamento da abertura da agência bancária até às 13h.

“De maneira nenhuma podemos aceitar isso. O banco que lucrou exorbitantes mais de R$ 13 bilhões no ano passado e mais de R$ 7 bilhões no primeiro semestre deste ano, não reconhecendo o empenho e dedicação do trabalhador, vem com as demissões”, explica o presidente do sindicato, Claudecir de Souza.

O que mais deixa os bancários indignados, segundo Souza, é que as demissões ocorrem principalmente entre os trabalhadores com maior tempo de dedicação à empresa. “Estão sendo mandadas embora pessoas com 20, 30 anos de banco. Pessoas que dedicaram uma vida à empresa estão agora à mercê.”

O protesto é o primeiro alerta contra a manobra do banco. “Não podemos tolerar isso. Vamos pressionar, cobrar do banco a mesma postura que ele vende na televisão, com bonitas propagandas. Lá, se diz uma empresa sustentável, responsável, mas a realidade que presenciamos é outra, bem diferente”, acrescenta o presidente.

O protesto será encerrado com caminhada pela região central da cidade.

Comente