Uncategorized

Lula contratou 3 vezes mais concursados que FHC, aponta Ipea

Da Folha – O número de servidores contratados na administração pública brasileira durante a gestão de Luís Inácio Lula da Silva (2003 a 2010) foi cerca de três vezes maior que nos oito anos de Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2002), revela estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgado nesta quinta-feira (8).

Segundo o levantamento, foram admitidos 155.534 servidores por meio de concurso público na era Lula, enquanto um total de 51.613 servidores foram admitidos durante o tempo em que governou Fernando Henrique Cardoso.

Os números foram divulgados nesta quinta-feira (8) no comunicado “Ocupação no Setor Público Brasileiro: tendências recentes e questões em aberto” do Ipea, que é ligado à Presidência da República.

A análise leva em conta a evolução no número de funcionários públicos na última década, e comparam a evolução nos governos de Fernando Collor, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso e Luís Inácio Lula da Silva.

O Ipea avalia que ao longo do período em estudo houve uma preocupação em conferir maior capacidade burocrática ao Estado brasileiro, com o reforço de carreiras em áreas estratégicas, como advocacia pública, arrecadação e finanças, controle administrativo, planejamento e regulação.

O objetivo do levantamento é analisar a política para os servidores e sua remuneração procurando apontar os principais desafios avançar no processo de reestruturação do Estado e de sua capacidade de operar políticas na sociedade.

O estudo também leva em consideração diretrizes recentes em termos tanto de salários e vencimentos quanto da ocupação em cargos comissionados no poder público federal; fenômenos sociais e demográficos importantes em curso dentro do Estado (tendências de municipalização da ocupação no setor público, de maior escolarização e profissionalização, de ampliação da presença feminina e de rejuvenescimento da força de trabalho, sobretudo em âmbito federal).

Os dados utilizados como base para análise foram os Censos Demográficos, a Pnads (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), a Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e o Siape (Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos).

Concursados admitidos no governo FHC

1995 – 19.675
1996 – 9.927
1997 – 9.055
1998 – 7.815
1999 – 2.927
2000 – 1.524
2001 – 660
2002 – 30

Concursados admitidos no governo LULA

2003 – 7.220
2004 – 16.122
2005 – 12.453
2006 – 22.112
2007 – 11.939
2008 – 19.360
2009 – 29.728
2010 – 36.600

9 Comentários

  1. Graças ao Lula a Polícia Federal pode contratar mais agentes e delegados, por isso hoje pode investigar melhor do que nos tempos do FHC. Já o FHC tentou desmantelar a máquina pública para poder fazer o que bem entendia.

  2. compara os governo dos dois não passa de palhaçada o mundo e diferente hoje esta globalizado a unica coisa que se compara e que agora ta cheio de ladrão e a oposição e psdb e não fica so complicando se fosse o pt na oposiçao o lula ea dilma tavão na cadeia com certeza+

  3. Ossito tem razão, os serviços públicos melhoraram um monte…na PF mesmo, veja só, para tirar um passaporte são só tres meses…

    O pior cego é aquele que fala suas verdades pensando que os outros são trouxas e acreditam…

    Só aumentou despesas, os contratados são para administração, nada pra segurança, saúde ou educação, as universidades estão caindo, os hospitais estão agonizantes e a segurança públia está um caos…e os imbecis plaudem esta enganação do marketing chamado governo do pt…

  4. Pena que o estudo do Ipea não revele o número dos cargos em comissão contratados pelo FHC e pelo companheiro. Quem será que contratou mais? Quem tiver a resposta faça-me o favor de informar. tony

  5. Tudo no governo do velhaco faior maior que no governo anterior, vamos lá: Corrupção, aparelhamento do estado, aumento da carga tributária e no minimo mais umas cem do mesmo quilate e por ai vai….

  6. E OS 30 MIL COMISSIONADOS,PARENTES E AMIGOS DO pt E ALIADOS QUE ESSE MOLUSCO CONTRATOU,NINGUEM FALA NADA,CORJA DE CORRÚ-PT-OS.

  7. A VERDADE: Governo Lula nem chegou a recompor quadro de servidores, diz estudo do Ipea. A contratação de 155,8 mil servidores civis federais ao longo do governo Luiz Inácio Lula da Silva não representou um inchaço do funcionalismo, mas apenas uma recomposição – e, mesmo assim, incompleta, segundo estudo dos economistas José Celso Cardoso e Roberto Nogueira, divulgado ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). No trabalho eles defendem que os 630,5 mil servidores civis na ativa que estavam registrados pelo Ministério do Planejamento em janeiro deste ano constituem um contingente positivo, mas que ainda deveria ser elevado.

  8. Em seus oito anos de governo, uma das mais difíceis tarefas do presidente Lula foi desfazer a herança maldita de desmonte do Estado brasileiro, recebida do desgoverno de FHC.

    Ainda assim, o tamanho da irresponsabilidade do governante tucano e seus aliados foi tamanho, que mesmo promovendo concurso público e contratando efetivamente servidores públicos, não foi possível sanar o difícil problema herdado.

    Órgãos como Polícia Federal, Receita, INSS, Ministérios e outras unidades vitais para o funcionamento do Estado brasileiro estavam completamente desestruturadas. É notória a política de ‘arrasa quarteirão’ que FHC promoveu nas Universidades e área de Ciência e Tecnologia, contribuindo para o nosso atraso em inovação e pesquisa. A flagrante ilegalidade que o governo de FHC cometeu, preenchendo vagas com terceirizados, foi objeto de várias ações, e, por determinação da Justiça, sobrou para Lula ter de consertar mais essa, da trágica administração tucana.

Comente