Uncategorized

Marcos Valério questiona ausência de Lula na ação do mensalão

Felipe Seligman da Folha – Em defesa apresentada ao STF (Supremo Tribunal Federal) no processo do mensalão, o publicitário Marcos Valério de Souza reclama que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi incluído na lista dos envolvidos no esquema.

O documento diz que Marcos Valério é inocente, mas afirma que a denúncia da Procuradoria Geral da República é um “raríssimo caso de versão acusatória de crime em que o operador do intermediário aparece como a pessoa mais importante da narrativa, ficando mandantes e beneficiários em segundo plano, alguns, inclusive, de fora da imputação, embora mencionados na narrativa, como o próprio presidente LULA [em maiúsculo].”

O advogado do publicitário, Marcelo Leonardo, diz que a participação de seu cliente foi “exagerada” com o intuito de deslocar o foco dos verdadeiros “protagonistas políticos”, entre eles Lula.

“A classe política (…) habilidosamente deslocou o foco das investigações dos protagonistas políticos (LULA, seus ministros, dirigentes do PT etc) para o empresário mineiro Marcos Valério, do ramo de publicidade e propaganda, absoluto desconhecido até então, dando-lhe uma dimensão que não tinha e não teve nos fatos objeto desta ação penal”, diz a defesa do publicitário.

Ele foi apontado pelo Ministério Público como o operador do esquema do mensalão, esquema de pagamento de propina em troca de apoio político no Congresso Nacional, revelado pela Folha em 2005.

A defesa de Valério nega, ao longo de 148 páginas, a existência do esquema. Diz que os pagamentos efetuados por ele, a pedido do então tesoureiro do PT, Delúbio Soares, eram referentes a pagamentos de dívidas da campanha eleitoral de 2002, quando Lula foi eleito presidente da República pela primeira vez.

Também afirma que não existem provas de que tenha ocorrido lavagem de dinheiro, um dos crimes imputados a ele. Além disso, Valério alega que nunca ficou provado que os pagamentos foram feitos com dinheiro público. Neste ponto, o publicitário afirma que a Visanet, apontada como uma das fontes de recursos do mensalão e na qual o Banco do Brasil tem participação, é uma empresa privada.

Ao final, a defesa de Marcos Valério diz que sempre contribuiu com as investigações, apontando todos aqueles que receberam dinheiro por seu intermédio. Por esse motivo, o publicitário afirma que, caso seja condenado, deveria receber perdão judicial ou redução de pena, graças a sua colaboração com a Justiça.

11 Comentários

  1. Alguém assinou o cheque…
    Alguém mandou pagar…
    Mas, ninguém sabe de nada…
    O dinheiro simplesmente apareceu na conta…
    E, a culpa é da oposição…
    Então, como houve um “erro” formal no processo, será arquivado.

  2. Pato-branquense Responder

    Bando de pilantras! Livraram a cara dele no início para que não acabasse que nem o Collor. Mas agora querem puxá-lo, não é?

  3. O advogado de Valério coloca os pingos nos ‘is’. Nesse imbróglio todos os citados têm o rabo-preso e bem amarradinho…

    Mas, no final do texto, deixa uma brecha para amenizar a pena que, obviamente, terá que ter, né?

    Como colaborou com a justiça “deveria receber perdão judicial ou redução de pena”, salienta o advogado de Marcos Valério.

    Esse perdão, se eventualmente acontecer, será uma vergonha para a justiça brasileira e para os homens de bem. Seria a concordância daquela Corte com o que de pior acontece por debaixo dos tapetes palacianos e no Congresso da República.

    Condenação para o Valério e para os demais 37 usurpadores já qualificados pelo STF.

  4. a quem alem do lula eo pt interessava o mensalão e ainda vem os pt se defendendo e culpando os outros daqui a pouco vão fala que o mensalão era do FHC

  5. QUE VERGONHA, AGORA QUE CORRE O RISCO DE PAGAR SOZINHO, RESOLVE ENTREGAR O SAPO BARBUDO.

    PORQUE NÃO FEZ ISSO QUANDO O ESQUEMA FOI DESCOBERTO? COM CERTEZA PARA QUE A GENTE NÃO O TIRASSE DO PODER COMO ACONTECEU COM O COLLOR , NÃO TEM QUE SER ALIVIADO A PENA NÃO, LADRÃO TEM QUE PAGAR, É TÃO LADRÃO QUANTO O LULA.

    ESPERO QUE DE FATO O LULA VENHA A SER CHAMADO, ESPERO QUE ESSE PT CORRUPTO PELO MENOS SEJA DESMASCARADO, PARA QUE A PTZADA QUE CONFIA NELE COMEÇEM A VER O QUE FIZERAM QUANDO VOTARAM NA DILMA, DANDO SEQUENCIA AOS ESQUEMAS MONTADOS PELO LULA/PT

  6. Ôpa, marcus Valério é cria do PSDB, antes desse episódio de caixa 2 ela já atuava como senador mineiro tucano, Eduardo Azeredo. Como está o processo do mensalão do PSDB?

  7. É obvio ululante !
    Mas num país de analfabetos políticos, que não avaliam a consequencia de seus atos, e que se acovardaram em pedir o impeachment do Ali Baba LuLLa em troca de enquadrarem os 40 ladrões, o cachorro sempre é desenhado pelo rabo e quando chegam na cara falta papel, então, pensam que cachorro não tem cara …
    O óbvio ululante, no Brasil, ainda é preciso perorar de porta em porta !

  8. jose alberto de toledo Responder

    A caneta não tinha tinta, as cuecas e calcinhas estavam FURADAS.
    O DINHEIRO SAIU DE ALGUM LUGAR, SÓ NÃO SABE QUEM FEZ USO DELE.
    A SUPRAMA CORTE FA OQUE DEVE FAZER, daqui a pouco vão colocar a culpa no Ministro RELAOR

  9. TEM QUE DAR 30 ANOS DE CADEIA PARA ESSE SAFADO DO MARCO VALÉRIO, SEM BENEFICIOS ALGUM, ASSIM QUEM SABE ELA RESOLVE CONTAR TUDO, POIS PERDIDO POR PERDIDO, TRUCO.

  10. Edilson Hugo Ranciaro Responder

    LEIAM A TRAJETÓRIA CONSTANTE NO LIVRO ” O CHEFE” DE IVO PATARRA.

    O LULA E SUA FAMÍLIA JÁ DEVERIAM ESTAR PRESOS. MAS COMO NO BRASIL, O JUICIÁRIO SÓ PENALIZA OS PPP, IMAGINEM O QUE IRÁ ACONTECER NO STF, PRINCIPALMENTE DOS MINISTROS INDICADOS PELO LULA!

    AQUI NO PARANÁ TAMBÉM É UMA VERGONHA, AS CONTAS DO REQUIÃO TIVERAM COMO RELATOR O SEU INDICADO E BRAÇO DIREITO…..UMA VERGONHA.

Comente