Uncategorized

Processo-bomba

Do Giba Um – Um processo explosivo corre, sob sigilo na Justiça Federal e em seu conteúdo, figuras conhecidas como o ministro Gilberto Carvalho, o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiróz e a ex-ministra Erenice Guerra, teriam, supostamente, seus nomes ligados a verbas de ONGs. O processo, que tem trechos com assassinatos e orgias, também citaria os nomes de Luiz Carlos Coelho de Medeiros e de sua irmã Vera Lúcia Coelho de Medeiros; que faziam acompanhamento de emendas parlamentares destinadas às ONGs (ela trabalhava subordinada a Erenice Guerra na Casa Civil e hoje é ouvidora da Secretaria de Transparência e Controle do governo do Distrito Federal.

4 Comentários

  1. Todas estas denúncias e noticías-bomba não passam de traque, de estalinho de São João. Na república bananeira do Brasil nada disso dá em nada. Só conversa mole pra boi dormitar. Todo mundo tem o rabo preso em alguma coisa.

  2. O tal do sigilo judicial … geralmente quando envolve figuras proeminentes da governância … a quem beneficia … como se a improbidade com o dinheiro público não dissesse respeito à sociedade …

    Esse tal sigilo, uma vez requerido, deveria obrigar sintomaticamente que os implicados, no mínimo, se afastassem de cargos públicos porventura ocupados …

  3. Edilson Hugo Ranciaro Responder

    E isso é novidade! Toda a gestão do PT e sua caterva sempre deu nisso. Será que os cabeças LULA e JOSÉ DIRCEU não são o final da ponta deste estopim!

Comente