Uncategorized

Comissão de Ética arquiva investigação de ministros e Gabrielli

As investigações sobre irregularidades contra os ministros Paulo Bernardo (Comunicações), Fernando Pimentel (Indústria e Comércio) e o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli foram arquivadas. O presidente da Comissão, Sepúlveda Pertence, justificou que não havia elementos que sustentassem a abertura de uma investigação.

No caso do ministro Paulo Bernardo, a acusação era sobre o uso do avião de uma empreiteira durante a campanha eleitoral de 2010. Mas como o próprio ministro negou ter usado o avião e a empreiteira também não confirmou, a comissão optou por arquivar a denúncia. Sobre o encontro de Pimentel e Gabrielli com José Dirceu, acusado de ter montado uma central de lobby em um hotel de Brasília pela revista Veja, Pertence disse que “decidiu-se pelo arquivamento porque o que se tem é uma visita de dois cidadãos a outro cidadão”.

7 Comentários

  1. A palavra mais conhecida no cotidiano da política (e da realidade) brasileira: IMPUNIDADE.

Comente