Uncategorized

TJ afasta juíza de Londrina que cuidava
do caso Gálatas

A juíza da 3 Vara Criminal de Londrina, Oneide Negrão de Freitas, foi afastada do cargo ontem por determinação da Corregedoria do Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná. A decisão deve ser publicada hoje no Diário da Justiça Estadual. Os motivos do afastamento não foram revelados pelo TJ e tampouco pela juíza. Um procedimento disciplinar foi instaurado contra Oneide Negrão, que está na carreira há quase 30 anos. Desde 2006, ela é a titular da 3 Vara Criminal.

Ao ser questionada sobre seu afastamento na tarde de ontem pela reportagem da FOLHA, a juíza disse que não sabia de tal decisão. Então, ela telefonou à Corregedoria e conversou com um desembargador do setor, que confirmou o afastamento. Após o telefonema, a juíza pouco quis revelar. O afastamento seria pelo período de 30 dias ou até que as investigações sejam concluídas. ”Não posso falar sobre isso até por recomendação do desembargador. Ficarei afastada por alguns dias.”

Oneide Negrão é a juíza responsável pelo processo do caso Gálatas e estava tocando o processo com celeridade incomum ao Judiciário. Amanhã haverá audiência deste processo que deverá ser conduzida pelo juiz substituto.

3 Comentários

  1. Hummmm isso não ta cheirando bem. Será que a juiza foi afastada por dar celeridade ao processo?????? Será? Mistério…

  2. AFASTARAM A JUIZA, ….A PIZZA…..JÁ ESTA COMEÇANDO A SER FEITA,………. NÃO ACREDITO EM MAIS NADA.

  3. No fundo, No fundo.

    Sempre tem alguma parcialidade de ordem política, econômica ou influência do meio social (amigos).

    A dúvida que fica é: 1) Ela trabalhou demais num caso envolvendo política. Ou 2) Trabalhou de menos nos outros casos de seres comuns (do povão)??????????????????????????????????

Comente