Uncategorized

“No Paraná, CPI não acaba em pizza”, diz deputado

O deputado Fabio Camargo (PTB) disse ontem (14) em Plenário que a CPI das Falências, da qual foi presidente, teve resultados práticos, após medidas divulgadas pelo Tribunal de Justiça (TJ-PR). “No Paraná, CPI não acaba em pizza. O sistema mudou e avançou em relação às falências no Paraná. A comissão apontou os problemas. Foi respeitosa, equilibrada e transparente. Nunca teve o objetivo de apontar pessoas”, explicou.

As mudanças iniciais foram recomendações da Corregedoria-Geral de Justiça do TJ nos processos falimentares, como a limitação da atuação de um administrador judicial, a remuneração do síndico deixará de ser mensal e passará a acontecer no encerramento do ativo e a criação de um cadastro eletrônico de candidatos a administradores para aumentar a opção dos juízes.

O TJ também colocou em funcionamento quatro varas judiciais de Fazenda que analisam apenas processos digitais

Pressão

Por mexer em um setor que envolve grandes interesses financeiros e pessoais, Camargo, no pronunciamento, revelou que sofreu pressão do começo ao final das apurações por parte da família Simão, administradores judiciais de empresas falidas que foram acusados por testemunhas, durante as audiências, de dificultar os processos falimentares.

“Todas as medidas judiciais que eles tentaram contra mim foram negadas, como uma tentativa de queixa-crime no Ministério Público. Como presidente da CPI eu fiz minha obrigação. Defendi os falidos, os credores e o estado e a justiça do Paraná. O problema da família Simão é policial”, analisa.

O deputado petebista informou que até dezembro a Corregedoria-Geral deve divulgar o relatório final do pente fino feito nas Varas de Fazenda do Estado e os procedimentos a serem tomados.

5 Comentários

  1. Mais uma vez, parabéns deputado Fabio Camargo. Com seriedade e boa vontade as coisas acontecem. Essa é a postura que a população deseja de seus representantes. Ótimo exemplo.

  2. Esse deputado tem atitudes radicais. Por isso é o único que tem coragem de meter a mão e balaios de gato. As vezes dá um dentro. Como essa CPI.

  3. Fabio fez um grande serviço. Sou credor da HM. Sempre sofri na mão desse família Simão. Agora, eles estão pianhinho. Capaz de perderem tudo. Com a abertura da caixa preta das falências, a transparência será maior. Acabou o fim das falcatruas. Parabéns Fábio pela coragem de enfrentar essa máfia.

Comente