Uncategorized

Curitiba constrói mais 18 km de ciclovias

Quatro vias em obras e mais 18 km de ciclovias em Curitiba. “Melhorar cada vez mais a relação da cidade com os cliclistas é prioridade em Curitiba. Por isso debatemos de forma conjunta os projetos de interesse da sociedade na área da mobilidade urbana, como o Plano Diretor Cicloviário”, disse o prefeito Luciano Ducci. A cidade já tem 120 km de ciclovias e a médio prazo pretende instalar mais 200 km de pistas exclusivas para bicicletas.

A maior ciclovia em construção, no momento, é na avenida Fredolin Wolf, via que está sendo praticamente reconstruída. São 7,6 quilômetros formando uma alternativa de acesso entre os bairros Santa Felicidade, São João e Pilarzinho, melhorando ainda os acessos aos parques Tanguá e Tingui e a saída da Ópera de Arame, cartões postais da cidade.

Do outro lado da cidade, a Prefeitura está implantando 4 km da primeira ciclofaixa, na avenida Marechal Floriano Peixoto, paralela à caneleta do expresso. A pista especial, que vai separar ciclistas e veículos, terá cor diferenciada, sinalização especial e iluminação.

A urbanização da rua Eduardo Pinto da Rocha também conta com implantação de ciclovia e de circulação compartilhada com 5 km de extensão. O projeto da Linha Verde Norte prevê a implantação de circulação compartilhada em seus 8 km de extensão, dando continuidade aos 10 km já implantados na Linha Verde Sul.

Com 5,5 quilômetros de extensão, a Rua Toaldo Túlio, importante via de ligação dos bairros Santa Felicidade, Orleans e São Braz, cuja obra de revitalização foi inaugurada em fevereiro deste ano, conta com faixa para circulação de bicicletas compartilhada com pedestres e também com paraciclos.

O Ippuc está projetando ainda a implantação de 10 quilômetros de infraestrutura cicloviária na avenida Comendador Franco (avenida das Torres). As obras integram o pacote de requalificação do Corredor Aeroporto/Rodoferroviária, financiado pelo PAC da Copa 2014.

2 Comentários

Comente