Uncategorized

Requião é ignorante sobre a bancada do PMDB, diz Caíto

O PMDB não apoia a privatização de empresas públicas como Copel e Sanepar nem a renovação de prazo de contrato de pedágio, disse o líder do PMDB

O deputado Caíto Quintana, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, rebateu nesta terça-feira (21), as críticas do ex-governador e hoje senador Roberto Requião (PMDB-PR), sobre a aproximação da bancada do partido ao Governo Beto Richa (PSDB). Segundo Caíto, Requião não conhece a realidade dos debates porque não acompanha de perto o que acontece na base do PMDB no Paraná.

O PMDB está apenas seguindo princípios, disse o líder do PMDB. “Ele (Requião) está absolutamente desconhecendo qual é a atitude da bancada do PMDB e que tipo de conversa a bancada teve e muito mais, ele está desconhecendo o que está acontecendo com o PMDB do Paraná que estava naufragando devido a uma briga estúpida entre os dois ex-governadores do PMDB”, disparou Caíto Quintana, em entrevista à imprensa do Estado.

Desde que a bancada do PMDB decidiu pela aproximação ao Governo do Estado, os deputados tem sido alvo de constantes críticas de Requião e também do ex-governador Orlando Pessuti. Entre os temas abordados constantemente pelo senador estão à privatização das empresas públicas e prorrogação dos contratos do pedágio nas rodovias do Estado.

“O PMDB não apoia a privatização nem da Copel, nem da Sanepar e graças a isto o governador Beto Richa retirou o projeto da Agência Reguladora que estava na Assembleia”, disse Caíto. “Não aprovamos renovação de prazo de contrato de pedágio. Portanto, somos fiéis aos nossos princípios”, completou.

Caíto lembrou ainda que na última semana a bancada foi até Brasília informar à Executiva Nacional os motivos que levaram à aproximação da bancada, e não do partido, ao Governo do Estado. Após as explicações, o ato foi bem aceito pelas lideranças nacionais do partido, concluiu Caíto.

Participaram da comitiva que foi a Brasília, além de Caíto Quintana, os deputados Nereu Moura, Alexandre Curi, Ademir Bier e Waldyr Pugliesi, presidente estadual do PMDB.

2 Comentários

  1. Se o deputado Quintana se apressar, verá que ainda é tempo de “privatizar” a maioria das concessões da COPEL antes que as mesmas expirem em 2015.

  2. raposadorabofelpudo Responder

    Prorrogar os contrados de pedágio??? sÓ PODE SER BRINCADEIRA. Esses bandos trazidos pelo Lerner só tem feito explorar os paranaenses. Eles tem mais é que o contrato e cair fora. Sumam

Comente