Uncategorized

Greve dos bancários tem 85% de adesão no Paraná

do Bonde

No Paraná, a semana começa com 85% dos bancários em greve, segundo avaliação do Sindicato dos Bancários de Curitiba e região. Os nove sindicatos filiados à Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Estado do Paraná (Fetec-PR) contabilizam 619 agências com as portas fechadas, mobilizando cerca de 20,5 mil bancários em todo estado. A categoria se reúne em assembleia para avaliar a paralisação, nesta segunda-feira (3), às 17h, no Espaço Cultural Esportivo.

O presidente da federação, Elias Jordão, ressaltou que no Paraná aumenta a cada dia o número de agências fechadas e de trabalhadores mobilizados. Ele destacou ainda a grande adesão dos bancos privados à paralisação.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8%. Esse percentual representa, de acordo com a categoria, 5% de aumento real mais a inflação do período. Além disso, os trabalhadores querem a quer valorização do piso, maior participação nos lucros e resultados (PLR), abertura de contratações, fim da rotatividade, combate ao assédio moral, extinção de metas que consideram abusivas, mais segurança, igualdade de oportunidades e melhoria do atendimento aos clientes.

2 Comentários

  1. Imaginam se todo trabalhador entrasse em greve.
    Casas queimando e o Bombeiro em greve.
    Pessoas sendo seqüestradas e a Policia em greve.
    Pessoas precisando de remédios e as Farmácias fechadas em greve.
    Pessoas passando mal de saúde e os Hospitais fechados em greve.
    Pessoas precisando sacar dinheiro para suas despesas e os bancos fechados em greve.
    lembramos que a Constituição é clara todos tem os mesmos direitos.
    Portanto se os bancários podem fazer greve todas as demais categorias tem o mesmo direito.
    E como fica os Bancários se no momento que precisarem de um dos demais serviços acima mencionados não o conseguissem em virtude de greve das categorias?

Comente