Uncategorized

Lei do amassador de latinhas, mais uma
pérola da Câmara

Do Conexão Brasília

A Câmara dos Deputados é quase sempre um baú de preciosidades. Ontem, dois projetos interessantes (depende do ponto de vista) foram aprovados em comissões permanentes.

Na comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio, foi aprovado um projeto de lei do deputado Washington Reis (PMDB-RJ), que obriga bares e restaurantes a instalar em suas dependências amassadores de latinhas de alumínio.

Quem não cumprir a determinação pode ser punido com base na Lei de Crimes Ambientais.

Na Comissão de Educação, foi aprovada uma proposta para transferir, por um dia ao ano, a sede do governo federal de Brasília para Porto Seguro, na Bahia.

A mudança ocorreria todo dia 22 de abril, em homenagem ao descobrimento do Brasil.

O autor da proposta, obviamente, foi um baiano, Jânio Natal (PRP).

Produtivas as nossas excelências, não?

13 Comentários

  1. Fábio, o Brasil é campeão mundial disparado na reciclagem de embalagens da alumínio. É quase 100%! Muita gente vive de catar latinhas. Jamais sobrará nada de alumínio para poluir o meio ambiente. É incrível que nenhum assessor tenha passado esta informação aos deputados e que ninguém tenha consultado um especialista no assunto (alguns dos melhores cientistas ambientais trabalham no Paraná).

  2. alguém ficaria surpreso se algum dos nobres tiver uma fábrica de amassadores de latinha?

  3. Indignado exultante: realmente, os nossos deputados mostram-se insuperáveis na capacidade de produzir em produzir idiotices como estas duas. Como diz o Zé Beto, expressionante.

  4. SOU O QUE SOU …DEVO TUDO AO BAR RESTAURANTE POTE CHOPP ..NO CENTRO DE CURITIBA…E AOS MEUS PATRÕES..SR..BENEDICTO AMATUZZI…..E SR HEITOR AMATUZZI…..

  5. Se a onda pegar, seria “interessante”, por mais de um dia ao ano, mudarmos a sede de Brasília para a Suíça. Motivo?Quais dias? Não sei. Fica a sugestão.

    Salve meu Paraná liberto do Brasil. O Sul é meu País.

  6. Parreiras Rodrigues Responder

    O Congresso Nacional, as Assembléias e as Câmaras de Vereadores não precisam mais inventar lei alguma.

    Deveria sim, trabalhar pelo cumprimento, pela execução das já existentes, descartando-se, logicamente, leis estúpidas como a já citada.

    Só não concordo com a referência à naturalidade do autor.

    Os baianos são gente boa prá dedéu.

  7. Olha Roberto Prado….

    Que isso é verdade mass O Brasil Tem muitas Otras Leis e Projetos
    para ser aprovados e MUUUUUUUUIIIIIIIITTTTTTTTTOOOOOOOOO
    mais importates do que essa da Latinha neee como ex; Segurança, Saude e Principamente EDUCAÇÃO … Esas Leis e Projetos ficam mais de anosssss para serem aprovadas e agora vem essa da latinha e Puff…. é aprovada aaaaaaaaaa Por favorrr… Isso sim é BRASILLLLLLLL

  8. Realmente é uma vergonha, depois quando o STF se lava de lançar súmulas vinculantes, as pessoas acham que o Poder Judiciário está fazendo o papel do Legislativo, mas ao observarmos que tipo de leis nossos legisladores tem capacidade de fazer, realmente temos que deixar a cargo do STF e STJ súmulas, jurisprudências…, porque esperar leis importantes e que reflitam mesmo na sociedade, seria muita ingenuidade da nossa parte!!!

  9. Vai ver ele é dono de uma fabrica de amassador de latinhas, assim como deve ter alguem dono da fabrica do kit de primeiros socorros, que ficou rico e fechou as portas, e assim por diante.

Comente