Uncategorized

Professor de Ensino Religioso agride aluno da 5ª série em Cascavel

De Bibiana Dionísio do G1 PR

Um aluno de 13 anos foi agredido pelo professor de Ensino Religioso dentro da sala de aula do Colégio Estadual Francisco Lima da Silva, em Cascavel, no Oeste do Paraná. Segundo a diretoria do colégio, os colegas de turma do garoto contaram que o professor deu um soco na boca do estudante. A agressão ocorreu na terça-feira (4).

O colégio afastou o profissional que acabou pedindo demissão na quarta-feira (5), conforme informações Núcleo Regional de Educação (NRE) de Cascavel. Segundo Vander Piaia, chefe do NRE, diante da excepcionalidade do ocorrido, foi solicitado um parecer ao departamento jurídico. “O pedido de demissão não altera o fato”, declarou Piaia. O NRE informou também que vai oferecer assistência psicológica ao aluno agredido.

Era o primeiro dia de aula do professor, de 28 anos, contratado pelo Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria Estadual de Educação, para substituir a professora titular afastada por problemas de saúde.

A diretora auxiliar, Leonir Ângela de Bona, contou ao G1 que o professor relatou que a turma estava bagunçando e que ele teria perdido a paciência. Bona afirmou também que a instituição chamou os familiares e os orientou a registrar um Boletim de Ocorrência.

“Nós orientamos a levar o menino para fazer exame de Corpo de Delito e entrar com um processo. Nós tomamos as medidas administrativas, a Justiça já não cabe à nós”, acrescentou a diretora auxiliar.

Apesar de considerar que não existe justificativa para a atitude do professor, Leonir Bona levantou a hipótese de que os alunos estariam “testando o professor novo”. Segundo ela, a suposta bagunça excessiva poderia ser considerada uma ação normal dos estudantes.
O G1 não localizou os pais do estudante.

16 Comentários

  1. Gostaria de comentar sobre varios assuntos que essa noticia decorre, mas vou apontar só alguns detalhes. Só o que mais me chama atenção é a seguinte frase:

    “bagunça excessiva poderia ser considerada uma ação normal”.

    A Partir disso, a minha opinião sobre o caso é de que como a maioria dos casos de agressões de professores a alunos, o estado e a escola ficam ao lado do aluno até que se prove ao contrário os motivos pelo acontecido. Seguindo essa linha, vemos que ser professor hoje em dia no Brasil, é ser SACO DE PANCADA SEM PODER SE DEFENDER; NÃO TER CONDIÇÕES DE TRABALHO; SER MAL REMUNERADO; E NÃO TER QUALQUER APOIO SEJA DA ESCOLA OU DO ESTADO NESTAS SITUAÇÕES.

    Tendo destacado isso, digo respeitar professor pra que né, aluno pode chingar, bater, matar, desrespeitar, e no maximo o que vai acontecer com o capeta, é que vão passar a mão na cabeça dele, e o caso vai pro limbo. E o professor que se dane!

    Viva o Brasil, o país da hipocrisia, que não da valor a educação como deveria, como tantos outros setores defazados e com pouco recurso financeiro para dar um atendimento melhor a população.

  2. Nada justifica o ato do professor. Mas muitas vezes com os alunos em sala sendo estúpidos, mal educados, grossos, prepotentes e amparados pelo Estatuto do Menor e do Aborrescente, apoiados pelos pais ( pai e mãe) omissos, neglkigentes, despreparados, grossos e estúpidos como seus filhos, o professor pode perder o bom senso.
    Correto é saber porque o professor agrediu e depois tomar as providências. Normalmente ” sempre o aluno que é o certo e bonzinho”
    è dificil ser educador de mal educado, pois educação se traz de berço e de casa e principalmente a educação dada por pai e mãe. Ninguem dá o que não, se os pais não tem educação, seus filhos também não o terão

  3. Nossa. Normalmente é o contrario. O que vemos é um bando de marginaizinhos acobertados por país imbecis, dando até tiros nos professores. E os donos de colégio só se interessam pelas mensalidades e detonam os professores. Precisamos ver o que este rapaz fez.

  4. Rocambole de Jaca Reply

    Absurdo o ocorrido. De ambos os lados. O aluno por não apresentar nenhum respeito pelo professor e este pelo seu despreparo psicológico. Triste a situação da Educação no País.

  5. Concordo com vc Chico, quantos e quantos professores são agredidos por alunos e estes mesmos alunos sempre viram as vítimas. Não ixiste mais o devido respeito aos professores nem por parte dos governantes nem por parte de alunos. … é triste ver a educação dessa forma. Ah! e alguem questionou o motivo da agressão? Com certeza sem motivo não foi. Não concordo com a atitude deste professor mas nao o condeno sem saber o que levou a agir de tal forma. Da mesma forma que o NRE esta oferecendo acompanhamento psicológico para o aluno, devería tambem oferecer ao professsor que com certeza deve ter levado muito desaforo pra casa a ponto de nao aguentar mais.

  6. Concordo plenamente com o amigo Chico…

    Até quando a educação vai continuar assim???

  7. O professor se descontrolou,agiu mal,mas e o aluno será que precisa de ajuda psicológica ou de disciplina e educação doméstica para aprender a respeitar não só ao professor mas a qualquer pessoa? que o pai tenha a sabedoria necessária para não apoiar desrespeito do filho porque embora seja dever do pai proteger o filho é bom não confundir proteção com conivência com o erro,pois muitas vezes o preço que a vida cobra pode ser muito elevado.Procure ser justo pelo bem de todos ,principalmente do filho.

  8. Murilo Álvaro Viezzer Reply

    Com 13 anos eu estava na Sétima Série…Há alguma coisa de errado com este aluno…

  9. Reinoldo Hey Reply

    É isso aí Chico. Calcule o que esse pirralho deve ter aprontado para desequilibrar o professor.Eu, mesmo, já fui ameaçado de morte um monte de vezes por alunos , ameaçado, chantageado, difamado… Vez ou outra me aparece um pai de mangas arregaçadas pra “tirar satisfação” de professor lá onde leciono … É o mito do super-homem: aparece só de vez em quando, quando a labareda já virou fogo. E, como no mundo real , os inimigos reais ( políticos corruptos) são muito fortes… acha-se alguém mais acessível para demonizar…o PROFESSOR!
    A nobre imprensa, por sua vez, transforma o ocorrrido em manchete de capa, esquece os vinte assassinatos da RMC e… SEGUE O BAILE!

  10. Dá para imaginar quantos leitores , principalmente os mais velhos,estão se recordando do tempo em que havia respeito dos alunos e dos pais dos alunos(principalmente) pelo professor e vice-versa. Este caso é o estremo , o caos verdadeiro do ensino, digo melhor, da educação. Um prefessor de “religião”ter que apelar para a brutalidade para manter a ordem na sala de aula. É o fim. A educação familiar necessita de reeducação urgente, para que tenhamos bons alunos e bons professores, ou futuramente não será o professor batendo em aluno mas o aluno batendo nos pais.
    et. não sou professor, sou pai.

  11. rita de cassia Reply

    O aluno terá ajuda psicológica, e o professor foi despedido.Que país é este????

  12. Tenho certeza que não foi uma agressão gratuita!!! Esse fato a imprensa está escondendo deliberadamente!!!

  13. O ALUNO APANHOU PORQUE DEVE TER OFENDIDO O PROFESSOR, O QUE É MUITO COMUM NO BRASIL DA IMPUNIDADE. NO BRASIL EM QUE ALUNOS BANDIDOS ATIRAM EM PROFESSORES, DESTROEM AS ESCOLAS, USAM DROGAS, ETC, ETC, ETC…. NÃO PRECISA DE PSICÓLOGO PARA ESTA TURMA DE SEM-VERGONHAS, MAS PRECISA É DE CHICOTE E CADEIA. A CULPA, NA MAIORIA DOS CASOS E DOS PAIS, QUE DEIXARAM A EDUCAÇÃO DOS FILHOS A CARGO DAS ESCOLAS E PROFESSORES. A EDUCAÇÃO NÃO É NA ESCOLA, MAS NO LAR. ESCOLA É COMPLEMENTO. INVERTERAM-SE OS PAPÉIS NO BRASIL DOS HIPÓCRITAS. ESSA PIAZADA MAROTA QUE AÍ ESTÁ, INFELIZMENTE SERÃO O FUTURO DESTE PAÍS. SALVE-SE QUEM PUDER.

  14. E o professor se ferrou. E ainda falam em excepcionalidade.

    “Vander Piaia, chefe do NRE, diante da excepcionalidade do ocorrido” Tal comentário não poderia sair de outro lugar se não das esbornias dos NRE’s.

    Excepci…… Bom esse tipo de coisa e corriqueira nas escolas, quando não é o aluno agredido é o professor, se não o professor é o funcionário, quando não é o funcionário são os pais, e derrepente é quem passa na rua. É o sistema, tá normal. Mundo de alienados.

  15. É com muito pesar que recebo essa notícia, mas penso que as coisas não são com parecem, uma sala de aula, atualmente é desconhecida pela população que está cheia de direitos e poucas obrigações. Confundem escola com depósito de gente, esquecem que dentro de uma sala de aula tem 40, 45 alunos, seres humanos que sabe-se Deus como são criados e orientados, muitos não tem o mínimo de orientação da família de como portar-se dentro de uma sala de aula ou até mesmo em outros locais da sociedade. querem que a escola cuide e faça um papel que é bem diferente, que é o de ensinar os conteúdos programáticos. Bem, não defendo a atitude do professor, mas que muitas vezes o professor é colocado em situações bastante constrangedoras, por supostos alunos, é verdade. Temos situações que são noticiadas diariamente, de professores agredidos, chutados, esfaqueados entre outras coisas. Só gostaria que esse professor não fosse usado como bode espiatório, tanto ele, como o aluno ele merecem ajuda e não a condenação antecipada. Sala de aula foi feita para estudar e não para fazer o papel que um pai e uma mãe, com responsabilidade deveria fazer ao educar seu filho.

Comente