Uncategorized

Pagot está louco
para falar

Luiz Antônio Pagot quer uma CPI dos Transportes.

Luiz Antônio Pagot deixou o Dnit há dois meses e meio como uma espécie de ícone derradeiro da crise que se abateu sobre os Transportes. As revelações feitas por VEJA na semana passada sobre seu sucessor, Jorge Fraxe, no entanto, mostraram que alguém deve ter esquecido de mandar a crise embora junto com o ex-diretor-geral.

De volta à iniciativa privada, Pagot tem dito que está louco para falar o que sabe sobre os velhos tempos de governo:
– Estou doido para que tenha uma CPI, porque aí vou falar tudo sobre o Ministério dos Transportes e o Dnit. Serei o parceiro número um dessa investigação.

Por Lauro Jardim

9 Comentários

  1. É isso mesmo! Se este sujeito fosse honesto e ético, já teria dito tudo e denunciado, a bem do serviço público, os desmandos no governo. Por que esperar uma CPI? Para aparecer e dar show?

  2. Indignado diz: este cara só está querendo se valorizar, se é que um dia vá ser chamado para dizer alguma coisa. E se for, virá de braço dado com algum adivogado, que vai dizer para ele, isto não responda, aquilo negue, e não entregue o nome de ninguém. É isto o que se quer? Porque é isto é o que o cara está louco para contar.

  3. Vigilante do Portão Responder

    É um plilantra juramentado.

    Na Comissão do Congresso, NÃO DISSE NADA.

    Teve a oportunidade de entregar o esquema e ficou calado.

  4. Então, quando ele estava no poder e com mordomias: tudo era legalidade e honestidade. Pediu pra sair…ai todo mundo virou bandido. Que caráter hein!

  5. Sidinei Freitas Responder

    O que tem de famílias, bancando os ricos e poderosos com o dinheiro público é brincadeira…vocês conhecem alguém assim na sua cidade.

Comente