Uncategorized

Ministro do Esporte é acusado de desvio de verba


Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Do G1

Reportagem da edição deste fim de semana da revista “Veja” afirma que o ministro do Esporte, Orlando Silva, participou de suposto esquema de desvio de dinheiro da pasta.

Na reportagem, a “Veja” ouviu o policial militar João Dias Ferreira, preso pela Polícia Civil de Brasília em 2010. Ferreira afirmou que o ministro teria comandando um esquema de desvio de verbas do programa Segundo Tempo, que visa incentivar a prática esportiva entre crianças e adolescentes. Conforme a revista, o suposto esquema teria desviado cerca de R$ 40 milhões da pasta nos últimos oito anos.

Em nota à revista, Silva diz que se trata de denúncia “falsa, descabida e despropositada”. Neste sábado (15), o ministro acompanha a comitiva brasileira nos Jogos Pan-americanos, em Guadalajara, no México.

Por meio do Twitter, Silva ele afirmou: “Repudio a farsa publicada hoje em ‘Veja’. As calúnias são reações às medidas que determinei para combater irregularidades identificadas.” Orlando Silva concede nesta tarde uma entrevista coletiva sobre o assunto.

O autor das denúncias na “Veja”, João Dias Ferreira, foi candidato a deputado distrital em 2006. Preso em abril do ano passado, é suspeito de desviar R$ 2 milhões do programa Segundo Tempo por meio de entidades esportivas que ele comandava.

De acordo com a revista, a fraude ocorria após o repasse de verbas do programa para organizações não governamentais (ONGs). As entidades, diz a denúncia, só recebiam a verba após o pagamento de uma taxa que podia chegar a 20% do valor do convênio.

O partido do ministro também teria sido beneficiado com o esquema e o dinheiro, diz a revista, chegou a ser usado em campanhas eleitorais. O PC do B, aponta a “Veja”, indicava fornecedores e obtia notas fiscais frias para justificar despesas.

O policial militar João Dias Ferreira diz que Orlando Silva chegou a receber dinheiro dentro da garagem do Ministério do Esporte. “Por um dos operadores do esquema, eu soube na ocasião que o ministro recebia o dinheiro na garagem.”

Dias Ferreira teria dito à revista que, em 2008, após as primeiras denúncias sobre o programa Segundo Tempo, o ministério deixou de lhe dar suporte. Por conta disso teria ameaçado várias vezes de revelar a suposta fraude.

‘Faz-tudo’
“Veja” também ouviu Célio Soares Pereira, que seria um “faz-tudo” no ministério. Ele afirmou que chegou a entregar dinheiro nas mãos de Orlando Silva. “Eu recolhi o dinheiro com representantes de quatro entidades aqui do Distrito Federal que recebiam verba do Segundo Tempo e entreguei ao ministro, dentro da garagem, numa caixa de papelão. Eram maços de notas de 50 e 100 reais.”

A revista diz que atualmente Célio Pereira trabalha em uma academia de ginástica do policial militar João Dias Ferreira.

Governador do DF
A revista cita ainda o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, ex-ministro do Esporte. Conforme “Veja”, investigações policiais indicam que entidades de Brasília, de pessoas ligadas a Agnelo, recebiam dinheiro da entidade e “que por meio de notas fiscais frias apenas fingiam gastar a verba com crianças carentes”.

O G1 procurou a assessoria de imprensa do governador Agnelo, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

O policial militar que fez as acusações à “Veja” diz que o esquema de fraude no programa Segundo Tempo começou durante a gestão de Agnelo no ministério. Na época, Orlando Silva era secretário-executivo da pasta.

Oposição
Por meio de nota divulgada neste sábado, o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), disse que vai protocolar na próxima semana representação na Procuradoria Geral da República (PGR), solicitando a abertura de investigação sobre a denúncia contra o ministro do Esporte e contra o governador Agnelo Queiroz.

9 Comentários

  1. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Cria de Lula da Silva. Lula ficou por 08 anos pasando a mão na cabeça destes bândidos e, DILMA estava lá, a frente do governo, sabia de tudo e nada fez.

    PT, O CÂNCER DO BRASIL

  2. O cara é do PC do B!!! Que bela maneira de lutar pelo SOCIALISMO! Nossa esquerda progressista é mesmo original.

  3. Receber propina…comum no Brasil… onde parar? verbas sem licitação ou fiscalização tudo em pizza… e nós pagando

  4. Mias um! Mais um! Mais um! Dá-lhe vassoura mágica1
    Este nem a Copa segura. Copa, o ouro dos tolos.

  5. Osiris Duarte de Curityba Responder

    É SÓ MAIS UM … ISTO JÁ NEM MAIS É NOTÍCIA … ETA POVINHO BURRO, QUE ELEGE TAIS OU QUAIS QUE PROMETEM BENEFICIOS PESSOAIS … E O POVINHO (BURRO) AINDA ACREDITA … BEM FEITO !!!

  6. salete cesconeto de arruda Responder

    E agora que mais uma vez se descobre que a VEJA/ESPIA revista de fofocas e calúnias mentiu mais uma vez como ficam os que acreditaram nela?
    Coitados!
    Coi – ta – dos….

Comente