Uncategorized

A chapa esquenta na PGE. Botto de Lacerda será investigado

Do Blog da Joice:

A Procuradoria Geral do Estado vai abrir uma sindicância para investigar o Procurador Sérgio Botto de Lacerda. O processo é para investigar eventuais deslizes, perdas de prazos de processos e advocacia administrativa. Botto estaria orientando outros advogados em processos contra o Paraná, informam boas fontes do Centro Cívico. O procurador também deve responder a processo criminal porque teria gravado sem autorização judicial uma conversa de mais de quatro horas com o chefe, o procurador Julio César Zem Cardozo. A conversa aconteceu no último dia 10 no restaurante Edvino. O fato é que a chapa vai esquentar dentro da PGE. O combustível para essa confusão toda é a guerra interna que existe entre Julio César Zem Cardozo e os procuradores Sergio Botto de Lacerda e Ubirajara Gasparin.

7 Comentários

  1. Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
    Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
    Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
    Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
    Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
    Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
    Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
    Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
    Enfim,
    Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó.

  2. Porque tanta preocupação com a extinção do setor? porque ir com um gravador para um jantar com seu chefe?
    o osso deve ser bom para incomadar tanto esta extinção, Provavelmente se ele está qrendo derrubar o procurador geral isso já era um plano e com perguntas formuladas para seu propósito, falta de ética e pelo jeito de provas de que algo de irregular esteja acontecendo.

  3. Coitado do Procurador Geral que não pode nem confiar em seus colegas de profissão, loucos para passarem rasteira nele.

    Levar gravador para reunião? Interessante isso, com qual propósito será que isso foi feito?

    Pelo que eu entendi, a idéia de extinguir o setor é fazer com que o mesmo procurador que iniciou o processo, tenha condições de acompanhá-lo até o fim, como advogado, eu acredito que isso deveria ser praxe pois de nada adianta adianta um advogado trabalhar MUITO em cima de algum processo para depois, no recurso, um outro advogado assumir e acabar perdendo prazo ou não se dedicar…

    Quero ver esses caras reclamarem no dia que o Governador decidir colocar um outro advogado qualquer que ele conheça como Procurador Geral…

  4. Quem ainda acredita nas versões distorcidas de Sérgio Botto? A decisão sobre extinção da coordenadoria é mais que acertada. O advogado deve cuidar do processo do começo ao fim. O dinheiro do fundo é da PGE e se foi feita alguma compra ilegal a culpa foi de quem autorizou e não do tesoureiro. Já gravar a conversa com o procurador geral é bem a cara do Botto, que fez isso com a intenção de ter uma arma para chantageá-lo e evitar a sindicância. Não deve ter nada demais na gravação. Acho que agora ele encontrou o que merece e parece que não vai adiantar distorcer os fatos para se fazer de vítima e de “paladino da justiça” como em outros tempos, porque não vai colar…

  5. Xango, pela cronologia nas notícias, a ameaça de sindicância só veio depois da gravação… Por isso, deve ter alguma coisa muito grave nessa gravação.

Comente