Uncategorized

Ziraldo é condenado pela Justiça Federal do Paraná

A Justiça Federal no Paraná, expediu nesta quarta-feira (23), sentença contra os integrantes do grupo que realizou o o 1º Festival de Humor Gráfico das Cataratas do Iguaçu, realizado em 2003.

O juiz federal Mateus de Freitas Cavalcanti Costa condenou os envolvidos na fraude a penas diversas, como pode ser conferido na íntegra da sentença condenatória. Entre os sentenciados está o cartunista Ziraldo Alves Pinto, criador do “Menino Maluquinho”, e seu irmão Zélio.

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal, o Festival de Humor das Cataratas do Iguaçu arrecadou R$ 525 mil através de convênios com diversos órgãos oficiais, como Embratur, Governo do Estado do Paraná e Prefeitura de Foz do Iguaçu. Ainda segundo o MPF, “o Festival do Humor proporcionou aos denunciados o benefício consistente em contratar diretamente suas empresas gráficas e publicitárias”.

Por decisão do juiz Freitas Cavalcanti, o cartunista Ziraldo foi condenado a mais de dois anos e dois meses de reclusão, enquanto seu irmão, Zélio, a um ano e quatro meses, além de pagamento de multa.

6 Comentários

  1. Não entendi porque eles não podiam contratar suas empresas. Em que momento virou um delito?

    Se eu tivesse um site que recebe doações e eu contratasse minha empresa para a divulgação do site. Estaria cometendo fraude?

  2. Diogo de Almeida Responder

    Sou um fa do cartunista, mas se cometeu este crime deverá ser penalizado..Porem, se pararmos para pensar 525 mil, 2 anos de reclusao…..ficam as questoes…e o Bibinho? E a turminha do Porto de Paranagua? E o Derosso? E os politicos que tem envolvimentos nos crimes e NEM sequer são citados em processos?? E os Juizes corruptos? E os aumentos nos bolsos dos 3 poderes, que NUNCA são questionado?? São dois pesos e duas medidas sempre…Mas o dinheiro que sai do bolso do povo é INFINITAMENTE MAIOR…Justiça ja!!!

  3. Doutor Prolegômeno Responder

    Coitadinho do Ziraldo! Tão pobrezinho que ganha uns trocados por mês do erário nacional, por ter sido perseguido na ditadura. Era forçado a tomar banho de sol nas areias quentes de Ipanema, sem chinelo e tomando chope. Um horror.

  4. Indignado comenta: de maluquinho é só o menino, porque o Ziraldo e o irmão tem muito é de espertinhos. Por que o juiz os condenou se sabe que eles não vão em cana mesmo ? Eles é que devolvam a grana surrupiada, e tá limpo.

  5. O que será que está acontecendo com tais personalidades de renome nacional que, vira e mexe, estão com o rabo preso em verbas públicas…

    Ziraldo não precisava passar por isso à essa altura da vida, né? Já demonstrou oportunismo quando enfiou a mão numa nota preta na tal idenização por perseguição no tempo da ditadura. Outra mumunha para tomar dinheiro do Estado, criada pelos petistas da hora e hávidos em extorquir o erário…

    Que falta faz as lições de moral e cívica, não?

Comente