Uncategorized

“É impossível administrar com 40 ministérios”, diz Gerdau

Valor Econômico

O presidente do Conselho de Administração da Gerdau e da Câmara de Gestão criada pelo governo Dilma Rousseff, Jorge Gerdau Johannpeter, defendeu ontem a redução do número de ministérios no Executivo. A declaração foi feita durante o seminário “Os avanços da gestão pública no Brasil”, promovido pelo Valor.

Fontes do governo dizem que a presidente Dilma Rousseff estuda unificar as secretarias de Direitos Humanos, Igualdade Racial e Políticas para Mulheres na reforma ministerial a ser promovida nos próximos meses, ideia que já recebe críticas de alas do PT. Outra medida cogitada no Palácio do Planalto é a reincorporação da Secretaria de Portos pela Pasta dos Transportes. Atualmente, Dilma conta com 38 ministros.

“É pacífico que é impossível administrar com 40 ministérios”, destacou o empresário durante o seminário. “A presidenta já tem se movimentado no sentido de criar grupos de ministérios.”

Gerdau preside a Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, colegiado formado por empresários e ministros. O grupo foi criado em maio para sugerir ao governo formas de reduzir custos, melhorar o controle dos gastos públicos, racionalizar processos e melhorar serviços prestados à sociedade. “Não se pode trabalhar com 23,5 mil assessores de confiança na estrutura política”, argumentou Gerdau, acrescentando que o país já tem exemplos de sucesso com burocracia profissionalizada, como o Banco Central, Banco do Brasil, Forças Armadas e Itamaraty. “Defendo a profissionalização absoluta.”

19 Comentários

  1. Mas quem criou este monte de minsitérios todos foi a companheira. Ela até tinha boa intenção, não queria ver na rua da amargura companheiros de jornada desempregados. E nada melhor do um ministeriozinho não é ? Agora está reclamando da própria mancada. ACarlos

  2. São muito ministérios. Mas como tem que agradar uma cambada….. ainda devem ser poucos…

  3. Wilson Carlos Bezerra Responder

    É impossível ser Presidente (a) de uma República e ter de estar inseguro (a) quanto aos seus 40 ministros, devido problemas politiqueiros, de incompetência, de incompatibilidade profissional e/ou outros. Enquanto perdurar o modo de escolha de funcionários públicos, por “indicações” e “amizades” ou mesmo por “concursos”, estará o Brasil à mercê de todos os objetivos, exceto o de administrar o país.

  4. Uma boa dose de coragem para enfrentar o corporativismo ministerial e o problema poderá ser bem resolvido. Administração séria não combina com os políticos atuais.

  5. Prezados Senhores,

    Creio que 40 Ministro não seja um grande número. Mas o Gerdau está certo, apesar de caber uma releitura da Arte da Guerra quanto a administração desse contingente de ministros.

    Mas sabemos que dessa vez a Presidenta Dilma não seguirá os conselhos do sábio Gerdau, infelizmente. Os compromissos de campanha deverão ser mantidos.

    Com minhas homenagens,

    Prof. Paulo César dos Santos
    http://www.facebook.com/profile.php?id=1552547864&ref=tn_tnmn

  6. Seria simplesmente digno de ser aplaudido por todo brasileiro aquele que tiver a ousadia, determinação e clareza mínima para fazer esse pequeno esforço em prol da Nação Brasileira – reduzir e profissionalizar o serviço publico. A presidente por seu passado de reivindicações e não conformismos políticos, bem que poderia colocar em prática aquela velha bandeira que a fez, segundo dizem, ser “torturada”‘, para erradicar a verdadeira Tortura de todos nós brasileiros que é saber por terceiros, ver e ouvir todos os dias políticos falando e praticando atos não lícitos e ainda postando-se descarada e vexamosamente com a postura de verdadeiros homens de “notável sabedoria” na arte de enganar seus compatriotas. Atos que verdadeiramente empobrecem a todos nós.

  7. Se a Dilma conseguir a proeza de reduzir os ministérios, de 40 para 18, será um ato de grande projeção para a reeleição dela. Mas a parte boa é que, em tese, teremos uma redução de custos e uma administração mais dinâmica.

  8. FRANCISCO GOMES Responder

    Reduz-se 23.500 “cargos de confiança” por Ato Discricionário. É só querer. Porém, onde “arranjar” os milhares de vagabundos de luxo VERMELHOS ou AZUIS? Não sejamos hipócritas, não é problema de PT é problema de Brasil! O FHC – o socióóóóólogozinho vendilhããããão – o que fez? Pois é, PT e PSDDB me deixam nauseabundo.
    Essa coisa NÃO ORGÂNICA, personalista, da Cultura Ibérico-católica, tem que ser quebrada. Esse número monstruoso de cargos alimenta o NEPOTISMO SISTÊMICO do Patrimonialismo Luso-Católico.
    Vamos fazer o oposto do que fazem os judeus: vamos remanejar qualquer memório do nosso HOLOCLAUSTRO. O que significar dizer?

    Vamos varrer com água e sabão grosso, o quanto pudermos, as marcas lusitanas e católicas do Brasil.

  9. Se a Pres. Dilma escutar o Gerdau a probalidade de acerto é grande, caso contrário ficará até o final de seu mandato demitindo Ministros corruptos por falta de controle, isso é claro, se descobrir a corrupção.
    “Se você não controla é controlado”.

  10. Reynaldo Fassarella Responder

    Tomara que Gerdeau seja ouvido. Precisamos de maior profissionalismo na gestão Pública. Não só no governo Federal, nos Estados, nos municípios, no Legislativo, no JUDICIÁRIO…………..

  11. O Conselho é excelente, porém me vem a mente aquela passagem bíblica. “É colocar remendo novo em pano velho.”

  12. A finalidade de 40 ministérios é a mesma que leva a indicação de suspeitos de desvios… Fazer caixa para partidos e alocar partidários.
    Quem disse que o objetivo é administrar o país?

  13. Um comentário sobre Comentário Responder

    Meu gerente mandou fazer uma placa onde está escrito “você é parte da solução”. Poderia parar por aqui.

    Mas continuo. Dos 17 comentários, apenas 2, Guedes e Paulo Sérgio, conseguiram expressar algo como uma opinião salutar sobre a questão.

    Se vocês não acreditam no sistema, como vamos melhorar e faze-lo funcionar? A culpa não é do sistema ou do governo, é das pessoas. Não tentem culpar nada mais que a nós mesmos. Eu inclusive. Culpar qualquer outra coisa é nos dar um atestado do incapacidade e isto eu acho inadmissível, pois tenho certeza que ainda podemos melhorar este país.

    Se quer criticar e demonstrar indignação, acho válido, mas posta o link no teu facebook ao invés de deixar um comentário ridículo como o do Francisco Gomes, que, metido a blogueiro de terceira com direito a neologismo e analogias a crença das pessoas, consegue por a culpa até nos portugueses.

    Se quiser ser politicamente incorreto, faz assim:

    FRANCISGO COMES, se continuar a falar m&rd@ por aí, vou roubar sua chupeta, seu cobertorzinho azul e aquela bolsa de água quente que você usa para aquecer a bunda antes de dormir, e ainda vou te dar um bons tapas na frente da sua mãe. Fanfarrão.

    P.S.: O texto está ótimo e concordo com a opinião apresentada. Vou postar no meu facebook.

Comente