Uncategorized

Vereadores de Curitiba aumentam prazo para concluir CPI do Derosso

De Bibiana Dionísio do G1 PR

Os vereadores aprovaram nesta segunda-feira (12) o requerimento que estende para terça-feira (20) o prazo para conclusão da Comissão Especial de Inquérito, que investiga os contratos de publicidade firmados pela Câmara Municipal de Curitiba, quando João Cláudio Derosso presidia a Casa. O relatório da chamada CPI do Derosso deveria ter sido entregue na sexta-feira (9). A CPI foi homologada em 6 de setembro.

As atividades parlamentares serão paralisadas na sexta-feira (16) por causa do recesso de final de ano, mas os trabalhos da CPI devem continuar.

Derosso passou a ser investigado pelo Conselho de Ética da Câmara, por uma CPI, Ministério Público (MP) e pelo Tribunal de Contas do Paraná a partir de uma série de denúncias de supostas irregularidades nos contratos de publicidade da Casa. Entre elas, o possível favorecimento da empresa da esposa de Derosso, Cláudia Queiroz, em licitações. Há ainda a suspeita de que o informativo “Câmara em Ação” não tenha sido publicado ou o valor pago teria excedido o praticado pelo mercado e a nomeação de parentes para cargos públicos.

Diante da repercussão das denúncias, Derosso pediu afastamento de 90 dias do cargo de presidente da Mesa Executiva da Câmara, do mandato de vereador e do PSDB. O Conselho de Ética arquivou a representação contra Derosso, mas o MP e o TC prosseguem com as investigações.

Nesta terça-feira (13), a vereadora Renata Bueno (PPS), será ouvida pelos integrantes da CPI. Ela foi convocada porque afirmou publicamente que existe na Câmara “uma máfia Derosso”. Na avaliação dos parlamentares ela deve explicar o que é e como funciona esta suposta máfia.

1 Comentário

  1. VÃO ENROLANDO, ENROLANDO LAVANDO AS MÃOS, OS PÉS E A MERDA QUE FAZEM!
    TUDO CONFORME O FIGURINO PRÉ-ESTANBELECIDO PELA CORTE

Comente