Uncategorized

Renault diz que fará 7 lançamentos no Brasil
em 2012


Foto: Divulgação

De Rodrigo Mora do G1

A Renault anunciou nesta terça-feira (13) que fará 7 lançamentos no Brasil durante o ano que vem, entre versões e novos produtos. Em balanço de 2011, ano considerado “especial” pela marca, a direção afirmou que fechará com 5,6% de participação de mercado e quer 6,5% em 2012.

Para isso, a produção da fábrica em São José dos Pinhais, no PR, será aumentada para 100 mil veículos no ano. Serão criados ainda novos centros de engenharia e de treinamento, novos empregos e, conseqüentemente, novos produtos.

A meta da Renault é ter 8% de participação até 2016, com 300 mil veículos comercializados ao ano. Em outubro passado, foi divulgada a injeção de mais R$ 500 milhões na fábrica do Paraná, totalizando R$ 1,5 bilhão para atual ciclo de investimento de 2010-2015.

Na retrospectiva de 2011, a montadora francesa afirma ter atingido participação histórica de mercado em novembro, ao chegar a 7,2% de presença nas vendas internas, contra 5,2% de novembro de 2010. De janeiro a novembro, registrou crescimento de 21,6% na comparação com igual período do ano anterior, valor 5 vezes superior aos 4,3% que cresceu o mercado total.

Renovação

Jean-Michel Janilier – que passa o cargo de presidente da Renault do Brasil para o conterrâneo Olivier Murguet e assume a partir de janeiro as operações da marca na Fórmula 1 – credita tais resultados a “uma estratégia de ampliação e renovação da gama de produtos, de uma forte expansão da rede de concessionárias, do aumento da capacidade produtiva e anúncio de novos investimentos”.

Ao longo deste ano, a marca realizou 12 lançamentos (entre versões e novos modelos, incluindo as estreias de Fluence e Duster, a reestilização do Sandero, o câmbio automático para as linhas Sandero e Logan e ampliações na oferta do furgão Master) e abriu 28 concessionárias. Lançado para brigar pela liderança na categoria SUV contra o Ford EcoSport, o Duster liderou os emplacamentos nessa divisão em novembro, com 3.876 unidades contra 2.756 do rival, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículo Automotores (Fenabrave).

3 Comentários

  1. ESPERO QUE A RENAULT TRAGA PARA O BRASIL ANO QUE VEM O CLIO COM MOTOR 2.0 16V.O CARRO IA SER UM CANHÃO.O MESMO QUE TEM NA FRANÇA.

  2. Indignado diz: a Renault está fazendo o óbvio. Aqui a tigrada ainda tem emprego e dinheiro para comprar estas carroças que ela fabrica. E que confundimos com carros. Lá na sede da emprêsa as coisas estão caindo pelas tabelas, eles só estão se agarrando aonde podem. Quem diria, um dia o Terceiro Mundo viraria a tábua de salvação de muita gente.

Comente