Uncategorized

Governo injeta R$ 900 milhões no BNDES e na Caixa

Gabriela Valente, O Globo

O governo anunciou, na segunda-feira, a injeção de R$ 900 milhões em dois dos principais bancos públicos do país, para aumentar a capacidade de as instituições emprestarem a empresas e consumidores em meio à desaceleração da economia.

Um decreto autorizou o aumento do capital do BNDES e da Caixa Econômica Federal, utilizando ações da Petrobras que pertencem à União, mas excedem o necessário para o controle estatal da petrolífera.

Os números, porém, foram diferentes daqueles antecipados na semana passada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo sua assessoria, ele se confundiu.

A capitalização do BNDES não será de R$ 500 milhões, mas de R$ 400 milhões. Esse aumento de capital será feito com a transferência de até 16,1 milhões de ações ordinárias (com direito a voto) da Petrobras.

As capitalizações fazem parte da estratégia do governo de engordar os bancos públicos, que deverão puxar o crescimento do crédito no ano que vem e tentar blindar o setor produtivo dos efeitos da crise mundial.

Para o economista-chefe do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento da Indústria (Iedi), Júlio Gomes de Almeida, o governo está certo em reforçar o caixa das instituições públicas. Mas isso não se refletirá em um aumento de crédito para a indústria.

3 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    Venderam as ações da Petrobras?

    É o governo Dilma, ENTREGANDO O PATRIMÔNIO DOS BRASILEIROS.
    Fosse o FHC, a PTzada IRIA CAIR DE PAU.

    Lembrando,

    O BNDES está emprestando dinheiro para obras….
    Na Bolívia, no Paraguai e em Cuba.

    São milhões e milhões.

  2. Cambada de safados, corruptos, f.d.p, enganaram o povo brasileiro, e ainda tem um povinho que gosta dessa cambada,

  3. Esse 900 milhões é pra cobrir o rombo das falcatruas da diretoria da CEF quesão todos “apodrinhados” do lula ladrão e da presidANTA.

Comente