Uncategorized

Festa da virada em Brasília custará R$ 2,3 milhões ao cofres públicos

Foto: Ag.Br.

Da Agência Brasil

A dois dias para a virada do ano, a festa com direito a shows na Esplanada dos Ministérios foi confirmada hoje (29) pela Secretaria de Cultura. A demora foi gerada pelas complicações envolvendo a licitação para a contratação dos serviços do evento. O Governo do Distrito Federal (GDF) garantiu que o réveillon – com queima de fogos, espetáculos nacionais e locais – ocorrerá normalmente, segundo a organização, a partir das 20 horas do dia 31.

A subsecretária de Políticas e Promoções Culturais da Secretaria de Cultura, Fátima de Deus, disse à Agência Brasil que o evento deste ano vai custar aos cofres públicos aproximadamente de R$ 2,3 milhões. Segundo ela, os recursos foram usados para a montagem da estrutura (R$ 1,4 milhão) e o pagamento dos artistas (R$ 890 mil). “Todos os setores do governo se uniram para que o evento [da virada do ano] seja um sucesso.”

A organização programou shows de cinco atrações nacionais – Móveis Coloniais de Acaju, Natiruts, Arlindo Cruz e duplas sertanejas João Bosco e Vinícius e Pedro Paulo e Matheus – e a queima de fogos com duração aproximada de 25 minutos. No ano passado, o Distrito Federal enfrentava uma de suas piores crises políticas e não houve queima de fogos nas festas de Ano Novo. À época, o governo justificou alegando problemas na licitação que garantia a contratação da estrutura para a apresentação.

De acordo com a subsecretária, serão montadas tendas de apoio da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, da Vara da Infância e Juventude, da Secretaria de Saúde, do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), um Posto Médico, da Companhia Elétrica de Brasília (CEB), da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis).

No dia 31, a Polícia Militar (PM) instalará dez torres de monitoramento e haverá um esquema especial de vigilância para garantir a segurança da festa. O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) também montou um esquema especial na Esplanada dos Ministérios com nove viaturas, 16 agentes de trânsito e dois guinchos. Os sistemas de transporte urbano e o metrô funcionarão, de acordo com os cronogramas de fim de semana, sem preços e horários especiais.

Aqueles que forem para a festa na Esplanada dos Ministérios no dia 31 terão à disposição 160 banheiros químicos e quatro tendas de abrigo que se destinam a mulheres com crianças de colo, idosos e pessoas com deficiência. A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) decidiu ainda inovar neste ano, construindo passagens para os pedestres no gramado que fica no centro da Esplanada dos Ministérios.

10 Comentários

  1. Silvana Leal Reply

    Se houvesse coerência, a festividade poderia ser realizada com menor investimento, e os recursos deveriam ser aplicados naquilo que eles chamam de “hospitais”.
    A população se diverte em poucas horas enquanto outros amargam a falta de leitos, equipamentos, medicamentos e profissionais de saúde. Que país é esse?
    Fica aqui a minha indignação.

  2. Prá quê isso, se falta hospital, escola e segurança nesse país.?
    Ou seria para lavar mais dinheiro para a seita?

  3. Essa fuleragem toda é bancada pelo GDF? – Ôrra meu, dois paus e trezentos? – Caramba, e olhe só a lista dos cantores; só tem pé duro, cara! – Esses caras cantam por qualquer 2mirréis.
    Inda bem que o nome da moça é Fátima de Deus!
    Com um nome tão santificado, representando um governo tão exemplar, não haverá um centavo sequer fora do sério!

  4. Esse país é aquele que cresce como nunca antes e mais distribui renda no mundo todo. Graças a deus está deixando de ser o país das elites e de gente que não tem nem noção do que fala porque nunca precisou de escola e hospital público. Até parece!

  5. Lembro que nos EUA 46 milhões de pessoas dependem do Food Stamp para por comida na mesa e tampouco tem acesso à sistema público de saúde, que tal criticar a festa de ano novo da Time Square?

  6. salete cesconeto de arruda Reply

    Só?!
    Considerando que o POVO brasileiro é maioria e foi ele quem escolheu LULA e DILMA gastar um pouco com festa é um direito. Os governos anteriores gastavam muito mais com festas para os amigos da privata…..

  7. Custar, custar mesmo deve ser uns $ 900.000,00, o resto tem o bolso do lula, da presidANTA, do collor, do sarney, do jader, etc. etc.

  8. VLemainski -Cascavel-PR Reply

    Dinheiro jogado fora… Se houvesse competência certamente a festa poderia ser patrocinada pela iniciativa privada em troca da divulgação de marcas ou produtos… Mas, infelizmente, é o jeito petista de administrar…

  9. Pois é, para a elite o povo que se exploda, não pode ver os fogos, no Rio pode, em Curitiba pode, em Caiobá pode e em Brasília não pode. Vão cuidar da família e divirtam-se.

Comente