Uncategorized

Turista de Curitiba é morto após tiroteio em praia de Palhoça, em Santa Catarina

Atirador realizou dez disparos na madrugada do dia 30 e depois fugiu. Três pessoas foram baleadas; uma já cumpriu pena por tráfico de drogas.

Do G1, em São Paulo

Um atirador não identificado matou um turista e feriu outros dois homens na madrugada desta sexta-feira (30) na Guarda do Embau, praia do município de Palhoça (SC). Segundo testemunhas, um homem a pé realizou cerca de dez disparos às 3h em direção ao centro da praia e depois fugiu. Caio Bertomeu Zuidhoss, de 21 anos, turista de Curitiba (PR), não resistiu ao ferimentos e morreu no começo da tarde no Hospital Universitário de Florianópolis. Um outro turista, não identificado, está em estado grave no Hospital Governador Celso Ramos, também da capital catarinense.

De acordo com a Delegacia Regional de Palhoça, os disparos foram realizados em direção a Tiago Jerônimo de Medeiros, de 24 anos. O jovem foi atingido cinco vezes e foi hospitalizado no Hospital Regional de São José. Ele não corre risco de morte e, segundo a polícia, já cumpriu pena por tráfico de drogas.
Quem está coordenando o caso é o subdistrito da Praia da Pinheira.

5 Comentários

  1. Foi acerto de contas, e os coitados dos turistas é que pagaram o pato. ACarlos

  2. elly bertomeu leminski Reply

    uma bala perdida achou meu caio e o vagabundo que era o alvo levou 5 balas direcionadas e tá fora de perigo, com certeza estava em indulto de natal, e foi o meu filho que morreu, um menino do bem, da paz, alegre, feliz da vida que conseguiu com muito trabalho ir passar o fim de ano na praia, será com certeza mais um dos milhões de caso de impunidade, mas se existe ainda um pouco de justiça esses caras tem que sumir antes de continuar a matar mais inocentes.

  3. Eu sou a mãe do turista que não foi identificado.Um jovem trabalhador,fazia faculdade de administração.Somos de Porto Alegre,o nome de meu filho é Wagner Dornelles Pereira.Ficamos com meu filho 6 meses no hospital Celso Ramos em Florianópolis,levou um tiro na cabeça..mas voltamos com ele para casa.Hoje vivemos para ele,pois ele ainda não fala,se alimenta por sonda gastrica.A minha revolta é pelo descaso deste ESTADO DE FLORIANOPOLIS,COM A PRIMEIRA DAMA DE PALHOÇA,PAULO ZULU,E GOVERNO DO ESTADO,PESSOAS QUE NUNCA PROCURARAM SABER COMO VIVEMOS ESSES 6 MESES,SENDO QUE SABIAM DE TUDO,E A POLICIA FECHOU OS OLHOS PARA ESTA TRAGÉDIA NA TAL LINDA FLORIANOPOLIS,MAS QUE NA VERDADE VIROU UM MUNDO DE BANDIDOS.QUEREMOS JUSTIÇA!!!

  4. Entendo a revolta com a situação horrível. Mas o que o Paulo Zulu tem a ver com isso? Não adianta jogar a culpa pra qualquer lado.

  5. Nossa, vi hj a página para tentar conseguir ajuda para o rapaz sobrevivente desse ataque horrível e fui pesquisar. Desejo muita força para o Wagner e sua família e tb para a família que perdeu o jovem Caio.
    Não achei nada sobre o criminoso!

    Deve estar livre, leve e solto!

    Um morto, outro sem parte do cérebro e os bandidos, gozando a vida… q tragédia! Revoltante!

Comente