Uncategorized

Desvio recorde de recursos públicos
em 2011, diz a PF

Na Folha de São Paulo, matéria completa na edição de hoje.

Operações da Polícia Federal flagraram o desvio de R$ 3,2 bilhões de recursos públicos em 2011, dinheiro que teria alimentado, por exemplo, o pagamentos de propina a funcionários públicos, empresários e políticos.

A informação é da reportagem de Fernando Mello, publicada na Folha deste domingo (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

O valor é mais do que o dobro do apurado pela polícia em 2010 (R$ 1,5 bilhão) e 15 vezes o apontado em 2009 (R$ 219 milhões).

Os números inéditos estão em um relatório produzido a partir apenas das operações. Segundo a Polícia Federal, trata-se do valor provado nas investigações, que são repassadas para o Ministério Público mover ações na Justiça e tentar reaver o dinheiro.

11 Comentários

  1. Francisco de Assis Reply

    Parabens a Nova Policia Federal que de fato trabalha pelo interesse do Pais e não no interesse partticular. Quando Chelloti era Diretor da Policia Federal, houve um movimento do sindicato para tira-lo e ele corria riscos, um de seus braços direitos na Direção da PF, preocupado liga para ele, com a iminente possibilidade dele ser defenestrado do cargo, e ele tranquilo, dizia ao seu intelocutor, “Fique calmo, tenho o HOMEM em minhas MAOS.
    Essa era a Republica, dos “Chellotis” dos ” Brindeiros” dos “Sergios Ricardos”, viviam nos limites da irresponsabilidade, com todo apoio de uma parte da imprensa.

  2. salete cesconeto de arruda Reply

    Isso é nada diante da privataria.
    Já leram o livro do Amaury?
    Uma obra prima de investigação.
    Salve os bons jornalistas que ainda nos ajudam a gritar IMPRENSA LIVRE é na blogosfera!

  3. LEVIANDADE DO PENSAMENTO LIVRE. PODE COM UMA COISA, FAZ COM LIBERDADE OUTRAS! SEM QUE SEJA SE PERGUNTADO SE É LÍCITO OU LEGAL; POR OUTRO LADO É DADA A LIBERDADE AOS POLITICOS ADMINISTRADORES SE AUTO AJUSTAREM SEUS GANHOS E VOTAREM PROJETOS SEM QUE SEJA REPARADOS, A VONTADE DA SOCIEDADE OU A FALTA DE MANIFESTAÇÃO DA MESMA E AO OLHO DA JUSTIÇA QUE MUITAS VEZES LIBERTA OS MALFEITORES PELO PODER DE PAGAR DEFESAS COM STATUS E DE NOMES REDOMADOS. FICANDO TAMBÉM O FUNCIONALISMO PUBLICO DESVALORIZADO DE SEUS CONHECIMENTO QUANDO OS SEUS ADMINISTRADORES FAZEM E OU ORDENAM QUE SEJA FEITO POR PURO EGO OU AUTORITARISMO, DESCONHECENDO A LEGISLAÇÃO. É O CHAMADO DE: TÁ SE ACHANDO POR CIMA DA CARNE SECA!

  4. Imaginem se a PF pudesse agir com independência, este número seria multiplicado por dez. ACarlos

  5. E quem contribuiu para que todo esse dinheiro estivesse “disponível” pra ser roubado, está morrendo em hospitais abandonados por “falta” de dinheiro.

  6. Questionador Reply

    -Ótima notícia para 2012, é para começar o ano com esperanças deste recorde negativo ser batido em 2012!!!
    -Enquanto isso o processo do Mensalão anda morosamente dentro do STF com grande chance de ser arquivado ou prescrever, o que seria um grande tapa na cara das pessoas honestas deste país…

  7. Parreiras Rodrigues Reply

    Uma senhora ai em riba continua com o seu jeito diferenciado de ver as coisas e insiste em justificar um erro com outro ou mesmo aquilatar culpas pelo tamanho dos roubos.

    E o petê se defende: Diz que o seu governo manda investigar.

    Mas o resultado mostra que o crime compensa. Tem quem preso?

  8. Cesconete, voce não tem jeito. Continua justificando as roubalheiras da sua estrela cadente.

  9. Nunca antes na história desse país……é fácinho levar um neste governo….., nunca se roubou tanto neste país, esta é que é a verdade e tem gente não querendo enxergar, justificando um erro pelos erro do passado. Vamos criar vergonha na cara e trocr toda esta corja que estão no governo, vamosdar um basta, a começar pelas próximas eleições, só desta from é que eles irão pensar dez vezes antes de se envolverem em maracutaia.

  10. Isso sem contar o que pagaram para o Amaury-PT escrever o DOSSIÊ que virou livro e agora é o catecismo da PETEZADA

  11. Até onde irá a tolerância do contribuinte?
    Será necessário a força bruta para veremos este país mais justo?
    Quando o governo honrará o que arrecada?

Comente