Uncategorized

Low profile

De Salvador, onde passou os festejos com a família, Eliana Calmon disse a um de seus assessores diretos que 2012 será um ano de mais tranquilidade “para todos nós”. Esse assessor fez duas leituras: Eliana deve deixar a crista da onda do CNJ nos próximos meses e só voltará a ser combativa quando Carlos Ayres Britto, simpático ao conselho, assumir a presidência em abril.

Por Lauro Jardim

1 Comentário

  1. geraldo martins Responder

    Vamos marcar o nome dessa mulher, parece que é uma pessoa diferenciada. Acho que ela fala o milhões de brasileiros gostaria de falar e não pode.

Comente