Uncategorized

Marta Suplicy entra na lista de cotados para pasta de Mercadante

Da Folha.com

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) entrou na lista de cotados para substituir Aloizio Mercadante no Ministério da Ciência e Tecnologia, informa a coluna de “Mônica Bergamo”, publicada na Folha desta quinta-feira.

Mercadante vai para o lugar de Fernando Haddad no Ministério da Educação. Haddad deixa a pasta para disputar a Prefeitura de São Paulo nas eleições de 2012.

Outro citado como possível substituto de Mercadante, o deputado Newton Lima (PT-SP) quer se reunir com o futuro titular da Educação para estabelecer um cronograma de audiências públicas sobre a Lei de Responsabilidade Educacional. O projeto, que tramita na Câmara, prevê maiores punições por desvios e má gestão das verbas destinadas à área.

7 Comentários

  1. Por que não? No momento em que o país domina completamente os ciclos da bananada e da goiabada, a senadora é plenamente qualificada em Ciência e Tecnologia para alcançarmos definitivamente a certificação do ciclo completo da cachaça.

  2. Marta é evidentemente instável e autoritária. Num cargo eletivo, vai lá, que uma boa parcela do povo não é muito esperta. Agora, em um Ministério de grande importância?

  3. O santa incompetência, não da pra ser alguém mais qualificado?
    O grande problema do país é que nomeiam quem não tem competência alguma, somente com a finalidade de cabidão de emprego.

  4. Por que o PIG não divulga isso? Quem vê a Globo não sabe o que acontece no Brasil, pois ele é contra governo trabalhista
    Excelente programa “Ciência sem Fronteiras”: estudantes brasileiros invadirão as melhores universidades do mundo, a começar pelas americanas com bolsas de estudo pagas pelo Governo do Brasil..
    Bolsas de estudo no exterior – No programa, Aloizio Mercadante fez um balanço do programa Ciência sem Fronteiras, lançado pela presidenta Dilma Rousseff com o objetivo de ofertar 75 mil bolsas de estudo no exterior. Nos últimos dois dias – segundo o ministro – o portal do programa registrou mais de sete milhões de acessos e os primeiros 1,5 mil bolsistas seguiram para universidades nos Estados Unidos. Em 2012, a meta é conceder cerca de 15 mil novas bolsas, completou.
    “O Ciência sem Fronteiras é um sucesso espetacular. Nos Estados Unidos, nós estamos negociando 18 mil bolsas para esses próximos três anos. Na França, 10 mil bolsas; na Inglaterra, 10,2 mil; na Alemanha, 10 mil; na Itália, 6 mil. E, agora, esse novo edital que nós estamos fazendo, que tem 12 mil inscritos, são para estes países: Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha e Itália.”

Comente