Uncategorized

PMs e Bombeiros se reúnem na quarta para exigir outra proposta
sobre a Emenda 29

As associações dos policiais e bombeiros militares divulgaram manifesto contra o anteprojeto de lei apresentado pelo Comando Geral da PMPR para a implementação da Emenda 29 (subsídio). O anteprojeto foi produzido por uma comissão especial do Governo do Estado, mas os policias militares e bombeiros acreditam que ele não corresponde às expectativas mínimas da corporação. E continuam a exigir valorização profissional e salários dignos.

Na quarta-feira (11), o Fórum das Entidades Representativas dos Policiais e Bombeiros Militares se reúne para definir como irá agir, em busca dos direitos da coletividade. A categoria está decepcionada com o anteprojeto, “principalmente porque o assunto segurança pública é de interesse de toda a população paranaense.”

54 Comentários

  1. Sub CG PMPR – Cel César
    Amigos, minhas atuais funções não tem permitido um acesso mais amiúde ao orkut, nos próximos dias vou tentar criar um ouvidor de redes sociais para receber mais rapidamente os reclamos da base, como sempre fiz nas unidades que servi e comandei.
    Respondi algumas das questões mais angustiantes diretamente nos tópicos, e quero esclarecer que a tabela SEAP não foi aceita pelo comando, nós pedimos as associações que ajudem na contraproposta, crível responsável e que não crie ilusões.
    Estamos a 30 dias no comando geral e pedimos a compreensão de todos, tenham certeza que temos o mesmo objetivo que vocês.
    Obrigado, saúde e paz.
    Cel César

  2. Reunião do dia 6 com o Cel César. Ano passado o Cel César era da Diretoria da AMAI e foi um dos que empunhou a bandeira do subsídio. Hj, no Comando, ele deixou a diretoria da AMAI. Aí tem… Vergonha Cel César… que DECEPÇÃO!!!

  3. Beto Richa pretende criar Policia Pacificadora no parana e melhor chamar a força de Paz para pacificar os PMs que vao entrar em greve

  4. PM DESAPONTADO Responder

    OBRIGADO CAMPANA, POR AJUDAR A CHEGAR ATÉ O GOVERNADOR NOSSA INDIGNAÇÃO, É DE PESSOAS ASSIM QUE PRECISAMOS PARA NOS AJUDAR A TER UMA SEGURANÇA PUBLICA DIGNA E ORDEIRA. TALVEZ O GOVERNO ACORDE E EVITE UM MAU MAIOR.

  5. GENTE, DIGNIDADE A NOSSAS FAMILIAS, VAMOS ENGOLIR ESSE SALARIO MISERAVEL..GREVE JA POLICIADA, SE O PR PARAR EM PESO ELES NAO VAO PUNIR TODO MUNDO VAMOS PARAR COM COVARDIA…

  6. o CG vive no mundo de “BOB” em achar que essa micharia é suficiente, ficar fazendo ameaças dizendo que vai ser severo com possiveis grevistas….ai que medo dele…o negócio é GREVE GREVE GREVE GERAL …..PARALISAÇÃO JÁ !!!!!

  7. acreditei que este governo seria serio com nossa classe……..porem so falta acreditar mos em papai noel…que vergonha esse governo …se depender de mim aki ninguem mais trabalha

  8. EU AVISEI..A TABELA NÃO SAIU ANTES DO NATAL PORQUE O GOVERNO SABIA QUE IRIAMOS PARAR TUDO..CADE OS 150 MILHOES PARA PAGAR O SUBSIDIO..ENFIA ESSA MERRECA NO C…GOVERNO SAFADO..

  9. Manifesto AMAI Responder

    MANIFESTO

    Em reunião extraordinária, do Fórum de Entidades Representativas da Classe Policial/bombeiro Militar, realizada na sede da AMAI, dia seis de janeiro, presentes representantes das seguintes associações: ABOLON – Associação dos Bombeiros de Londrina, SBSS – Sociedade Beneficente dos Subtenentes e Sargentos, ABCS –Associação Beneficente dos Cabos e Soldados, FENIX Guarapuava, APCS – Associação dos Policiais Cabos e Soldados, ASCEPOL – Associação da Classe Policial, CREPOM UMUARAMA – Clube Recreativo e Esportivo dos Policiais de Umuarama, APRA – Associação de Praças do Estado do Paraná, AMEP – Associação dos Militares Estaduais do Paraná e AMAI – Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos Inativos e Pensionistas, onde se deu conhecimento unilateral de três assuntos da pauta do CG que mais perturbam a Corporação neste momento:
    1. Minuta e anexos (tabelas salariais) da proposta de anteprojeto de lei de implementação do subsídio determinados pela Emenda 29/2010/CE para os policiais militares;
    2. Convênio SEAP/SAS-FASPM para o atendimento dos servidores civis da Regional 31/SAS pelo FASPM/HPM;
    3. Situação dos policiais militares destacados para a Operação Verão/2011/12.

    Por consequência disso, resolve emitir o presente manifesto de REPÚDIO ao posicionamento governamental nas três situações em destaque, pelas razões que seguem:
    Quanto ao n.º 1. Inicialmente, este REPÚDIO é à Comissão governamental mista, elaboradora da minuta do anteprojeto de lei de implementação do subsídio como forma de remuneração dos policiais e bombeiros militares, instituída e coordenada pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência, e a quem mais possa ter-lhe prestado assessoramento. Construiu um “trabalho” inteiramente ao arrepio da legislação vigente e que norteia o subsídio para os órgãos da União e que é referência para o dos Estados (Lei Federal nº 11358-19/10/2006), como o foi para a polícia federal e rodoviária federal. Sequer tentou seguir os parâmetros da legislação estadual que implementou o subsídio para os juízes e os procuradores de justiça do Estado do Paraná. Ignorou o trabalho básico realizado e aprovado por este Fórum das Entidades.
    É impossível reformar tal repositório de maldades e impropriedades, levando tal documento a uma total e única destinação: “O LIXO”. Uma vergonha! Com certeza foi esta a razão pela qual, embora “palavreada”, foi negada a participação das entidades PM na elaboração do malfadado anteprojeto. Aliás, é possível afirmar que, desse “trabalho”, não participou nenhum policial militar, integrante do segmento da sociedade ao qual é dirigido e que, até por ele, anseia e pede.
    Saibam, os cidadãos paranaenses, e que o saiba também o governo, o policial é disciplinado para cumprir a sua função, mas não é um objeto desprovido de personalidade, uma coisa! É, sim, um cidadão consciente dos seus direitos e deveres para com o Estado e para com todos os paranaenses e, neste momento, sente-se traído, como um segmento social que, de boa-fé, compareceu lealmente ao debate com o governante para dar concretude a um dos maiores anseios do povo do Paraná e da própria comunidade miliciana que é a atualização e o avanço da legislação modernizadora da Corporação Militar Estadual e se vê frente a frente com uma representação governamental que trata o assunto sem a necessária profundidade e seriedade. Isto é ofensivo não só aos milicianos, mas a todos os cidadãos de bem do Paraná, que querem a melhoria da segurança pública pela via da evolução natural dos quadros e das leis que estruturam dentre outras instituições, a PMPR. A proposta é jocosa, ofensiva, grosseira, ilegal, inconstitucional e incompatível com o nível de desenvolvimento do serviço público deste Estado.
    Só para lembrar, a Emenda 19/98 à CF incluiu o subsídio como forma de remuneração aos militares estaduais exatamente porque, com a supressão da capitalização das gratificações (especialmente os quinquênios em cascata), como se previu, teve início o efeito perverso do conserto que, no nosso caso, foi a redução da massa salarial dos policiais e bombeiros militares. Fato que persistiu integralmente até a lei do “soldão”, em 2010 – e de maneira abrandada até os dias de hoje. O dispositivo constitucional federal (EC 19/98) foi repetido como reforço legislativo na CE pela Emenda 29/2010.
    Ora, qualquer pessoa percebe que o subsídio passou a ser devido aos policiais militares – e outras categorias, desde a sua inserção na Constituição Federal e Estadual. Esta, a Constituição Estadual, acrescentou que, para ingresso na Corporação é necessário o curso superior para soldados e, direito/engenharia para oficiais combatentes PM/BM, respectivamente.
    Conseguinte, o militar estadual nada mais quer do que o cumprimento das Constituições do Brasil e do Paraná, a exemplo do que já ocorreu no plano federal e estadual para os juízes e procuradores, com os mesmos critérios – sem inventar novos. Nada de dois pesos e duas medidas. Por isto, se ninguém percebeu é bom que o faça, pois até “Jó” teve a sua paciência esgotada.
    Quanto ao assunto número 2 da pauta do Comando-Geral, saúde da família miliciana e a atitude de incorporar mais cerca de l20 mil vidas à responsabilidade do FASPM/HPM, na 31 Regional do SAS, queremos expressar nosso absoluto desagrado pela medida que julgamos infeliz e inapropriada, pois que se não atende aos 30 mil milicianos a que se obriga por razões institucionais e legais, certamente atenderá pior a estes e, também àqueles desafortunados que aqui aportarem a espera de melhores dias. A saúde na Capital é ruim e no interior o Estado é ainda pior.
    Do que sabemos, o convênio foi assinado pelo Presidente do Conselho Diretor do FASPM, após aprovado por aquele Conselho, com dois votos contrários, da representação da AMAI. Do convênio não faz parte nenhuma manifestação de consultores especializados, não existe o cálculo atuarial que venha a dar razoável certeza de que os valores a serem praticados, por vida, sejam suficientes para oferecer um razoável nível de atendimento à saúde dos servidores civis, quanto mais fazer sobrar recursos para investimentos.
    É relevante esclarecer ao povo do Paraná que o HPM – peça fundamental para funcionamento do convênio SEAP/SAS–FASPM foi construído, equipado e reformado, em grande parte, com recursos da comunidade policial militar e, até hoje não se concluíram auditorias esclarecedoras dos destinos dos recursos financeiros, equipamentos, material permanente ali instalado ou desaparecido – pois que não existe levantamento patrimonial de qualquer natureza.
    Num passado ainda recente ouvimos inúmeras promessas de melhorias, de planos de saúde, de um verdadeiro paraíso. Ao final, só dissabor, “dívidas reconhecidas” e somente à custa da supressão do atendimento aos milicianos, acabaram, recentemente, sendo pagas sem que estas contas tenham sido, ainda, aprovadas pelo renovado Conselho de Usuários do FASPM.
    A comunidade constituída pelo Fórum das Entidades manifesta o seu desagrado e temor de que, ao final dessa aventura, como já aconteceu em passado recente, o saldo seja somente as contas para serem pagas – é claro – pelos militares do Estado.
    Na verdade, entendemos que o Estado deve cumprir a sua parte para conosco (o que de regra não acontece), buscar solução mais conveniente para os respeitáveis servidores civis, pois que, nesse modelo estaremos todos desatendidos e talvez, nós, os milicianos, ainda endividados.
    O convênio não tem o endosso da comunidade representativa da família miliciana.
    Quanto ao item n.º 3, da pauta da reunião com do Comando-Geral, Entendemos que as condições de acomodação (alojamentos) são desumanas e o valor da “diária” de alimentação (R$ 36,00), imposta pelo Governo e Comando Geral é insuficiente.
    O Estado provê alojamento coletivo para os policiais e bombeiros durante a Operação Verão, sem a preocupação de qualidade e espaço, assim, os militares passam a viver como “sardinhas em lata”, sujeitos ao calor, deficientes instalações sanitárias e falta de armários.
    Uma diária completa (sem reajuste desde 2004) – alimentação e pernoite – é de R$ 120,00 (cento e vinte reais), sendo que deste, R$ 36,00 (trinta e seis) para alimentação, que é pago ao PM/BM. A conta não bate, não apenas no aspecto formal contábil, mas também moral, pois, o Estado destina R$ 84,00 (oitenta e quatro reais) para pernoite e paga as pousadas um valor de aproximadamente R$ 35,00 (trinta e cinco reais), é bom que o Tribunal de Contas, Comissão de Direitos Humanos e de Segurança, verifique para onde vai a diferença.
    A diária de alimentação não permite uma alimentação saudável, pois que deve ser suficiente para duas grandes refeições, e duas intermediárias, além da hidratação permanente e abundante, protetor solar, medicação e outras necessidades básicas das pessoas, tudo isto com a importância formidável de R$ 36,00. Ora, qualquer criança sabe que no período das férias de final e começo de ano os preços no litoral se elevam sem controle. Nós sabemos que as diárias não são revistas pelo Governo do Estado há mais de cinco anos.
    A hierarquia mantém os militares em regime ternário de trabalho 08 x 24, com noites mal dormidas e calor intenso dia e noite (os policiais civis cumprem escalas de 24 x 72 e recebem a integralidade das diárias).
    Que estranha conjuntura faz com que nossos chefes maiores aceitem para a sua tropa essas situações humilhantes? Seria para manter em estado de profundo treinamento militar que testa a qualidade e o moral da “tropa em operação?”
    É preciso lembrar que a chamada “operação verão” se iniciou com o deslocamento de policiais militares ao litoral para atender à comunidade em ações cívico-sociais (ACISO), desde o ano de 1974. Nesse período de férias de verão, em que a população flutuante cresce e com ela a necessidade de controle do trânsito, do crime, das drogas lícitas e ilícitas, roubos e violências, brigas, afogamentos, perturbação do sono, grandes eventos, e tantas outras causas de intervenção policial. Será que ainda não aprendemos? Todas as outras organizações estatais já conseguiram superar de maneira simples e eficaz as dificuldades resultantes do suprimento das necessidades da população flutuante e litorânea neste período. Nós, ainda, não? Que estranha incompetência é esta que insiste em ficar conosco e permanecer? Quando isto terá fim?
    O Fórum entende que deve formular uma denúncia pública às seguintes autoridades: Procurador Geral de Justiça, Secretário Estadual da Segurança Pública, Comando-Geral da PMPR, Presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Comissões de Segurança Pública e de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Paraná, Conselho Estadual de Direitos Humanos, Comissão de Segurança e de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil e à imprensa paranaense.
    Por fim, o Fórum resolve que deve repudiar o Governo do Estado por mais esta ofensa que pratica contra policiais militares, usando e abusando do pretenso direito que acha ter, de oprimir cidadãos brasileiros.
    Finalmente, o Fórum das Entidades PM/BM expede este MANIFESTO, para, desde logo, expressar a sua discordância para com o projeto governamental de implementação do subsídio para os policiais militares do Paraná, a cessão do HPM para os servidores civis, e inconformidade com o tratamento dispensado aos militares na Operação Verão 2012, ao mesmo tempo em que convoca uma reunião deliberativa para a próxima quarta-feira, dia 11 deste mês, às 14 horas, no auditório da AVM, na Rua Santo Antonio n.º 100, em Curitiba.

    Curitiba, 09 de janeiro de 2012.

    ANEXO I

    TABELA COM A EVOLUÇÃO DO IPCA
    PARA CÁLCULO DO SUBSÍDIO DO CORONEL DA PMPR
    (Emenda 19 de 1998, com o escalonamento vertical de 1996)

    TABELA DE ESCALONAMENTO VERTICAL COM O SUBSÍDIO
    CORRETA

  10. Operação cenourinha Responder

    O povo é quem vai sofrer e pagar com os desdobramentos desta atitude, que mostra o verdadeiro “plano de gestão”. Ou este é um fato novo, que ninguém sabia existir e que exige profunda reflexão e um novo posicionamento do governo ? Vergonha !

  11. Após um ano de estudos o Governo do Paraná tem a coragem de apresentar uma tabela que reduz os salários dos praças do Paraná. É muita cara de pau, pelo jeito este governo esta tentando incitar os Policiais Militares para uma uma greve desconstruiindo a Policia Militar do Paraná para privatizar o setor de segurança como fez com o da saúde, entregando nas mãos das famigeradas OS.

  12. SE ESTA PROPOSTA INDECENTE, APRESENTADA AOS POLICIAIS COMO FAZENDO PARTE DA EMENDA 29, TIVER UM DEDO DA BASE DO COMANDO GERAL, POR FAVOR, PARE O TREN QUE EU QUERO DESCER. QUE VERGONHA.

  13. Salário digno, tropa feliz, população segura, governador por mais 04 anos, caso contrario………..???????????????????

  14. Sou seu fã e agora com essa publicação sobre a emenda 29, subsídio dos policiais, espero que agora nós policiais, se unamos e pensamos em uma paralisação, pois o governo está brincando com bombeiros que salvam vidas através do SIATE ou através do SALVA-VIDAS. NO MAR o povo do paraná não dev nada ao governo ou a algum deputado o povo do paraná deve aos bombeiros aos policiais militares que se arrisca diariamente para protegê-los.

  15. EU ACHO QUE DIANTE DE UMA PROPOSTA RIDICULA DESSAS ,VEJO COMO UNICA SAIDA O AQUARTELAMENTO DE TODA A TROPA ATE ATE UM DIA Q ESSE GOVERNO DE BRINCADEIRA FAÇA UMA TABELA JUSTA ,EM QUE UM SOLDADO INICIE SUA CARREIRA COM 4MIL E 5000 REAIS E MAIS DIGNIDADE

  16. Izidoro marcao Responder

    COM O REQUIAO ESSE PESSOAL NEM ERA ATENDIDO

    AGORA SAO ATENDIDOS COM RESPEITO, RECEBEM PROPOSTA, NAO GOSTARAM, FAÇA UMA NOVA PROPOSTA,
    DISCUTAM, NEGOCIEM…

  17. PM do Interior Responder

    Infelizmente é chegada a hora da policiada demonstrar a força que tem e mostrar ao Governador Beto Richa que não se deve faltar com respeito, mesmo que seja com subordinados.
    Essa proposta é inquietante, porque fere nossa dignidade, fere nosso orgulho.
    Já vivemos muito tempo sendo humilhados e pisoteados.
    Foram editadas diversas leis que beneficiavam apenas alguns poucos.
    Foram solapados direitos
    Foram destruídos sonhos
    Agora é hora de levantar a bandeira da honra
    Avante Policiais e Bombeiros Militares do Paraná!!!

  18. MILITAR ESTADUAL Responder

    Parabéns a todos aqueles que ficaram em suas salas aconchegantes, com cafézinho de primeira (porque o dos quartéis parece cevada), agua mineral da boa (nos quartéis, copinhos da sanepar), vários meses estudando aquilo que já havia sido debatido por outros tantos. Infelizmente a corda sempre arrebenta do lado mais fraco e nós praças (ELEFANTES BRANCOS) sempre tomamos na KBÇA, AGORA TEMOS QUE ENGOLIR UMA TABELA MENTIROSA, SACANA E IMORAL.
    PARABÉNS A VCS GRANDES ESTUDIOSOS DA MATÉRIA.

  19. Quero uma resposta Sr. governador, cadê o Cel Roberson que sumiu? Colocaram um fantoche para negociar uma crise irreversível na PMPR…Cel César pulando de galho em galho colocando nossas vidas, nossas cabeças em troca de um cargo no Alto Comando, uma vergonha , agora entendo porque o Cel Sheremeta foi arrancado do Comando, tinha que concordar com essa palhaçada e estaria tudo certo, agora juntem os cacos e sinceramente espero que ocorra o pior…Salve, salve bravos Policiais, unidos valemos mais que algumas estrelas vaidosas…

  20. Realmente a categoria esta mais do que decepcionada, apesar que já esperavam uma proposta indecente por parte do Governo, mas jamais esperavam que ela viria desse jeito subestimando a inteligencia de uma classe de mais de 157 anos. Moro no interior tenho mais de 29 anos de serviço (sem contar licença ou Exercito). Todas as vezes que vou dar alguma palestra em qualquer órgão, tenho o maior orgulho em bater no peito e dizer que sou Policial Militar. Confesso que fiquei muito triste quando vi aquela tabela apresentada por aquela Comissão, eu não queria acreditar no que estava vendo. Apesar daquilo ser apenas um Anti-projeto e as negociações estarem abertas, nós não merecíamos tamanho desrespeito, prova disso que até o Comando Geral deve estar envergonhado de tanto que é o desconforto no momento. Só peço aos jovens que não desanimem continuem lutando para adquirir respeito dos nossos governantes, eu já estou no final de carreira, e em todos os locais que trabalhei eu consegui o respeito das pessoas, e sempre procurei elevar o nome da Policia Militar. Apesar de estar preste a sair da ativa, mas se tiver que defender o respeito da classe eu lutarei até a morte. Por isso amigos continuem lutando com inteligencia, só assim seremos respeitado.

  21. Como disse o colega ali acima: ESSE GOVERNO ESTÁ CONSEGUINDO O QUE SE PENSAVA IMPOSSÍVEL, SER PIOR QUE O REQUIÃO!!!!!!

  22. AMIGOS PMs DE TODO O PR,LEMBREM-SE Q NO GOVERNO DO LERNER,FICAMOS 8 ANOS SEM AUMENTO;PODERIAM ME DIZER QUEM É O SECRETÁRIADO DO GOVERNO BETO RICHA?POIS É,SÃO TDS Q FORAM ENVOLVIDOS NO GOVERNO LERNER.Ñ SOU REQUIÃO,+ FOI O GOVERNADOR Q MELHOR DEIXOU NÓS,NOS ÚLTIMOS ANOS,E ESTÁ JÁ MUITO A FRENTE DE BETO.E PODEM ESCREVER AI,O ROSSONE VAI SER CANDIDATO ÚNICO AO SENADO,E ATÉ O ÁLVARO DIAS VAI GANHAR UMA RASTEIRA,Q SE CONTENTE COMO DEPUTADO FEDERAL.KKKKKKK.

  23. MEU DEUS E AGORA OU NUNCA POR ONDE EU COMEÇO ESTA PARALIZAÇAO HOJE VI UM ADESIVO EM UM CARRO DIZIA ASSIM pm sem voz e medo VAMOS LEVANTAR BANDO POR Q E O Q SOMOS UM BANDO DESORGANIZADOS E SEM MORAL NEM PARECEMOS HOMENS VAMO PARA TUDO VAMOS NOS ORGANOZAR PO A H E AGORA

  24. Caros colegas de farda e da imprensa;
    Faço a seguinte indagação e que é de conhecimento de todos,
    à polícia Militar CARREGA a Segurança Pública nas costa de todos os sentidos, comparando à polícia Civil, eles ganham em tudo de nós, nas reivindicações, no salário.
    Eu me lembro que até pouco tempo, o salário no inicio de carreira era praticamente o mesmo, o hoje passa de mil reais a mais. Eles recebem as ocorrências no balcão, enquanto a PMPR faz tudo, lida cara à cara com todas as situações,ou somos inferiores à eles.
    Fica minha indignação, de quem batalha pelo bem da sociedade.

  25. Bom o manifesto da AMAI. As pesquisas dizem tudo: a população está pedindo mais segurança, e o governo tem que parar com as famigeradas improvisações, como é o caso agora, de tirar os já poucos policiais do interior e capital para suprir as praias. Vamos ao básico: aumentar o nº de Policiais, pagar bem pelo trabalho que exercem, e parar de inventar a roda, como é o caso de dar nomes para serviços que já são feitos: o povo quer a Polícia na rua e não nomes pomposos para serviços básicos. Quanto à greve: é o último caminho. Devem-se se esgotar todas as possíbilidades de negociação. Um governo que dá aumentos generosos para seus os “cargos de confiança”, pode sim muito bem dar aumento para as classes menos privilegiadas. Não é agradando os bajuladores que se faz um bom governo.

  26. A tabela apresentada pelo Governo é uma vergonha, não recupera as perdas salariais ocorridas há mais de década. Com certeza, deve ter algum ERRO DE DIGITAÇÂO.
    Por isso este anteprojeto deve ser muito bem analisado pelas Associaçôes que representam os Praças da PMPR e que estas apresentem URGENTE uma tabela com os índices da Lei 11.366/96 que proporciona uma remuneraçâo digna a toda a classe.Antes que essa Lei seja anulada, dentre outras que garantem benefícios aos Praças da PMPR.

    Se a porcentagem que serve como base salarial, inicia a partir do salario de um Coronel (subsídio base), então a tabela deve iniciar pelo salario real de um Coronel ( referencia de subsídio 6 e não na referência 1) pois não existe Coronel com 5 anos de serviço e dificilmente vai se encontrar Coronel com 25 anos de serviço. Deve-se pegar o indice base do Coronel ( salario verdadeiro ) como base salarial.

  27. A POLÍCIA MILITAR É UM ELEFANTE AMARRADO EM UM PÉ DE COUVE, NÃO SABE A FORÇA QUE TEM, SE FIZERMOS GREVE GERAL TODO MUNDO JUNTO IGUAL AO CEARÁ, RECEBEREMOS O AUMENTO QUE QUEREMOS, TEMOS QUE APROVEITAR QUE O CARNAVAL VEM AI, MUITOS OUTROS ESTADOS ESTÃO SE MOBILIZANDO PRA FAZER GREVE UM DELES É O RIO DE JANEIRO, QUERO VER QUEM PARA ESTA PULIÇIADA, VAMOS EM FRENTE PMPR.

  28. Vergonhosa a situação dos postos dos bombeiros. As acomodações precárias e a ausencia de uma política de valorização profissional vem deteriorizando cada vez uma carreira que em meio a tanta desumanidade tem demonstrado que ano faz distinção no atendimento público. O Paraná deveria ser modelo para os demais estados, já que tem uma arrecadação invejável quando se trata de impostos e demais fundos advindos das inumeras empresas nacionais e intercontinentais que estão produzindo em solo paranaense. Toma vergonha na cara seu governador!

  29. Venho agradecer imensamente a Fabio Campana que repercussão sensacional deste blog,hoje mais cedo só se falava nas ruas sobre a possível greve da PM do cem reais ofertados de reajuste a total falta de humanidade de quem esta por agora no poder,que foi isso redes sociais repercutindo o grito dos desvalidos uma sociedade se faz assim com movimento de uma classe unida. A semente esta lançada ha de gerar frutos as pessoas com que falei só diziam eu li no blog do Campana a PM esta revoltada com o descaso a ela ensejada portanto honrados e necessários policiais o povo esta acordado e não ira contra nenhuma manifestação a internet foi o meio mais salutar de informar esta atitude bizarra e já se espalhou como pólvora portanto retroceder jamais avante!

  30. Não importa se em Alvaro era ruim, se em lerner era ruim e se em requião era ruim! Devemos nos atentar ao presente para que tenhamos algum futuro. Adoro a pm e vivo por ela, mas jamais insistirei para que meus filhos sigam esta carreira a não ser oficial porque praças é considerado capacho e burro como vemos todos os dias.

  31. É uma piada de muito mal gosto essa do governo com os policiais e bombeiros militares, Vergonha isso, Beto Richa pensa que vai continuar no governo, depois dessa esqueça, uma pessoa satisfeita fala bem a outra pessoa, mas 30.000 insastifeitas podem gerar milhares des votos a menos, pense nisso. E rasgue essa porcaria de tabela que ao invés de contemplar com um aumento real digno, faz o contrario como pode reduzir o salário de um policial com nivel superior, ta de brincadeira.

  32. Caros Senhores.
    Claro que não concordamos com os atuais acontecimentos.
    As Associações tem plena consciência disso.
    Em momento algum nos furtamos aos fato, tanto é que assim que terminou nossa reunião com o CG, fomos diretamente para a AMAI, formular meios para conter essa ação por parte de quem as iniciou.
    Pedimos a todos que fiquem atentos aos acontecimentos.
    Homens que ocupam os mais autos postos da nossa Corporação não viriam a público pedir que confiássemos em seus trabalhos, e que seria feito algo para reverter esse caótico quadro que agora está instalado.
    Acho eu que devemos ser prudentes, aguardar os acontecimentos, aí sim ter uma postura de resolução do nosso problema, mesmo enérgica que tenha que ser.
    Ninguém vêm a público se expor dessa forma e não cumprir com o que prometeu.
    É um risco muito grande.
    Risco de passar para o “ROL DOS CANALHAS” da Corporação, que aliás não está precisando de mais ninguém, já temos o suficiente.
    Ninguém que se preze quer levar para a sua reserva um título como esse, acho eu que o momente exige expectativa, confiança e cobrança, e é isso que nós das Associações estamos a fazer, desde quando nos foi oferecido a parceria por parte do Comandante Bondaruk.
    Somos homens prudentes Senhores.
    A prudência e a cautela são sinônimo de inteligência, não colocaremos tudo a perder por nada.
    Portanto prudência.

    Parabéns ao Fábio Campana e os componentes dessa Corporação respeitosa, nossos sinceros agradecimentos por nos disponibilizar e proporcionar mais um canal de discussão e entendimento de nossa classe.

  33. AQUÁRIOS & CONTRATO DE GESTÃO. Responder

    Tirando duas eleições futuras e próximas que paralisam medidas de governo estadual, resta pouco tempo útil ao atual mandato.
    Desde antes da posse todos conheciam as determinações da emenda constitucional 29. As finanças do Estado foram “recuperadas”, empréstimos liberados, etc…
    E, dentro de um anunciado “contrato de gestão” se é que existe, não se conhecem as medidas efetivas para com a histórica pendenga salarial dos policiais civis e militares.
    E o governo fala em colocar mais atribuições como o caso de Unidades tais e tais. …
    Saco vazio não para em pé ! Diziam os antigos.
    E a política proposta para a segurança na campanha, onde está?
    Não lembram? Onde está publicado o contrato de gestão de RH das polícias ???? Vai dizer que fará no final do governo, para não pagar o que deve? Blá blá blá……..
    Até 2014, minha gente. Tadinho do povo !

  34. Avise ao Izidoro marcão que a questão não é apresentar proposta e negociar, a questão é que esse governo fez uma proposta indiscutível onde já se viu reduzir salário, de quem arrisca a vida pra salva a sua e da população, vc deveria ter visto antes a proposta, e saber quanto recebe um bombeiro que salva vidas lá no mar, que salva vidas com o siate, quanto ganha um policial que arrisca a vida pra defender a da população, enquantoi que uum comissionado do govrno que não faz nada para a população receb aumento de 100%. Vc deveria ficar quieto.

  35. salete cesconeto de arruda Responder

    É isso Polícia boa e bons bombeiros do Paraná.
    A comunidade está com vocês!
    Podem ter certeza de que desta vez não estarão sozinhos.
    Conheço grupos se organizando em cada canto da cidade para gritar junto pois são vocês que nos socorrem até na hora do barulho uma vez que PMC não tem plantão nem para as docas que libera a céu aberto enquanto rasga a ATA DE REUNIÃO que fez com a comunidade para exigir horário que permita o descanso dos moradores do entorno de mercados.
    DOCAS A CÉU ABERTO E CARRÕES PROTEGIDOS NO SUB SULO DA CAPITAL ECOLÓGICA!
    Alguém deveria dizer a essas autoridades que tanto foram a NY copiar o modelo Julliane que cidade BARULHENTA É CIDADE VIOLENTA. E que polícia e bombeiros sem salários dignos – iguais aos dos políticos que acham que os seus ainda estão abaixo do desejado – não é digna de falar em UPP.
    SALVE OS NOSSOS HEROIS QUE PRECISAM DO APOIO DE TODOS.
    Viva o Fábio que fugiu do PIG e conta com toda a blogosfera nessa LUTA JUSTA!
    Tempo de igualar salários de quem LUTA PELAS NOSSAS VIDAS aos dos políticos – uma vez que boa parte dos que estão sentados nos gabinetes – nada fazem!
    Não?
    Então dá uma olhada no youtube e vê o que fazem certos políticos… na hora do trabalho. Vem aí uma carrada de filmes feito por funcionários…
    VAI SER PIOR DO QUE O CABARÉ DO NIXON, O CHARUTO DO CLINTON, O DOUTOR QUE COMIA NO TRABALHO E NA COZINHA… o que vai ter de bunda de fora não é mole não!
    A coisa tá feia Fábio!
    Quem viu os vídeos primeiro riu para não chorar de vergonha das nossas ‘otoridades’ nos seus gabinetes e motéis da cidade. Tudo pago pelo dinheiro público.
    Que tal uma CPI para deixar claro o que faz cada político?
    E isso dizem é só a ponta do que rola num estado que não tem oposição suficiente para gritar o BASTA da globo que se ‘esguela’ feito partido ruim – para tomar o PODER DO POVO – outra vez como fez na ditadura que graças a Deus virou MOLE – broxante!
    Alguém tem outra historia?
    Pois que conte!
    A verdade é que os policiais e os bombeiros tem sido muito mais eficientes do que a maioria dos políticos mesmo correndo risco de vida 14 horas!
    E tenho dito!

  36. Adriano Ribeiro Responder

    Beto Richa deve ter aprendido com o Aércio Neves como tratar os policiais militares e ainda quer ser vice presidente. Isso é uma vergonha…

  37. Bom,,os que acham q a proposta não lhe agrada passem para o funcionalismo privado, ai verão a realidade,,não envergonhem está farda,,,não terão respaldo algum com greve será ao contrario,,,achão q tá ruim olhem pela janela do Batalhão,,,ou visitem seus colegas de outros estados,,,,,

  38. ANGÚSTIA É PIOR QUE GREVE Responder

    Duas eleições futuras – deste ano para as prefeituras e de 2014 para o governo do estado – irão paralisar medidas de governo estadual. Resta pouco tempo útil ao mandato de Beto Richa.
    Desde antes da posse todos conheciam as determinações da emenda constitucional 29, que trata da remuneração dos policiais. As finanças do Estado foram “recuperadas”, empréstimos liberados, etc…
    E, dentro de um anunciado “contrato de gestão” se é que existe, não se conhecem as medidas efetivas para resolver a pendenga salarial dos policiais civis e militares.
    E o governo, mesmo sem cumprir com a questão salarial dos policiais, fala em colocar mais atribuições como o caso de Unidades Pacificadoras.
    Saco vazio não para em pé ! Diziam os antigos. Ao nomear grupos de trabalho para discutir matéria já vencida com a emenda 29, o governo mostra que não tem pressa para lidar com a prometida e justa remuneração dos policiais.
    O povo até agora não sabe onde está publicado o contrato de gestão de do plano de carreira das polícias. Ou melhor, o povo não viu publicado o referido plano de carreira dos policiais. Que faz então o grupo de trabalho? Discute se validará a constituição ?
    Isto pode ser comparado à história da cenourinha amarrada em frente ao burrinho puxando a carroça.
    Quando não se tem pressa ou não se quer resolver, nomeia-se um grupo de trabalho. O que precisa ser considerado, é que a angústia dos policiais e de suas famílias é pior do que uma greve, pois prejudica o bom trabalho, penaliza a população e dura para sempre. E o povo é quem paga a conta.
    .
    CLOVIS PENA (que não é policial)

  39. Caros, quando algo começa errado dificilmente se acerta no final. Ao colocar um Delegado, fraco, um bosta bom de “bico”, ex chefe de gabinete do Requião como Secretário de Segurança,que por conseguinte nomeou um bicheiro para comandar a PM,poderia dar certo? Senhor Ivan Bonilha vc que acomodou este Secretario agora o auxilie a tomar o melhor caminho…..rua, volta para onde deveria ter ficado “em gabinete” de poilitico.

  40. Sr Governador e Sr Roberson, estarão vendo durante esses dias, que se seguem, o que nós policiais militares podemos fazer de MELHOR e PIOR pela PMPR. Melhor 07….. Pior atendimento…..
    Tenham vergonha na cara!! Apareçam para dizer que jamais seriam loucos de fazer isso com uma tropa séria como a do PR.
    Vai continuar bronzeando a bundinha branca CEL Roberson? ??? Sobe a serra e converse com a tropa frouxo !!!!

  41. E o nariz de Palhaço? Responder

    Cel Cesar,
    Mais lucidez ao senhor! Todos sabem sua trajetória e porque está onde está!
    Não entre nessa onda de também querer enganar os milicianos, esse negócio do comando não aceitar, se não aceita então nem devia ter apresentado, deveria ter convocado uma reunião para se definir a propsota ideal e depois fazer o governo confrontar! E agora vem com essa de 30 dias pra elaborar bla bla bla..isso é jogada pra ganhar mais tempo pro governo, assim vai indo e mais um ano se passa entre projetos e votações..enquanto isso a PC dando uam aula em nós de como gerir e exigir do governo!
    Bons comandantes já passaram e sairam porque não aceitavam migalharia e esse jogo sujo apenas pra se ter status, e na certa o senhor é mais um fantoche que só sabe pisar e usar os outros para se auto promover! Bom no papo e ruim pra PM..estilo Cel Xaxá (alias muito seu amigo).
    Vocês dizem estar 30 dias apenas, muito pelo contrário, estão a 30 anos na Pm e a única coisa que fizeram foram usar a corporação pra ganho próprio, nunca se envolveram!

  42. Não sou policial Responder

    Nós estamos aturdidos com o que se relata nestes comentários.
    Esperamos que o Governador Beto Richa encontre logo uma saída, pois a unica coisa que se ouve dizer na rua é que a policia entrará em greve.

  43. Apesar de ser contrário a militarização da polícia vejo que o governo está mais uma vez brincando com a segurança pública.Avilta uma categoria,que apesar dos equívocos praticados por seus dirigentes,vem tentando fazer a sua parte.As altas patentes da Polícia Militar só reinvidicam aumento de seus efetivos,sem a preocupação de dar-lhes melhores condições de vida.Se aproveitaram da frouxidão do governo Pessuti e até mesmo do atual,para autorizarem aumento de seu efetivo,em detrimento da qualidade de vida deus milicianos atuais.Nós sabemos que o único objetivo dos coronéis é a criação de um Tribunal de Justiça Militar de segundo grau,o que possibilita sua equiparação aos desembargadores.Com um efetivo de 25000 homens isso será possível,o que já está proximo de ocorrer.Daí não haverá mais recursos para uma melhor remuneração de seus soldados.Que tal um instituto de pesquisa,sério,sem vinculação com o governo,promover sondagem junto aos milicianos visando ouvi-los sobre a desmilitarização da Polícia Militar e a criação de uma polícia única,com segmentos uniformizados e velados,sob um só comando?

  44. O Cel. Roberson foi o único nome que o Governador tinha para colocar no Comando Geral. Nenhum dos Coronéis aceitaram assumir o Comando nas condições em que a PMPR se encontra. Vejam que esta tabela foi apresentada para o Cel. Scheremetta que avisou o Governador que não iria conseguir segurar a tropa. Aí se fizeram inúmeros conxavos para colocar alguém que tentasse segurar a tropa e Cel. Roberson foi chamado. É claro que o Bondaruck não irá aparecer pois sua imagem não pode ser desgastada já que ele é o único nome que está do lado do Governador neste momento. A crise é bem maior do que pensamos. Basta que os Praças percebam e dançem conforme a música. A greve é inevitável, não haverá aumento condizente e a migalha que ele dará será paga no inicio de 2013 apenas. Então se quizerem esperar ótimo continuem trabalhando, agora se quizerem ter aumento salarial mostrem que são merecedores.

  45. Rumores vindos da Polícia Civíl indicam que essa categoria policial já está se preparando para uma mobilização visando iniciar negociações junto ao governo para uma atualização salarial.Esclareçamos que a mobilização viria apenas dos políciais de base,que é a grande maioria. Já os delegados de polícia estão contentes com o governo,haja vista seus representantes classistas estarem em perfeita sintonia com a administração,pois tiveram o explícito apôio desta nas últimas eleições classistas.Cabe aqui uma advertência aos políciais civis de base: caso decidam por uma paralização,o governo,como sempre fez,irá determinar a Polícia Militar,medidas visando suprir a ausência da Polícia Civil.Jogará uma contra a outra.Essa,apesar de também estar em guerra contra o governo,irá.como um cordeirinho,para o enfretamento.Assisti a isso muitas vezes.

  46. Já participei de tres Operações Verão no litoral Paranaense, e todas as vezes os Policiais que vão trabalhar nesta época são tratados como verdadeiros animais, os alojamentos são quase igual os porões dos navios negreiros de antigamente. Os policiais dormem todos amontoados em beliches que praticamente ficam grudadas umas nas outras, durante o sono é uns roncando, uns “peidando” praticamente na cara do outro (podem rir mas quem já foi sabem que é assim mesmo), a comida feita para grande quantidades são servidas depois dos policiais ficarem em longas filas e nem sempre feita com higiene necessaria. Tudo isto acontece com os policiais que vem do interior para aguentar desaforo de filhinhos de “Papai” da Capital. Ao contrario da Policia Civil, Policia Rodoviaria Estadual, que fazem parte da mesma Operação, estes sim conseguem receber diarias descente e pagar um lugar digno para dormir e refeição adequada. Até hoje eu não “consigo” entender por que tanta discriminação. Convido o Pessoal dos direitos Humanos, para fazer uma visita num alojamento da Policia Militar seja em Praia de Leste, Matinhos ou Guaratuba, e para provar que não estou digitando palavras sem nexo, visitem também os lugares ondem param os Policiais Civis, que neste caso adquiriram respeito de um ser humano. Essa é apenas uma das injustiças impostas aos Policiais Militares. Daqui para frente companheiros não vamos mais pedir respeito pela nossa classe e sim, exigir respeito, é um direito que n´s temos, e isto pode ser feito tranquilamente sem ferir a Hierarquia Disciplinar.

  47. Infelizmente, se dependermos desse CG estaremos fadados a receber essas esmolas até a nossa Reserva… Esse Comando não tem pulso e tampouco coragem de falar qualquer coisa ao governador… É um bola mucha, um fracassado, o cara que pensa que porque escreveu alguns livros (na verdade uma mistura de Ctrl C + Ctrl V) que qualquer um escreveria, tem autoridade para nos tratar como um bando de idiotas….
    Esse Cel, acha que nos somos a escória do mundo… Covarde! Hipócrita… Leve esse seu pensamento de Policiamente Comunitário para Casa e não atrapalhe a nossa vida…. Saudades do Cel Scheremeta, esse, apesar de suas falhas, era no mínimo homem para defender suas convicções, quando ele não concordou com alguma coisa, colocou seu ponto de vista e foi chutado, mas saiu pela porta da frente, perante a tropa….
    Siga o exemplo dele, seu mascarado!!! E não nos faça de idiotas!

  48. SOU CIVIL NEM TENHO PARENTE MILITAR, MAS APOIAMOS A GREVE DE VCS, O GOVERNO ESTA FAZENDO VCS DE IDIOTAS
    VEREADORES 28% DEROSSO 30 MILHÕES AFANADOS E CONTINUA SOLTO, GREVE JA PMS VALOROSOS VCS SALVARAM MINHA FAMILIA INTEIRA DE UM MARGINAL ATE HOJE SOU GRATO OBRIGADO AMIGOS , DEUS OS ABENÇOES NÃO DESISTAM SE ESTAMOS VIVOS PORQ VCS HONRRARAM SUAS FARDAS. VALEU AMIGOS BOA SORTE NESTA EMPREITADA.

  49. UNIÃO PARA VENCER Responder

    A tabela apresentada pelo Governo é uma vergonha, não recupera as perdas salariais ocorridas há mais de década. Com certeza, deve ter algum ERRO DE DIGITAÇÂO,pois não cumpre o estabelecido na CF através da EC19 de 1998 e confirmado com a aprovação da Emenda 29 pela ALEP.

    Por isso este anteprojeto deve ser muito bem analisado pelas Associaçôes que representam os Praças da PMPR e que estas apresentem URGENTE uma tabela recompondo as perdas salarias no periodo de 1998 a 2012, com os índices da Lei 11.366/96 que proporciona uma remuneraçâo digna e justa a toda a classe.

    A garantia de remuneração digna, moradia,saúde e prover as necessidades básicas de nossas famílias, é o que esperamos de nossos governantes .

    Lembrando, que o Paraná ainda não é o Rio de Janeiro, mas poderá ser o Ceará que mostrou que vale a pena lutar por direitos garantidos na CF,CE e Leis Federais e Estaduais.

Comente