Uncategorized

Richa autoriza nomeação de 137 profissionais para o Hospital da PM

O governador Beto Richa assinou nesta quarta-feira (11/01) a autorização para a nomeação de 137 profissionais para o Hospital da Polícia Militar (HPM) de Curitiba. O reforço do quadro de pessoal é uma das ações prioritárias da administração da unidade e do governo, que pretende realizar um novo concurso público em 2012. Entre os nomeados estão 103 técnicos em enfermagem e 34 enfermeiros.

De acordo com o governador, com as nomeações será possível ampliar a capacidade de atendimento do Hospital da PM, atendendo as reivindicações dos usuários. O diretor da unidade, coronel Rogério Daud Kfouri, afirmou que chamamento de novos servidores integra o projeto de reestruturação do hospital, que está sendo viabilizado com apoio do Governo do Estado.

Ele afirmou que o HPM assumiu a responsabilidade de atender os usuários do Sistema de Atendimento à Saúde (SAS), que serve ao quadro de funcionários públicos estaduais em Curitiba e Litoral. “A medida ajuda a melhorar as condições de atendimento do hospital”, disse Kfouri.

Segundo o coronel, o quadro de pessoal ficou defasado. “Vivemos momentos difíceis nos últimos oito anos. Estamos resgatando a capacidade de atendimento graças às condições que o governo está oferecendo”, afirmou Kfouri.

A unidade da PM atende uma média de sete mil consultas por mês e terá o quadro ampliado. Kfouri destacou que o hospital chegou a operar com 15% da sua capacidade de atendimento. “Queremos trabalhar com 100% da capacidade. Por conta disto será necessária a contratação de mais profissionais, através de um novo concurso público”, disse.

38 Comentários

  1. mauricio cavalcanti Responder

    O Hospital da PM não tem estrutura para atender o funcionalismo público do Estado. Muitos funcionários estão pagando do próprio bolso atendimento, depois de contribuirem por mais de 27 anos.

  2. Diogo de Almeida Responder

    Um oficio está sendo encaminhado para a Comissão de Direitos Humanos da OAB/PR solicitando que um membro acompanhe o desenvolvimento dos serviços dos policiais militares nas delegacias de policia no dia 17 deste mês. Isso porque uma “operação tolerância zero” está sendo anunciada pela Corporação. O intuito dos policiais é encaminhar o maior número de detidos de uma única vez aos distritos policiais, ocasionando uma superlotação dos setores. A Comissão de Direitos Humanos deverá observar se não haverá abuso de autoridade por parte dos superiores hierárquicos dos militares, condições de trabalho dos profissionais quanto à alimentação adequada e equipamentos de proteção individual, como também a condição física dos detidos que estarão sendo encaminhados à delegacia. Os militares pretendem que a OAB/PR esteja atenta à qualquer ato de retalhação que possa advir do Governador Beto Richa ou do próprio Comandante Geral. O documento está sendo encaminhado também para a Procuradoria Geral do Estado, Ouvidoria, Ministério Público Estadual, Secretaria Estadual de Segurança Pública e outros órgãos do Estado.

  3. PARA, PARA, PARA TUDO!
    1) O denominado Hospital da PM, não é da PM. Se assim o fosse, ele estaria sob a direção de uma das tantas associações dos praças ou oficiais da PM. Se está sob a direção do governo, pertence à sociedade;

    2) Com a devida vênia, Governador e todo o respeito aos profissionais de enfermagem. Mas dizer que contratando 137 enfermeiros irá ampliar o atendimento, é faltar com o respeito aos nossos (por mais limitados que sejam) neurôneos. E os médicos para as diversas especialidades? e os exames laboratoriais.

    O que precisamos é que o Governo agilize a licitação para um novo hospital assumir o SAS. Todos sabemos que o “Hospital da PM” não irá tão cedo ter estrutura para atender o conjunto do funcionalismo. Além do que, apesar de não pertencer à corporação, só o fato de ser dirigido por um deles, somado à cultura do mesmo e o conjunto dos profissionais que lá trabalham e vinculados à corporação militar, jamais itão atender decentemente e respeitosamente os servidores públicos civis

  4. Vigilante do Portão Responder

    …Pretende fazer um concurso em 2012…

    A matéria fala de “AUTORIZA A NOMEAÇÃO”.

    Nem o concurso saiu.

  5. entao os policias nao precisam que eu pague os profissionais q os atendem, se foi eles que contruiram….aí fica facil constroi para outros tocarem……… se ligue mariano

  6. Moises Cavalcanti Responder

    Que saudades que tenho do antigo IPE.
    Não existe a menor possibilidade do Hospital da PM, atender ao
    número de funcionários públicos estaduais de Curitiba e região metropolitana, pois não foi projetado para tal atendimento.
    O Governo atual tem a obrigação de resolver de forma definitiva esta questão e o antigo IPE é uma boa saída.

  7. Meu pai é aposentado da PM, trabalhou por mais de 35 anos, paga mais de 500 reais e ninguém da família usa pela precariedade do atendimento. O Governador Beto Richa deveria fechar deveis o HPM já que atende mau e porcamente os policiais. E o Coronel Kfori, que vá pra casa por conta da falta de habilidade para administrar.

  8. A falta de dinheiro da pobre familia, que acaba de perder sua filha de apenas 14anos hoje 11/01/2012 com o quadro de apendicite (pode isso?), o despreparo de um prefeito ambicioso, truculento e incompetente,que quer que o pobre se f…e uma justiça omissa, com desembargadores irresponsaveis que seguram no cargo um prefeito que usa o dinheiro publico para construção de mansoes. uma cidade que é referencia e destaque com casos de dengue.e a violencia, crianças na rua.tudo isso acontece na pobre cidade de Sarandi ou melhor com as pessoas que sao obrigadas a aceitrar um homem que não tem capacidade, mas que se mantem no cargo com R$ publico.confira tudo isso nos blog do Joaquinzao, blog do vereador bianco,blog do gauchão,blog do hilario gomes etc…socorro fabio campana, socorro governador, socorro tribunal de contas, socorro tribunal de justiça, socorro,socorro,socorro ate quando a arrogancia de um executivo vai levar a morte tantos inocentes? este caso veio a tona. mas outros foram abafados.sim com o dinheiro publico dos nossos impostos.

  9. Para resolver o nosso problema, funcionário Público, o Governo poderia Credenciar todos os Hospitaias do Paraná, como era nos anos 90, não há necessidade de licitação, pois assim era até 1998, assim os servidores poderiam procurar um hospital de sua confiança, na sua Cidade e proximo a sua residência. O custo até pode ser um pouco maior, porém a satisfação por parte do funcionalismo seria bem maior.

  10. Ao incrédulo: você como eu pago, só porque sou PM não sou isento de pagar impostos como vc! E essa p…. de HPM é da PM sim, eu moro no norte do estado e pago todo mês pra não usar.

  11. ESTAMOS PERDIDOS AQUI NO LITORAL!!! ERAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS. O SAS LITORAL JÁ ERA E O NEGÓCIO AGORA É ESPERAR AS ELEIÇÕES PARA PODERMOS SER OUVIDOS.

  12. SAIR DO LITORAL E IR À CAPITAL PARA UMA CONSULTA NO HOSPITAL DOS MILITARES, NÃO É FÁCIL. TOMARA QUE O RICHA DÊ UM JEITO ANTES DAS ELEIÇÕES DE 2014.

  13. JOSÉ DE ALMEIDA CAMPOS MAJ RR Responder

    CARO LEITOR QUE PREFERIU PERMANECER NO ANONIMATO, IDENTIFICANDO-SE COMO “TRABAIADÔ” (tenham pena)

    Prezado, o HPM foi sim construído com o dinheiro dos Militares Estaduais; o HPM pertence sim à Polícia Militar. Como o senhor mostrou não ter o menor conhecimentoi sobre o assunto eu explico: O HPM é uma OPM (Organização Policial Militar) legalmente e regulamente instituída; Todos os PM também pagam impostos (não sabia?); O HPM é mantido com o dinheiro dos PM (desconto em folha), vez que o Governo não vem repassando recursos, embora exista Lei que determina tal repasse;
    Prezado senhor, se todos os PM solicitarem o cancelamento do desconto em folha em favor do HPM (SAS), o Hospital simplesmente fecha, e o senhor que também é funcionário público, fica sem médico….

  14. Araruta Jacobinski Responder

    Governo trêmulo espasmódico midiatico,É o cheque de gestão…cheque mesmo. Que decepção.

  15. Carlos Ernandes Responder

    Vamos por partes:
    A Rosa aí ,diz que o pai dela trabalhou por 35 anos na policia e paga R$500. Em qual Estado? Um policial se aposenta com 25 anos de serviço e não há nenhuma contribuição para a saúde do servidor.
    O Mariano diz que o hospital foi construído com $ dos militares. Fica pergunta: onde militar arrecada? É o Estado o mantenedor e aquele que provê o mesmo de recursos.
    O tal do Maurício diz que os funcionários estão pagando do bolso depois de contribuírem por mais de 27 anos. Onde eles contribuíram? No Paraná servidor não contribuir nada para a sua saúde, é de graça!!
    Minha gente:militar é mal acostumado, eles não querem controle. militar é servidor como qualquer outro.

  16. Perdão pela falha.
    Até quando vamos ficar no empurra, senhor Beto Richa os servidores tem urgencia no atendimento, muitos estão sem medicos a mais de um ano. Vamos tratar de resolver está questão o mais rapido possivel.

  17. O HOSPITAL É DA PM SIM. MEU FALECIDO PAI, Q SERVIU A PM POR 30 ANOS, JUNTO COM OS OUTROS DE SEU TEMPO, FOI QUEM CONSTRUIU AQUILO LÁ COM O DINHEIRO DESCONTADO UNILATERALMENTE DE SEUS SALÁRIOS NA ÉPOCA. HJ TODOS NÓS PMS É Q CONTINUAMOS PAGANDO POR SUA ESTRUTURA COM DINHEIRO DO NOSSO BOLSO Q NOS É DESCONTADO EM FOLHA TODOS OS MESES, SENDO Q A PARTE Q CABERIA AO ESTADO NÃO PODEMOS CONTAR PORQUE FREQUENTEMENTE ELE NÃO PAGA, COMO INCLUSIVE ATESTA A DIVIDA MILIONÁRIA Q O ESTADO TEM COM O REFERIDO HOSPITAL POR FALTA DOS REPASSES.

  18. E NÓS DO INTERIOR QUE NEN HOSPITAL TEMOS , E PAGAMOS A LADROAGEM DO FASPM, PRA TER QUE IR NO SUS.

  19. Que volte o atendimento aos moldes antigos, FARMÁCIA PRÓPRIA E REMOÇÃO, quando o Militar ou dependente ficava doente,sempre tinha ambulancias e médicos disponíveis para remover para o HPM, diminuindo em muito o risco de morte.UTIs Móveis.

  20. salete cesconeto de arruda Responder

    Não vai evitar a greve.
    Policiais, bombeiros, Médicos, Enfermeiros… DEVEM GANHAR MAIS DO QUE POLÍTICOS!
    E tenho dito!

  21. Ao Carlos Ernandes: Vamos por partes:
    A aposentadoria de um militar pode ocorrer entre os 25 anos de serviços prestados ou até os 35 anos de serviços. Neste periodo lhe é facultado o direito de ir para a reserva ou não.
    Militar arrecada com o desconto em folha do pagamento e não a instituição.
    Os demais funcionários talvez não contribuam, os militares tem desconto em folha de pagamento.
    Por fim para ser controlado por incompetentes que sequer sabem sobre o que estão falando como você não dá né!!!!
    Carlão, faz o segunte: passa na furrelação e pega um fitro e instala entre o cérebro e a boca vai!!!

  22. Nobre Carlos Ernandes: Se não conhece nenhum militar, vou lhe explicar.
    Sou cabo PM e hj tenho em desconto o FASPM(fundo de assistencia à saúde da Policia Militar), que é revertido para manter o HPM que foi construído com o R$ dos militares, hj esse desconto é de 2% de meu salário, ou seja R$ 52,60. multiplique esse valor por aproximadamente 30.000 Policiais entre ativos e inativos, é esse montante que mantem o HPM que hoje vai atender a saúde dos servidores públicos.
    Quanto a aposentadoria, o policial PODE ir para a reserva aos 25 anos de serviço, mas também pode ficar até os 35.
    Agora não venha me dizer “não é voce que paga pois sou eu que pago o seu salário”, como muitos por ai dizem, também sou cidadão, pago os mesmos impostos que você, então também pago o “meu salário e dos outros servidores”.
    Policia não é mal acostumada, são pessoas como você que faz com que a policia de um tratamento especial para certas pessoas “como você”, meu amigo se não tem conhecimento, não fale!!!!!

  23. Carlos Ernandes Responder

    Ricardo,
    Gostaria de saber qual militar continuou depois de 25 anos de contribuição! Aliás, é uma classe privilegiada com altos salarios, em comparação com outros servidores. Voce sabe Ricardo, que “contribuições” sao mascaradas e representam muito pouco pelo custo real dos servicos no hospital, enfim, isto sai todo do Estado! Responda você aí, quanto ganha um tenente? Mais que um medico minha gente!! Um coronel ganha próximo do salario do governador! Isto é publico!
    De fato, militar hoje, no Estado, tem lobby poderoso. Agora, Ricardo, não me venha com chorumelas!! Este hospital é custeado, todo ele, pelo
    ESTADO, Governo, dinheiro de impostos, inclusive , os seus salarios. Portanto, dinheiro publico! Deve ser controlado por ele Estado e colocado à disposição de todos os servidores. Pelo menos por enquanto. Militar não é uma casta à parte!!

  24. Carlos Ernandes Responder

    Aliás este Ricardo é um mau educado! Ou seja, tem gente que é bem informada apedeuta!

  25. Na boa Carlos Ernandes, quanto o Estado desconta do seu sálario para prestar-lhe a devida assistência médica??
    O meu fica em 2% porcento do que eu ganho. Nada contra o atendimento aos outros funcionários públicos, mas que sejamos justos. Pago há mais de 20 anos pelo atendimento. Faça o calculo e descobrirá o quanto de contribuição o Estado a arrecada para o HPM. Não somos melhores que ninguém e nem queremos. Só desejamos o que é justo. Com certeza temos na nossa profissão pessoas que não são os profissionais ideais e muitos que nem deveriam estar aqui e temos também aqueles que se esforçam o ma´ximo para cumprir com as suas obrigações e outros que ja deram a própria vida em sacrificio de um bem maior (nem sei posso dizer que tenha um bem maior que a própria vida), mas todos nós saimos da própria sociedade em que você vive. Talvez diferentemente da sua profissão, onde todos são perfeitos, tanto como pessoas e como profissionais, aqui somos humanos, sujeitos a erros e acertos. Mas como ja estava me esquecendo de perguntar, qual a sua profissão? Perdoe-me, se por uma hipótese eu estiver violando a sua intimidade. Eu sou Policia Militar com muito orgulho e lhe digo: a minha profissão não é melhor e nem pior do que qualquer outra. É apenas aquela que escolhi para abraçar. Não espero reconhecimento da sociedade. Apenas faço aquilo que a lei determina que seja feito e me esforço cada vez mais para cumpir com o meu dever, em detrimento de alguém gostar ou não. Não somos seus inimigos. Talvez sejam os assaltantes, estupradores, os contrabandista e outros tipos de marginais. Peço desculpas se foi maltratado por algum policial, mas se foi, pense o porquê e se você também estava cumprindo com os seus deveres. Não quero o que é seu, mas aquilo que é meu por direito, defenderei com todos os meus erfoços. E para finalizar, reforço a pergunta, qual é o valor que o Estado desconta do seu pagamento para suprir o Fundo de Saúde destinado a sua categoria.
    Honra e paz.

  26. GREVE DA PM NO CEARA DEMONSTROU….NADA FUNCIONA…SEM A DIGNÍSSIMA PM….EITA VIDA…
    AGORA NEM A SAUDE DOS BARNABÉS….
    A GENTE TEVE QUE PAGAR UM HOSPITAL PROS OUTROS USAREM…HA HA HA

  27. AO JOSÉ DE ALMEIDA CAMPOS MAJ RR:
    Ok, se o HPM pertence a alguma organização da corporação, então pq o Governo do Estado vai contratar enfermeiros? Quem teria que contratar seria esta estrutura e nao o governo.
    Em segundo lugar, se o SAS contratou o dito cujo hospital, ele terá que atender dignamente o funcionalismo público. OU então, que seja digno de dizer: Senhor Governador, nos desculpem, mas não temos estrutura para atender o SAS.
    Em terceiro lugar, o HPM nao poderia ter em seu quadro de funcionários, servidores públicos, pois já que é particular, tem que arcar com as responsabilidades como tal.

  28. Carlos Ernandes Responder

    Na ativa,
    Você me parece um servidor público honrado e acredito que tenham muitos militares idôneos, como você. Aliás, tenho amigos militares. O que não se pode suportar é a forma como os mais exacerbados imaginam, quando pensam apenas em si. As contribuições que vocês compulcionam, pode ter certeza, representam muito pouco para o custeio desta máquina capaz de prestar serviços razoáveis, no referido hospital. O restante é dinheiro do Estado, PÚBLICO. No caso do hospital, se é de A ou de B, ou quem construiu, minha gente, o Estado montou aquilo lá ou vocês fazem parte de uma casta com dinheiro próprio? Agora, uma coisa:em momento de dificuldade, não é possível compartilhar? É assim que vocês pensam dos demais servidores? É exatamente por isto minha indignação. Ou seja, o que está parecendo é a tendência verificada: que se dane os demais. Com esta virulência vocês militares estão dando um enorme tiro no pé, ou acham que estes posicionamentos não terão reflexos na população? Espere e verás, Na Ativa! Para finalizar, não há contribuição para a saúde do servidor público estadual, mas, o Estado gasta sim por este serviço. Do mesmo com vocês!

  29. meu amigo Carlos Ernandes, militar ganha bem? então me diga qual seria o valor justo de salário para uma profissão onde arrisca-se a própria vida e diferentemente dos outros não tem uma carga horária definida. Acho que vc não sabe mas aqui no interior trabalho 72 hrs semanais em escalas sem direito a horas extras, finais de semana com abono nas horas trabalhadas e quando vc estava no natal e ano novo com sua família, eu estava cuidando para você ter paz no seu merecido descanso e festas… sem mais, porque motivos para justificar tem vários e só sendo POLICIAL MILITAR para entender o que passamos!!!!!

  30. Falando um pouco mais sobre o Policial, vejamos outras categorias que recebem mais que nossa classe: se os professores fazem greve, as escolas param!!! se os vigilantes e os bancários fazem greve, os bancos param!!! se os funcionários da saúde fazem greve, os hospitais param!!!….Agora se o policial faz greve que órgão para??? ……escolas, bancos, hospitais, comércio, etc, etc, etc,…porque ninguém consegue trabalhar sem segurança, que nós “medíocres policiais” proporcionam e ainda somos mal vistos por parte da sociedade que você Carlos Ernandes pertence!!!

  31. Carlos Ernandes Responder

    Meus caros, nunca chamei militar de medíocre. De fato é um trabalho penoso e arriscado. Estou apenas acrescentando um elemento que é notório e público: hoje os policiais tem uma boa remuneração, talvez não seja a ideal, mas ruim não é!
    E para finalizar: reconheço o papel que vocês realizam para a segurança de todos, inclusive a minha e agradeço por isto.
    Acredito que devemos pensar no todo e é por isto que , às vezes , fico indignado pelo individualismo.
    O Estado do Pr é um só e o governo tem que administrar e melhorar o todo!!!

  32. Bom dia Carlos Ernandes.
    Gostei da sua resposta. Educada e coerente.
    Não discordo da possibilidade do HPM ser aberto aos demais servidores, porém, que o govero do Estado dê a contrapartida, pois realmente ele foi construido com descontos em folhas de pagamentos dos Policiais Militares e continua sendo. O que eu acredito é que deva existir uma contrapartida para melhorar as condições de atendimento aos demais servidores, uma vez que o atendimento aos próprios Policiais Militares já estava precisando de melhorias e se houver o desconto de todos os funcionários públicos que lá forem atendidos, como sempre houve para nós, com certeza o atendimento e as ampliações poderão ser melhoradas e acabarão por beneficiar a todos, sem contarmos também com a parcela do Estado.
    Provavelmente alguns colegas não vão concordar comigo e desde já digo que respeito vossas opiniões. Não sou contra a abertura do HPM, desde que haja uma contrapartida da mesma forma que existe de nossa parte, pois é notório que investimentos se fazem necessarios e se o Estado optou por usar as nossas instalações, que arque com os devidos investimentos, pois TODOS os servidores merecem um atendimento rápido e eficiente, pois ninguem procura atendimento de saúde por simples diversão.
    Honra e paz.

  33. só quem trabalha lá pra dizer o que se passa lá dentro, realmente o hospital não deveria ser fechado já que os militares enchem tanto a boca pra falar que o hospital é deles, mas deveria ser criada uma medida que lá dentro só houvesse PMs atendidos por PMs, e os civis fossem todos para outra instituição, pq pra mim foi um castigo ter passado no concurso do estado e o governo ter me “jogado” lá dentro pra limpar a barra dele com o funcionalismo público, eles não gostam de atender civis e tratam os funcionários civis que trabalham lá dentro com um descaso horroroso, que fiquem eles então atendendo naquele quartel, pq aquilo nem de longe se parece c um hospital.

Comente