Uncategorized

Dissidentes de Cuba querem encontrar a presidente Dilma

Janaína Lage, O Globo

Opositores do governo cubano e defensores de direitos humanos querem aproveitar a visita da presidente Dilma Rousseff ao país, dia 31, para fazer um relato sobre a situação dos prisioneiros políticos e abusos contra dissidentes.

Dilma chegará ao país poucos dias após o enterro de Wilman Villar Mendoza, dissidente de 31 anos ligado à União Patriótica de Cuba.

Ele morreu após cerca de 50 dias de greve de fome, uma medida de protesto contra a sentença de quatro anos de prisão por resistência e desobediência após participar de uma manifestação pacífica.

A porta-voz das Damas de Branco, Berta Soler, disse que, apesar de ainda não ter encaminhado um pedido formal, o grupo gostaria de uma reunião com a presidente para apresentar dados sobre a situação de direitos humanos no país.

7 Comentários

  1. Vigilante do Portão Responder

    KKKK

    Ela vai fugir,

    A tese será a de que “ão assuntos internos de Cuba”.

    O Brasil apoia a Ditadura dos irmãos Castro.

    Tanto é verdade que está financiando, via BNDES, a construção do novo Porto de Havana.

  2. Este será um bom teste para quem vive propagando ser defensora dos direitos das mulheres. Vamos ver se ela vai fugir ou vai ser coerente com as palavras e posições que defende aqui no Brasil. Se ela decidir se encontrar com esta dissidentes estará dando um grande passo para deixar de ser uma política e passar a ser uma estadista.

  3. salete cesconeto de arruda Responder

    Solange.
    Já conheço Cuba. Convive com o POVO CUBANO e com a primeira Ministra saudosa esposa do atual presidente. Entre o meu país que massacra os MAIS POBRES COMO FIZERAM E FAZEM EM SÃO PAULO te confesso: Lá o POVO é mil vezes mais livre. A não ser que você ache que PASSAR FOME E APANHAR DA POLÍCIA é liberdade.
    Conheço também a PRESIDENTA DO BRASIL e sei o quanto ela é capaz de entender e perdoar pessoas que a criticam. Dilma sabe que são analfabetos políticos os que não entendem de LIBERDADE E DIGNIDADE PARA TODOS. Assim sendo, melhor seria, se voce ainda não foi em Cuba – ceder o lugar para você. Assim não brincaria com o trabalho de MULHERES QUE TEM HISTÓRIA – BOA – PARA CONTAR. Como Dilma e eu mesma que trabalhei por mais 40 anos – POR OPÇÃO – não apenas por profissão – com os mais pobres do Brasil
    Falando em trabalhar o que fazes pelos mais pobres?!

  4. O povo cubano é livre e não passa fome? Esta Salete, coitada, vive em outro planeta.

Comente