Uncategorized

Procuradoria pede novas diligências sobre Enem

Ilustração do Humberto, do Jornbal do Comércio

Do blog do Josias — A Procuradoria da República decidiu requerer novas diligências da Polícia Federal no inquérito que apura o vazamento de questões do Enem de 2011 no Ceará. Os procuradores que cuidam do caso consideraram insufientes as conclusões do primeiro relatório policial.

A PF responsabilizou pelo vazamento de 14 questões um professor e um funcionário do Colégio Christus, de Fortaleza. A dupla foi indiciada sob a acusação de ter cometido o crime de estelionato. O relatório chegou ao Ministério Público Federal na última sexta (20).

Ao analisá-lo, os procuradores Oscar Costa Filho e Maria Candelária Di Ciero concluíram que o trabalho da PF não oferece segurança para a formulação de uma denúncia. Alegam necessitar de “elementos mais convincentes”. Daí a requisição de novas diligências policiais.

Tomados pelas palavras, os procuradores parecem desejar que a PF leve suas apurações para dentro do Ministério da Educação e do Inep, órgão que administra o Enem.

A procuradora Maria Candelaria declara, por exemplo, que o acesso aos cadernos de pré-teste por funcionários do colégio cearense “por si só não tem a garantia de que as questões neles contidas figurariam na prova final” do Enem.

Mais explícito, o procurador Oscar Filho afirma que “o vazamento não pode ser interpretado como problema local”, circunscrito ao Ceará. Acha que é preciso esclarecer o problema em toda sua amplitude. Está em jogo, segundo ele, “a própria credibilidade do Enem”.

Nesta terça (24), ao desperdir-se de Fernando Haddad, que trocou a pasta da Educação pelos palanques de São Paulo, Dilma Rousseff reconheceu que o Enem tem problemas. Mas fez nova defesa do Exame. Cabe, segundo ela, corrigir as falhas e avançar. Choveu no molhado, como se diz. Os críticos do Enem não defendem a extinção do exame. Pedem justamente a interrupção das falhas, que são recorrentes.

Também nesta terça, a Justiça cassou a liminar que obrigava o MEC a exibir as correções das redações do Enem-2011 a todos os candidatos. Na semana passada, Haddad utilizara a encrenca das redações como pretexto para um recuo.

Alegara que a sobrecarga de trabalho imposto pela decisão judicial impedia o MEC de levar adiante o plano de realizar dois exames do Enem em 2011. A previsível cassação da liminar fulmina o pretexto.

2 Comentários

  1. salete cesconeto de arruda Responder

    Josias não se CONFORMA COM OS POBRES E MEDIOS entrando em faculdades como NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS aconteceu, Nem quando o FAROL era o presidente. Presidente que não soube sequer manter as escolas técnicas preparando nossa gente para o crescimento da nação. É que Fernando não ACREDITAVA NUM BRASIL LIVRE DOS AMERICANOS. Seríamos para ele sempre os capachos e por isso sequer soube combater a primeira crise. Afundou no dólar que seu próprio ministro dizia que sabia baixar. Mas quem baixou foi o operário nordestino e isso todos tem que tirar o boné pois ele até nos livrou do FMI para quem vivíamos ajoelhados sem contar que tirou milhões da miséria e ainda nos deu a PRIMEIRA MULHER PRESIDENTA fazendo mais pela nossa auto estima do que pais fazem pelos filhos.
    SALVE O MAIOR BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS – o pobre nordestino, sem dedo, pouco letrado nas faculdades MAS DOUTOR NA ESCOLA DA VIDA!
    Serás para sempre lembrado e seu FILME VAI VIRAR LENDA pois homens como LULA não aparecem facilmente. Guardem uma FITA PARA UM DIA MOSTRAREM AOS SEUS FILHOS QUEM TIROU O BRASIL DA MISÉRIA E QUEM DEU O PODER TAMBÉM A NOS MULHERES. Se não quiserem ver saibam que poderão um dia vender a preço de ouro pois TUDO O QUE SE REFERE A LULA será para sempre relíquia de quem sabe DAR A VIDA POR UMA COISA. Coisa que COVARDES nunca irão entender.

  2. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Cuidado Paulistanos, não entrem nesta fria de eleger o imbecil ADD a Prefeito de São Paulo. Ele pertence a mesma facção criminosa de lula da Silva.

Comente