Uncategorized

Cuba limita permanência em cargos a 10 anos

Fundado em 1965, o Partido Comunista Cubano realizou neste final de semana sua primeira ‘Conferência Nacional’. Após uma inércia de quase cinco décadas, a agremiação aprovou uma novidade.

Doravante, a permanência dos velhos camaradas nos cargos de poder será limitada a dez anos. Hoje, os dirigentes se eternizam nos postos de mando do partido e do Estado cunbano.

Diz-se que a ideia é promover uma renovação dos quadros, abrindo espaço para os mais jovens. Nas palavras do presidente Raúl Castro, a coisa sera implementada “de forma paulatina”.

Se tudo correr como planejado, o velho Raúl, hoje com 80 anos, pode segurar o leme da ditadura até os 90. Isso, evidentemente, se a saúde e a morte permitirem. Doente, Fidel Castro, 85, retirou-se em 2006.

No topo do PC cubano há um Birô Político. Integram-no 15 almas sábias. Apenas três têm menos de 65 anos. É contra esse pano de fundo encarquilhado que foi aprovada a regra dos dez anos.

A ‘revolução’ partidária ficou nisso. Eleições diretas? Não constaram da pauta. Legalização de partidos alternativos? Nem pensar. Ouça-se, a propósito o camarada Raúl:

“Renunciar ao princípio de um só partido equivaleria simplesmente a legalizar o partido ou os partidos do imperialismo [Estados Unidos] em solo pátrio.” Hã?!? “Defendemos o sistema de partido único ante o jogo de demagogia e mercantilização da política.” Ah, bom!

Raúl prometeu também combater os camaradas corruptos infiltrados no último Éden comunista do Ocidente. Sem “comtemplações”, disse o mandachuva da ilha, às vésperas de recepcionar Dilma Rousseff, a “faxineira” do Brasil.

8 Comentários

  1. SARNEI E CALHEIROS e O VEIO JORGE E OUTROS MAIS JA SÃO OS APOSENTADOS QUE SERVIRAM A SANTA CEIA E ANDA ESTÃO TRANCANDO E MILITANDO O DURO ASCO DA DTADUARA COM CAPA DE DEMOCRACIA.

  2. Cuba deve continuar existindo do jeito que esta, pois permanece como exemplo vivo do fracasso do modelo comunista. As novas gerações devem olhar para cuba didaticamente para não repetir mais os mesmos erros que causaram tanta desgraça no século XX.

  3. salete cesconeto de arruda Responder

    Estava eu num congresso sobre sexualidade humana e valores humanos em Cuba quando um argentino levantou e falou para a saudosa Vilma Spin – esposa do atual presidente Raul:
    – mas aqui não há liberdade então não é democracia.
    Vilma – tranquila – com seu vestido e sandálias das mais simples respondeu:
    – e crês que países onde as crianças dormem nas ruas e comem do lixo podem serem chamados de democracia?
    Então o argentino sentou e se calou e fez-se silêncio na platéia onde mais de 20 países estavam presentes.
    É QUE TODOS TINHAM CRIANÇAS ABANDONADAS PELAS RUAS COMENDO DO LIXO E SENDO USADAS, ABUSADAS, QUEIMADAS, ESTUPRADAS, VIOLENTADAS…. TODOS OS DIAS!
    Tempo de rever que tipo de DEMOCRACIA o mundo ANDA VOMITANDO por aí para criticar governos que conseguiram deixar de serem cabaré dos americanos!

  4. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Este sistema de governo pretendido por Lula e Dilma jé vem se arrastando pelo mundo. DEMOCRACIA, o povo quer DEMOCRACIA petezada.

  5. Que notícia pavorosa, o pais mais retrógrado das Américas reconhece que é preciso mudar, imagine o malestar que esta novidade vai causar entre as nossas “lideranças”? Um verdadeiro horror. E pior ainda se a companheira encampar as idéais dos irmãos ditadores, aí muita gente vai pra rua já na volta dela. ACarlos

  6. Os velhos que lá ainda estão , todos gagás e beirando a morte, em 10 anos estarão todos mortos. Só assim para renovar os cargos na Cuba que os PeTistas tanto amam.

Comente