Uncategorized

Rafael Greca de Macedo volta à liça

Rafael Greca de Macedo foi vereador, prefeito, deputado estadual, deputado federal, ministro. Carreira que poucos políticos paranaenses realizaram.

Ganhou notoriedade porque, ao contrário da maioria dos políticos nativos, é um intelectual de consistente formação. Engenheiro, não é um técnico. Muito menos um tecnocrata. Nos debates públicos, destacou-se pela rapidez de raciocínio, presença de espírito, pela capacidade de dar respostas imediatas a qualquer provocação e em qualquer circunstância,

Da prefeitura saiu aclamado e recebeu uma votação estrondosa para deputado federal. Tropeçou, a seguir, no Ministério do Turismo e Esporte. Boas ideias mal executadas empanaram o seu brilho. Rafael não dominava o jogo político na República e perdeu-se nas contradições internas do governo FHC. Momento crucial na sua carreira foi a migração de uma corrente liderada por Jaime Lerner para o grupo comandado por Requião. Troca não assimilada pela maioria dos eleitores de Curitiba.

Agora, Rafael quer voltar pelo cargo que o consagrou. É candidato a prefeito de Curitiba pelo PMDB. E vem com ideias novas, diferentes, como a criação de uma “cidade em rede” e a construção de um metrô aéreo. Em qualquer outro candidato estas ideias soariam estapafúrdias. Em Rafael suscitam curiosidade. Algo é certo, Rafael Greca de Macedo deve mudar o tom monótono e modorrento do debate eleitoral.

19 Comentários

  1. Realmente é certo. Rafael Greca de Macedo deve mudar o tom monótono e modorrento do debate eleitoral.
    Único candidato que já foi eleito para prefeito de Curitiba e que tem como herança uma gestão bem sucedida.
    Não está entre os três preferidos nas pesquisas mas já mostrou maior potencial de crescimento que os demais.
    Talvez o maior desafio de Greca seja tentar diminuir a rejeição.
    Cabeça não lhe falta. Para isto, primeiro deverá mostrar que tem luz própria, não aparecendo geminado com os de poucos votos e de triste lembrança que tentam fazer dele uma taboa de salvação política. Depois, terá pela frente a máquina e ainda a vontade de renovação demonstrada pelo eleitorado.
    De qualquer forma, prestará uma contribuição muito valiosa.

  2. Greca, Moreira, Maumau Requião, Vovó Naná, Delazzari, Arruda o sobrinho, Roubanelli, ……………
    Náu afundada, Cohapar quebrada, Portos Obsoletos e corruptos, Educação fáilida, Segurança Zero, Saúde em Caos……………..
    Chega dos mesmos, cadeia neles !!!!!!!!!!!!

  3. Rafael Greca foi otimo prefeito investiu muito em cultura e educacao e transporte publico…Mas hoje sinto que a populacao esta muito mais p Gustavo Fruet…

  4. Fui eleitor do Greca a maior parte da vida política dele. Até que se uniu a Requião, aí então nunca mais ele teve o meu voto. E nunca mais terá!

  5. DESASTRE PRÁ GUARDA MUNICIPAL. Responder

    É MUITO IMPORTANTE DIZER QUE NA ÉPOCA ME QUE ESSE GRECA FOI PREFEITO DE CURITIBA, COLOCOU PARA COMANDAR A GUARDA MUNICIPAL UM IDIOTA CHAMADO CORONEL CANDIDDO E MAIS UM BANDO DE PMS APOSENTADOS QUE SÓ MAMARAM NAS TETAS DA PREFEITURA E NÃO FIZERAM NADA PELA SEGURAÇA PÚBLICA, INCLUSIVE FAZIA QUESTÃO DE SER PAPARICADO PELOS GUARDAS E ERA CHATO PRÁ CACETE, UM VERDADEIRO IMBECIL.

    SE OS GUARDAS MUNICIPAIS TIVEREM BOA MEMORIA, CERTAMENTE VÃO LEMBRAR DISSO, ONDE O GRECA E O IDIOTA DO CANDIDO SÓ QUERIAM QUE OS GMS VIVESSEM DESFILANDO PRÁ ELES, FOI UMA ÉPOCA DE VERDADEIRO ATRASO PARA A SEGURANÇA PÚBLICA DE CURITIBA.

  6. É isso ai não se foi o texto do blogueiro que me motivou, mas já em quem votar para pref. de Ctba.

  7. Sem dúvida, Rafael Greca é um dos melhores nomes para a prefeitura de Curitiba nas próximas eleições. É competente, tem disposição para trabalhar, entende do riscado e já provou que faz.

    Tem currículo e não tem papas na língua. O único problema é ter que carregar Requião e a parentada a tiracolo.

    Analisando os demais, Gustavo Fruet, que seria uma renovação para a cidade, bandeou-se para o populismo, perdeu o brilho e deixa de ser um diferencial para ser mais, do mesmo, tendo como vice, Vanhoni que já foi rejeitado pelo voto dos curitibanos.

    Portanto, deixou de ser novidade. Tinha currículo e prestigio no passado. Chutou o balde e se abraçou ao trem do oportunismo.

    Luciano Ducci está na dele. Cumprindo a que se propôs, tem o apoio do governador Beto Richa e segue em frente. Se tudo continuar na normalidade e o governador se empenhar em sua campanha, se reelege. Salvo, algum fato novo que pese negativamente.

    Ratinho Jr. é uma renovação política paranaense, sem dúvida. Jovem, dinâmico, competente e tem muito a oferecer aos paranaenses, se seguir essa linhagem. Já mostrou que está preparado para os embates políticos.

    O que quer dizer que a população pode sim, lhe dar um voto de confiança e coloca-lo no comando da Prefeitura de Curitiba. Mas, vale ressaltar que o seu currículo, obviamente, perde para Rafael Greca que já foi prefeito, conhece os problemas da cidade e muito contribuiu no que hoje facilita a vida dos curitibanos, quer seja no lazer ou em atividades diárias – como o artigo acima especificou.

    Lamentavelmente, Greca caiu no ostracismo e foi rejeitado pela população paranaense em eleições anteriores, principalmente depois de ser submisso ao então governador Roberto Requião e sua tropa, que o fez de capacho e não lhe deram o devido valor.

    Greca é inteligente, culto, competente, tem enorme folha de serviços prestados aos curitibanos, é sociável, simpático e irônico, quando necessário.

    Precisa se redimir junto à sociedade curitibana, conversar olho no olho, abrir o coração e o leque de opções de melhorias para Curitiba caso seja eleito e, dessa forma, quem sabe, com muita sinceridade, reconquistar o voto dos curitibanos nas urnas em outubro próximo.

  8. Quem critica a mudança do Rafael Greca para o PMDB (Requião) não sabe o real motivo que o levou a isso…se procurassem saber, entenderiam e apoiariam.

  9. Não sei do que o guarda municipal reclama, pois é uma classe dentro da Prefeitura que possui benefícios diferenciados, embora há de se reconhecer que existam muitas reivindicações a serem atendidas, porém, estão muito melhor do que a classe dos agentes administrativos em termos de avanços salariais, por exemplo.
    E convenhamos que pelo que faz a GM, está razoavelmente remunerada e melhor do outras subclasses na PMC.

  10. O Fruet, não aproveita nenhum momento na imprensa.

    Vejam pelas entrevistas dele na TV, e na Gazeta do Povo. Praticamente não falou sobre projetos e ainda veio falar que tomou uma gengibirra na Padaria América. Quem frequenta lá como eu, sabe que não é servido nada. Tem que levar o que comprou para casa.

  11. ALBERTO CECCON Responder

    GRECA FOI O MELHOR PREFEITO QUE ESTA CIDADE JA TEVE DEPOIS DELE SO ESTIVERAM LA PESSOAS QUE PROCURAVAM SE ERGUER , FECHARAM NOSSA PEDREIRA
    ACABARAM COM AS VILAS DE OFICIO E FECHARAM A FAZENDA SOLIDARIEDADE
    QUEREMOS E MINHA FAMILIA VAI VOTAR GRECA PREFEITO EM 2012

  12. Fábio não perca tempo com discurssinho pró-Greca, o cara morreu e se esqueceu de deitar. Aposto com voce que o cara terá menos votos que muitos vereadores. Voce sabe que o eleitorado do cara é o eleitorado do Jaime. E o mesmo vai acontecer com o Gustavo, que não vai entender esta mudança de amizades. Este é outro que vai apanhar feio. ACarlos

  13. Hedmilton Junior Rodrigues Responder

    Sem dúvida Rafael Greca é a melhor opção para 2012. É um voto com garantia de boa administração e obras realizadas. Votar em Ducci é aceitar os radares, o déficit do transporte coletivo, falta de vagas nas crechês, problemas no trânsito, votar no Fruet é colocar o PT no poder em Curitiba e todos nós sabemos. Curitiba não vota no PT, e PDT é PT nestas eleições. Voto Rafael pela história administrativa que deixou em sua gestão. As obras falam mais que mil palavras.

  14. Camila Ferreira Responder

    Estava agora pouco comentando uma foto que o Rafael Greca compartilhou. No comentário o pré candidato critica a atual administração chamando a mesma de “demo-tucana”. Mas que moral o Greca tem para usar este termo? Quando questionei ele sobre isso ele até argumentou, mas optou por apagar os comentários. Isso é um desrespeito para com a democracia e a liberdade de expressão. Perdeu o meu voto e vou fazer questão de fazer campanha contra. Um candidato que não respeita a opinião da população não merece confiança.

    A pergunta que fiz a ele foi: Quando você era ministro do turismo do governo TUCANO de FHC, você também se referia a gestão com esses termos?

    Acho que foi demais para a cria do Jaime Lerner e atual servo do Requião.

Comente