Uncategorized

Envolto em divergências, PDT apóia Dilma e quer indicar ministro

Via UOL, em Brasília

Em reunião da Executiva Nacional do PDT nesta segunda-feira (30), líderes do partido reiteraram apoio ao governo de Dilma Rousseff e afirmaram a expectativa de indicar um nome da legenda para comandar o Ministério do Trabalho.

O posto pertenceu a Carlos Lupi (presidente do PDT) até o início de dezembro do ano passado, quando deixou a pasta após uma série de acusações envolvendo repasses de verbas para ONGs, suposto beneficiamento ao partido e prestação de serviço em dois cargos públicos ao mesmo.

“Independentemente da crise que afetou o partido e foi diretamente relacionada com o cargo que nós ocupávamos no governo federal, o partido tem uma profunda identidade com o governo da presidente Dilma, dos valores que o governo defende dos direitos do trabalhador e de valorização do trabalho no Brasil”, afirmou o deputado federal Brizola Neto (RJ) e 2º vice-presidente do PDT.

O encontro da legenda foi convocado para discutir a organização partidária e os procedimentos dela diante das eleições municipais em outubro deste ano depois do desgaste que o partido sofreu com a saída de Lupi do governo.

“O momento é de profunda reflexão. Não adianta colocar uma reunião e parecer que não existe crise, que não existiu nenhum processo de desgaste público. O papel do partido, neste momento, é discutir os rumos das suas decisões, nos seus processos de organização e ver onde nós erramos”, declarou Neto.

Já o vice-presidente da PDT e deputado federal, André Figueiredo (CE), minimizou o racha no partido. Alguns setores, em especial no Rio de Janeiro, seriam contra a permanência de Lupi na presidência da legenda.

Lupi estava licenciado desde 2008, quando foi indicado para o Ministério do Trabalho, ainda no governo Luiz Inácio Lula da Silva. Ele reassumiu, em 9 de janeiro deste ano, a presidência nacional do PDT, cujo mandato se encerra em março de 2013.

“Temos um pequeno grupo que questiona as ações do Lupi quando, na verdade, este direito é para ser efetivado numa convenção partidária. A convenção aconteceu em 2011 e não houve chapa contrária e o Lupi tem total legitimidade e legalidade para estar na presidência do partido”, defendeu Figueiredo.
Lista

Com a saída de Lupi no ministério do Trabalho, o secretário-executivo da pasta, Paulo Roberto Pinto, assumiu o cargo de forma interina.

No entanto, o PDT ainda alimenta a expectativa indicar um nome para a pasta. Entre os cotados da legenda, estão André Figueiredo, o também deputado Vieira Cunha e o secretário-geral do PDT, Manoel Dias.

“Na medida que não há uma decisão, vários nomes são citados. Eu me sinto muito lisonjeado pela maioria do partido ter se manifestado neste sentido. É mais uma homenagem que se vão [de trabalhos prestados dentro do PDT] da minha dedicação ao partido e na minha tentativa de construir um partido orgânico, ideologicamente definido”, afirmou Manoel Dias

Segundo Dias, o partido conta atualmente com 521 prefeitos e 3.524 vereadores, e a meta deles é aumentar em 20% o número de pedetistas na próxima eleição municipal.

“O partido tomou uma posição: apoiará a presidenta Dilma independentemente de espaço no ministério. Caberá à presidenta buscar o partido para discutir se vai ter ou não participação”, disse o secretário-geral.

4 Comentários

  1. A cara de pau destes políticos e do PDT é tão grande que alem de
    conduzir o “salafrário” para coordenar o partido (leia-se LUPI) ainda
    querem ter mais um bandido no ministério do trabalho !?

  2. PERCEBAM A CARA DE “171” DO luPI NÓQUIO, PRESIDENTE DO PARTIDO DO gustavo “FRUITinha” O pdt. (Picles Dá Tutu).

  3. JOGAR FORA O VOTO;
    FICA MAIS BARATO!,
    QUE NENHUM CANDIDATO EXETO OS EXTREMOS DE CUNHO E CULTURA DE POLITICA LIMPA E JUSTA, SEJA ELEITO ATÉ QUE O PARTIDO FIQUE LIMPO DE CORRUPTOS DESVIADORES E PELEGUEIROS DA JUSTIÇA AO CIDADÃO DE BEM;
    QUE SEJA BEM VISTO POIS O PDT JA ESTEVE NO COMANDO DA PASTA.
    PORQUE QUE NÃO FORAM JUSTO COM OS PRECISAVAM? E AINDA PRECISAM DE AUXILIO DE UM MINISTRO CONFIAVEL E QUE SEJA AOS ANSEIOS DA JUSTIÇA E DA SOCIEDADE À ESSA LIBERDADE!

  4. Wilson Catupirai Responder

    Se é para ele indicar outro, que ficasse lá. Parece piada. É desafiar a inteligência do povo. Chega de loteamento.

Comente