Uncategorized

Policiais recebem nova proposta do governo

Da Gazeta do Povo

Os policiais civis do Paraná receberam nova proposta do governo do
estado na manhã desta sexta-feira (24). O presidente do Sindicato dos
Policiais Civis de Londrina e Região (Sindipol), Ademilson Alves
Batista, considerou que a “proposta não é ruim”.

Segundo ele, a nova tabela respeita o tempo de carreira e acarreta
benefícios aos policiais com mais tempo de serviço. Os valores da nova
tabela ainda foram fechados, pois falta resolver detalhes. Por esse
motivo os sindicatos não divulgaram quais são os índices da nova
proposta do governo.

O Sindipol e o Sindicato das Classes Policiais Civis do Paraná
(Sinclapol) afirmaram que os detalhes da proposta devem ser
apresentados pelo governo do Paraná até terça-feira (28). Quando os
valores forem conhecidos, os sindicatos farão assembleias para
apresentar a proposta aos policiais.

Representantes das entidades e do governo do estado estiveram reunidos
nesta sexta-feira (24) para tentar chegar a um acordo sobre as
reivindicações salariais da categoria. O Secretário de Estado da
Administração e Previdência, Luiz Eduardo Sebastiani, apresentou a
proposta à categoria. A reunião começou às 10h30 e terminou por volta
das 12h30.

A categoria planejava deflagrar greve em 19 de fevereiro, mas uma
liminar expedida pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), na noite
de sexta-feira (17), proibiu os policiais civis do estado de entrar em
greve e – em caso de descumprimento – determinou multa diária de R$
100 mil.

De acordo com o Sindicato das Classes Policiais Civis do Paraná
(Sinclapol), independentemente da nova proposta do governo, o advogado
Milton Miró Vernalha Filho entrará com recurso no Tribunal de Justiça
do Paraná (TJ-PR) por entender que não foi respeitado o direito à
greve.

A entidade também irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). O
recurso será apresentado ao STF porque se pretende que a decisão do TJ
seja considerada inconstitucional. O sindicato planeja recorrer ao STF
na segunda-feira (27) ou na terça-feira (29). Antes disso, deve haver
uma reunião com departamento jurídico da entidade ainda na segunda
(27).

O entendimento do Sinclapol é de que a greve é legal, por isso a
categoria reivindica que apenas 30% dos policiais sigam trabalhando.

De acordo com a Agência Estadual de Notícias, “as novas tabelas –
tanto para policiais civis e militares quanto para integrantes da
Polícia Científica – serão elaboradas levando em consideração os
limites orçamentários e financeiros globais previstos na proposta
anterior, de forma a atender à Lei de Responsabilidade Fiscal”,
informava o órgão oficial de comunicação do Governo do Paraná.

6 Comentários

  1. cidada paranaense Reply

    O negocio é continuar aguardando… ate nao sabemos qdo….

  2. creso campos Reply

    duro .ser agente reclusão,investigador, dar escolta,revista em familiares de presos, atender advogados,atendimento á pólicia militar,ser discriminado ter á familia sempre sob tensão,morando em lugares de risco os filhos indo na mesma escola dos filhos dos bandidos é muito legal. mas só para quem ta de fora,mais quem se importa no pais do faz de conta,quando tudo estiver como no rio de janeiro ai chama a marinha o exercito e se instala a policia pacificadora que ao que parece tambem já esta balançando nas bases,policia policia mesmo será que ainda tem,onde,tomou doril. pelo menos aqui no pr. e já faz muito tempo.

  3. POLICIAL TUPINIQUIM Reply

    Vem aí um GA (Guela Abaixa), também conhecido como PL (Pega ou Larga). A greve é impensável, os Policiais Militares com mais de 25 anos de serviço devem todos solicitarem suas respectivas Reservas (aposentadorias). O Governador (Pinóquio) que vá para a Bahia contar lorotas.

  4. TAMBEM QUERO Reply

    Náo adianta, querer ajustar o que foi defasadp durante anos em uma tacada só. Os demais servidores públicos também merecem um aumento. Se o salário ficar entre os 4 maiores do Brasil, esta bom demais. O Paraná, náo pode se dar ao luxo de pagar o melhor salário do Brasil.

  5. Carlos Ernandes Reply

    É interessante a petezada, agora, com nomes disfarçados, criticam o que eles ajudaram a construir, como este passivo, e os inumeros desmandos do governo requião.
    Ou eles se esqueceram que ficaram oito anos no poder? A lista dos petistas no governo requiao é longa minha gente..
    Tá certo que eram e sao deveras incompetentes!

Comente