Uncategorized

Professores estaduais param dia 15, municipais no dia 14

Da Banda B

Professores da rede estadual vão cruzar os braços no dia 15 de março.
A paralisação de 24 horas, marcada inicialmente para o dia 29 de
fevereiro, foi remarcada para o dia 15 para coincidir com a mesma data
em que acontece um movimento nacional.

Já os professores municipais de Curitiba definiram um indicativo de
greve para o dia 14 de março. No entanto, a data ainda precisa ser
aprovada em assembleia marcada para o dia 8.

Uma nova rodada de negociação deve acontecer entre prefeitura e
sindicato na próxima quarta-feira (29). Nesta data, segundo o
Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba
(Sismmac), todas aulas irão começar com 33 minutos de atraso para
panfletagem e mobilização de pais e alunos.

Paralisação no estado

O movimento estadual e nacional convocado pela Confederação Nacional
dos Trabalhadores em Educação (CNTE), é em defesa da correta aplicação
da Lei do Piso, do investimento de 10% do Produto Interno Bruto na
educação e na luta por melhorias na carreira dos educadores.

Nacionalmente, a greve dura três dias: 14, 15 e 16 de março. No
Paraná, a categoria decidiu paralisar as atividades apenas no dia 15.
No dia 14, acontecerão debates nas escolas sobre hora-atividade, saúde
e condições de trabalho. No dia 16, os educadores farão, em suas
próprias escolas, debates e avaliações da mobilização.

2 Comentários

  1. SÓ PRA FODER COM A LUTA DOS POLICIAIS CIVIS E MILITARES, TODO ANO VCS PARAM NOVIDADE , PROFESSORES ESTADUAIS E MUNCIPAIS PARAM KKKKKKKKKKKKKKKKKK.

  2. sergio silvestre Responder

    Eo que tem de juizes federais fazendo terrorismo tributário com empresas que teve erros de contabilidade e estão pagando impostos federais duas vezes.

Comente