Uncategorized

Polícia realiza maior apreensão de crack da história do Paraná

Da Banda B

Policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) de Cascavel realizaram nesta quarta-feira (14) a maior apreensão de crack já feita pela Polícia Civil no Paraná. Foram apreendidos 128 quilos da droga, além de oito quilos de cocaína, armas e munições de vários calibres, que estavam escondidos em uma carga de soja de um caminhão que trafegava pela BR-277, com destino a Paranaguá.

Segundo a polícia, cada quilo de crack poderia gerar seis mil pedras. Assim, o montante apreendido poderia produzir 770 mil pedras que, comercializadas a um preço médio de R$ 10, poderiam representar um lucro de cerca R$ 6 milhões aos traficantes. A cocaína renderia mais R$ 80 mil. A Polícia Civil acredita que a quantia serviria para financiar as quadrilhas e assim potencializar os crimes de homicídios, roubos e furtos relacionados ao tráfico de drogas.

Para se ter uma ideia da dimensão dessa apreensão, basta dizer que durante os doze meses de 2011 foram apreendidos pela Denarc 360 quilos de crack. O secretário de Estado da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, disse que a operação é um reflexo da firmeza do Governo do Estado no combate ao tráfico de drogas. “O governador Beto Richa determinou à secretaria, à Polícia Civil e ao Denarc todo o esforço e empenho na repressão ao tráfico de drogas, que representa um flagelo representa para toda a sociedade. A determinação do governador é para que nós não poupemos esforços para combater, sem trégua, o tráfico de drogas”, afirmou.

O delegado-geral Marcus Vinícius Michelotto disse que a apreensão desta quarta-feira resulta de um intenso trabalho de investigação para identificar e prender quadrilhas de traficantes em ação no Estado. “Foi um grande golpe contra o tráfico de drogas. Um excepcional trabalho profissional da Polícia Civil do Paraná, por meio do núcleo da Denarc em Cascavel. A ação mostra que a Polícia Civil está preparada para combater tanto o grande traficante quanto o pequeno, que age no varejo”, disse.

A OPERAÇÃO – O caminhão que transportava o material foi apreendido por volta das 6 horas de quarta-feira, em Laranjeiras do Sul, no Sudoeste do Paraná. Além dos entorpecentes, a polícia encontrou na carroceria do caminhão duas pistolas calibre 45, 222 munições calibre 45 e mais 50 munições calibre 38 especial.

O motorista do caminhão Scania com placas do Paraná, Valdinei da Silva Dainese, de 27 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Após prestar depoimento, foi encaminhado ao Setor de Carceragem Provisória da 2ª Subdivisão Policial de Laranjeiras do Sul, onde ficará à disposição da Justiça.

Para abordar o caminhão, os policiais da Denarc contaram com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Durante a revista no veículo, os policiais notaram que o motorista demonstrou um nervosismo foram do comum e, ao ser questionado, apresentou divergências nas informações. Foi então que os policiais da Denarc conduziram o caminhão à cidade de Cascavel, onde foi realizada uma busca minuciosa, que culminou com a apreensão das drogas, armas e munições. Indícios apontam que a droga apreendida abasteceria a cidade de Curitiba e Região Metropolitana.

Os delegados da Denarc de Cascavel, Ana Cristina Ferreira Silva e Carlos Daniel Reis, afirmam que operações dessa natureza são necessárias e estão sendo realizadas em toda a região para evitar que as drogas cheguem aos usuários em cidades do Paraná. O delegado-chefe da Denarc, Riad Braga Farhat, reafirmou que o combate ao tráfico de drogas é uma das principais metas do programa Paraná Seguro e que a experiência dos policiais tem impedido que a artimanha dos traficantes, ao dissimular o transporte da droga, tenha resultado. As investigações continuam para apurar a procedência das drogas, armas e munições.

BALANÇO – O balanço das ações da Denarc no ano de 2011 mostra que foram apreendidos 2.765,60 quilos de maconha, 62,41 quilos de haxixe, 245,99 quilos de cocaína e 360,85 quilos de crack, totalizando quase 3,5 toneladas de drogas.

No mesmo período foram apreendidos 76 veículos, 893 munições, 49 armas, 238 comprimidos de ecstasy e 158 pontos de LSD. Em 2011, a Denarc também prendeu 336 pessoas por envolvimento com o tráfico de drogas.

6 Comentários

  1. Parabéns ao DENARC e ao NURCE de Cascavel!
    Imaginem quanta violência gera esse tanto de drogas.
    Faltou uma informação crucial: de onde vinha?

  2. Jeferson Westphal Responder

    Notícia excelente, todavia poderiam noticiar os benefícios da apreensão para a sociedade, não o lucro dos traficantes, o que no meu ponto de vista, é um incentivo para os menores que não têm estrutura familiar.
    Ex: Com a droga fora de circulação, diminui as overdoses, o financiamento de armas, homicídios e até suicidios decorrentes da compulsão e alucinação que a droga provoca.
    Obrigado senhor Fabio Campana

  3. Fabio,
    Sou assiduo leitor de seu Blog.
    Raramente comento.
    Uma coisa que gostaria de ver em debate sobre segurança em Curitiba e R M.
    Incomcebivel uma cidade como a nossa nao ter um sistema integrado de vigilancia em todas os acessos a capital.
    Um exemplo:
    Campo Largo chegando a Curitiba.
    Rodovia BR116 vindo de Sao Paulo, apos trevo da entrada estrada Velha(caminho D Pedro-Graciosa).
    Agora veja o que aconteceu dia 11 Março.
    Somente em Sao Jose dos Pinhais, local onde moro teve 120 eventos de delitos graves a leves(roubo, furto, assaltos a lojas, supermercados, estupros, alem de crimes violentos etc).
    Somente num dia.
    Imaginem as outras cidades da R. Metropolitana, o numero de crimes.

    Pois bem num destes eventos eu estava perto, muito perto.
    Foi proximo ao Posto Paris-BR 277 Km 67.Sao Jose Pinhais.
    Margens desta BR277 sentido Paranagua.
    Onde 6 elementos(todos morenos), chegaram a uma loja de departamentos eletronicos, limparam tudo e num dos carros e uma moto, empreenderam fuga.

    Primeiro renderam as duas gerentes e depois muito calmamente foram carregando os produtos.
    Apos ameaças e tudo o mais.
    Sairam devagar.
    Em que direcao nao se sabe.
    Ou pegaram o contorno Leste em direçao S.P ou P Alegre.
    Comento agora.
    A quem se destina este tipo de roubo?
    Tem cunho politico por tras deste tipo?
    O dinheiro arrecadado vai para mao de quem?
    Como, onde, quando, porque, paraquem?
    Falta uma inteligencia…
    E olha que a tendencia e a coisa piorar.
    Se o atual Desgoverno mandou soltar dos presidios 198 mil marginais por nao ter espaço(ate um estuprador em pleno dia em SP, televisionado e tudo no flagante).
    Agora tem se 480mil para ainda serem soltos…

    Um descaso, do Prefeito atual de Curitiba e dos outros da R.M, em relaçao a vigilancia por cameras nos acessos a Capital Paranaense.
    Chega ate a desconfiar que sao coniventes com a coisa errada.

    Ja e sabido por todos que os marginais pesrseguidos nos morros cariocas, migraram para o Parana.
    Mais preciso cidades da R M de Curitiba.
    Somente o serviço de inteligencia da Des segurança Puplica do PR nao sabe.
    Chego ate a rir com os amigos.
    Bastaria uma camera em cada acesso de entrada e saida de cada uma destas cidades da RM, interligadas e debaixo destas torres duas viaturas e motos fortemente preparadas para interceptaçao.
    Diminuiria para 50% no minimo crimes como este citado e outros.

    M Fortes-
    Engenheiro-empresario-consultor.

  4. O Muriel, porque será que não acaba o correnealismo no nordeste?
    Será mera coincidência?

  5. por que não esperaram ele entregar a droga para pegarem quem ia receber e toda quadrilha ser presa e não so o caminhoneiro. falta de inteligencia ou….

Comente