Uncategorized

Atirador na escola judaica é o mesmo que matou soldados, diz Sarkozy

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse que o mesmo atirador que matou um professor e três crianças numa escola judaica em Toulouse nesta segunda-feira também foi responsável pelo assassinato de três soldados na semana passada, aparentemente motivado por racismo.

“Sabemos que é a mesma pessoa e a mesma arma que matou os soldados, as crianças e o professor”, afirmou Sarkozy em declaração na televisão, acrescentando que o nível de alerta de terrorismo na França foi elevado.

“Este ato é abominável e não pode permanecer impune.”

Sarkozy também disse que vai suspender até quarta-feira sua campanha para as eleições presidenciais de abril e maio na França.

1 Comentário

  1. Sarkozy é o emblema de uma França que está longe da tolerância que a consagrou como um país de luzes num mundo cego pela escuridão e o obscurantismo. O país de Voltaire, Diderot, Chateaubriand, Sartre é hoje um submundo de intolerância e da volta das idéias nazifascistas.

Comente