Uncategorized

Argentina nacionaliza empresa para esconder crise econômica e social

La presidenta Cristina Kirchner expropriou 51% da YPF, filial petrolífera argentina do grupo espanhol Repsol, para “tapar a crise social e econômica que o país enfrenta”, disse o presidente da empresa, o espanhol Antonio Brufau, em entrevista coletiva em Madri.

Não é a primeira vez. Para esconder outra crise econômica, o general Galtieri, da ditadura militar, abriu guerra contra a Ingleterra pelas Malvinas. Deu no que deu.

“Ao levantar a bandeira da expropriação e buscar um responsável na YPF, Cristina Kirchner esconde a realidade”, disse Brufau.

“Essa atuação não é própria de um país moderno. O povo deste país merece outra coisa”. A Repsol pedirá em uma arbitragem internacional uma compensação de mais de US$ 10 bilhões. “Estes atos não ficarão impunes”, disse Brufau.

A empresa espanhola calculou sua participação de 57,4% na YPF em US$ 10 bilhões.

Brufau disse ainda que a campanha contra a empresa nas últimas semanas na Argentina foi “calculadamente planejada para provocar a queda das ações da YPF e facilitar a expropriação” com preço reduzido. “É ilegítimo e injustificável”.

O governo argentino acusou a empresa de não cumprir os compromissos de investimentos no país. Kirchner enviou na segunda-feira ao Congresso um projeto de lei para declarar 51% da YPF de utilidade pública.

5 Comentários

  1. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Pobres Argentinos pois, estão no mesmo caminho da Venezuela.
    Esta velha escrota conseguiu literalmente afundar aá Argentina.
    E, os brasileiros que se cuidem pois, Dilma e Lula, não fogem do estilo Chavista de Governar.

  2. Doutor Prolegômeno Responder

    A vantagem dela é que pode sair voando em sua vassoura, em caso de golpe militar ou revolução. A Argentina de hoje é um arremedo do que foi no passado. Foi destruída pelo nacionalismo de esquerda, pelo peronismo de quinta categoria e pelas doutrinas piegas e protecionistas. Uma sucessão de lunáticos, fanáticos, corruptos, bandidos e aloprados – civis e militares -, saqueou o país e destruiu a auto-confiança e o espírito empreendedor dos argentinos. É uma lástima, pois é um país sem analfabetos e com circulação de jornais, revistas e livros imensamente superior ao Brasil.

  3. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Esta é outra PRESIDANTA.
    Coitddo do povo Argentino.´Este é o resultado do voto inconsequente.

  4. Na ditadura abriram guerra contra os Ingleses. Deu no que deu. Agora vai ser contra a Espanha? Vai dar no que?

Comente