Uncategorized

Partidos da base foram os mais contemplados com programa Minha Casa, Minha Vida

Do UOL, em São Paulo:

Prefeitos de partidos que compõem a base da presidente Dilma Rousseff (PT) foram os maiores beneficiados na projeto de construção de 107.348 imóveis na segunda etapa do programa federal MCMV (Minha Casa, Minha Vida), em 2.582 cidades do país, com menos de 50 mil habitantes.
Ministro nega “cálculo político”

O anúncio da construção dos imóveis foi feito quinta-feira (12), em solenidade, em Brasília, com a presença de Dilma, ministros e pelo menos 1.000 prefeitos.

Levantamento feito pelo UOL cruzou informações da lista da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), em que constam os prefeitos de todas as 4.952 cidades de todo o país com menos de 50 mil moradores, e da fornecida pelo Ministério das Cidades, com os municípios atendidos.

Segundo a CNM, os dados com nome e partido dos chefes do Executivo têm atualização diária.

Entre os partidos da oposição, o DEM foi o maior contemplado. A legenda governa 441 prefeituras de municípios com menos de 50 mil moradores e teve 213 atendidas pelo programa –ou 48%.

O PSDB recebeu investimentos em apenas 41% (276) do total de 674 municípios pequenos onde é governo.

O PPS recebeu menos ainda. Das 119 cidades que governa, 45 (38%) receberam casas do programa federal.

Em seu discurso na solenidade de quinta-feira (12), o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, disse que a distribuição dos imóveis não obedeceu um “cálculo político”.

Os 22 partidos da base aliada (PT, PMDB, PC do B, PRB, PSB, PR, PTB, PV, PDT, PP PDB, PT do B, PRTB, PRP, PMN, PHS, PTN, PSC, PTC, PSD, PSDC e PSL) detém a maior parte das prefeituras do país.

Nos 4.952 municípios brasileiros com até 50 mil habitantes, segundo a CNM há 3.603 prefeitos da base, 1.234 da oposição e 115 sem partido ou sem registro na CNM.

Aliados

Na base aliada, dos maiores partidos e aqueles com assento no primeiro escalão, o PCdoB foi o que mais se beneficiou. A sigla é governo em 32 cidades de todo o país com menos de 50 mil habitantes. Vinte sete (84%) vão receber imóveis do MCMV.

O PSB teve 71% das cidades que governa atendidas pelo programa. Foram 194 municípios dos 271 que mantém o chefe do Executivo.

O PT, da presidente Dilma, terá o MCMV em 229 das 448 cidades governadas, ou em 52% delas.

O PMDB – legenda que detém a maior parte das prefeituras no país — teve 48% das administrações municipais contempladas (507 de um total de 1.051 prefeituras).

No total geral de cidades beneficiadas, 53% (1.911) são governadas por partidos aliados e 534 pela oposição; em137 cidades, o partido do prefeito não consta na lista da CNM.

Reclamação

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), líder dos tucanos no Senado, afirmou que é comum partidos aliados obterem recursos mais facilmente. “Percebemos que, em geral, há facilidades para prefeitos da base”, disse.

Para o líder do governo na Câmara, deputado federal Jilmar Tatto (PT-SP), é “natural” que partidos da base sejam beneficiados, por conta de terem mais prefeitos.

“É uma representação proporcional”, diz. De acordo com Tatto, o governo não destina verbas ou programas em função do partido político. “Se uma prefeitura do PT não apresenta uma proposta consistente, não recebe recursos.”

Municípios mais pobres

O Ministério das Cidades informou, por meio de assessoria de imprensa, que a prioridade na escolha foram os municípios mais pobres e com maior déficit habitacional.

O levantamento do UOL também considerou, além do partido do prefeito, o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) das cidades.

O cruzamento dos dados apontou que foram contemplados 80% dos municípios de até 50 mil habitantes com IDH considerado baixo (até 0,499, numa escala de 0 a 1), 55% dos municípios de IDH médio (de 0,5 a 0,799) e 8% dos municípios de alto IDH (acima de 0,8).

Análise

“Esse tipo de direcionamento [para partidos da base aliada] não é nenhuma surpresa. Ocorre o tempo todo, não só em ano eleitoral”, afirma o cientista político Claudio Couto, da FGV (Fundação Getulio Vargas).

De acordo com Couto, há uma tendência de os governos gastarem mais em ano eleitoral. “Por isso, talvez, haja mais repasses para municípios da base aliada”, disse.

11 Comentários

  1. salete cesconeto de arruda Responder

    O Paraná é diferente Fábio.
    Mounir quando foi da COHAB trouxe milhões para o PR e no entanto ele faz parte do governo do Beto. Penso que o caso é de competência. A maioria dos governos de OPOSIÇÃO não tem PROJETOS. Essa é a verdade. Que situação…

  2. Pois é, há que se condierar o fato de que o José Serra se recusou, enquanto prefeito e depois governador de São Paulo, a apresentar projetos ao Minha casa, Minha Vida.
    Muito políticos tucanos fizeram o mesmo para atacar o governo federal e desta maneira prejudicaram seus cidadãos.
    Pena que a reportagem não esclarece esse fato.

  3. O programa Minha Casa, Minha Vida precisa ser reavaliado. Tem gente, amigo de prefeito, alugando a antiga casa e vivendo agora na nova casa que veio totalmente de graça o lote e a casa. Política de favorecimento. Que beleza pra quem ganha! Mas, e nós que só temos o dever de pagar impostos, impostos, impostos…

  4. Partidos da base do deputado do João ARRuda foram os mais contemplados com programa do PROVOPAR em 2003 a 2010.

  5. HA,O MINHA CASA MINHA DÍVIDA,30 ANOS PAGANDO 700 “MIRÉIS”POR MÊS,SERA QUE O PESSOAL DO BOLSA QUADRILHA CONSEGUE PAGAR,ALIÁS QUEM PAGA SOMOS NÓS OS ÚNICOS TRABALHADORES DESSE PAÍS DE CORRÚ-PT-OS,E O SAPO BÊBADO CANCEROSO NAS ÚLTIMAS CAMPANHAS PARA CONSEGUIR ELEGER A TERRORISTA,FALAVA QUE A PRESTAÇÃO DESSES “MOCÓS” IRIA SER DE NO MAXIMO 50 REAIS,KKKKKKK,FOD…. BANDO DE BURROS.

  6. Mais uma prova de que político não governa para o povo, somente para si mesmo e seus asseclas.

  7. Minha cidade é administrada por um prefeito do PPS e o Programa Minha Casa está funcionando perfeitamente, a informação não procede.

  8. Motoqueiro Infernal !!! Responder

    Resumindo:
    O cidadão comum, trabalhador, pagador de pesados impostos… ainda tem que carregar nas costas… o peso da incapacidade dos nossos políticos de saber a definição do que é cidadania.

  9. fiscalde realeza Responder

    O PSDB DIZIA QUE ERA PROJETO ELEITORERO E ACONSELHOU SEUS PREFEITOS A FICAREM DE FORA DESSE PROJETO
    CULPA DO SERRA DE SÂO PAULO BETO NO PARANÁ E MINAS GERAIS RECOMENDADO PÓR AECIO NEVES
    DEPOIS FICAM CHORANDO
    ELES JÁ SABIAM QUE ESSE GOVERNO NÂO BRINCA COM O POVO COMO
    O VELHO MACONHERO FHC FAZIA
    PEGAM O ONIBUS ANDADO E QUEREM POR A CARA NA JANELA

    VÂO SE CATAR TUCANADA

Comente