Uncategorized

Serraglio: ‘Não admito ouvir que o mensalão não existiu’

Relator da CPI dos Correios fala das dificuldades que enfrentou à época das investigações – e da pressão para que a comissão terminasse em pizza.

De Carolina Farina, VEJA on line:

Quando foi escolhido para a relatoria da CPI dos Correios, em 2005, o deputado Osmar Serraglio (PMDB) estava em seu segundo mandato – e jamais havia participado de uma Comissão Parlamentar de Inquérito no Congresso. Inexperiente e integrante da base, o parlamentar parecia ter o perfil ideal para conduzir as investigações a lugar nenhum: justamente onde o governo queria que terminassem. Mas não foi o que se viu.

Os trabalhos da CPI resultaram não apenas na cassação de figuras de proa do PT envolvidas no mensalão, como José Dirceu, como também serviram de base para a denúncia entregue pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal, em 2006.

Seis anos após o término dos trabalhos, o deputado guarda vivas na memória as artimanhas que precisou driblar para que a investigação não terminasse em pizza. E seu calmo semblante endurece à simples menção sobre as negativas da existência do mensalão: “As provas estão todas lá. Não inventamos nada”, afirma.

Confira a seguir a entrevista concedida pelo parlamentar ao site de VEJA, em seu gabinete em Brasília.

Quais foram as principais dificuldades?

Um dos maiores entraves à investigação era a dificuldade que tínhamos quando solicitávamos material a setores alvo da investigação, como o Banco do Brasil. Muitas vezes as informações solicitadas não chegavam a nós, ou vinham truncadas. Certa feita entramos em conflito com o BB, durante a apuração do esquema da Visanet, e ameaçamos ir a público informar que nosso trabalho estava sendo dificultado pela instituição. Mais tarde, o próprio banco acabou abrindo uma auditoria e comprovou as fraudes que já havíamos apurado. Outros problemas eram os depoimentos de acusados de envolvimento no esquema, que só respondiam àquilo que queriam.

Havia também entraves políticos ao trabalho?

Sim. Um dos principais era a aprovação dos requerimentos necessários para as investigações. Muitas vezes, quebras de sigilo e depoimentos a de certas pessoas eram simplesmente negados. Precisávamos negociar cada requerimento com base e oposição. Portanto, os trabalhos não eram abertos e independentes como prevê a força de uma CPI. Mas os problemas começaram, de fato, quando perceberam que a comissão não seria chapa-branca. A partir daí foi criada a CPI do Mensalão, que nos deixou sem competência legal para investigar o esquema.

Passamos a apurar somente a origem do dinheiro – e não mais sua destinação. Percebemos que a intenção era fazer com que nossa investigação não chegasse a lugar algum.

35 Comentários

  1. Jair (Curitiba) Responder

    Quem conhecia e conhece o deputado Osmar Serraglio sabe de sua competência e seriedade.Não tinha como virar pizza .
    O Deputado Osmar Serraglio é professor de direito. A CPI foi resultado de sua experiência.

  2. mas este deputado, estou sabendo que virou rularista, tomou o lugar do motoserra e votou a favor disto que chamam o “novo” código florestal.
    e olha que não foi eleito para destruir florestas e as preservações dos rios.

  3. Conheço muito bem o Deputado Osmar Seraglio, tive a honra de ser seu aluno na Faculdade de Direito no disciplina de Direito Administrativo, é competente e honesto diferente do sr GUSTAVO FRUIT que virou o cocho onde comeu e não tem coragem de dizer que o mensalão existiu.

  4. “De tudo que é negro torto, do mangue do cais do porto…” Zepellin do Chico Buarque… Deixe de ser puxa saco ZEPELLIN, você provavelmente nem conhece o Serraglio e nem sabe se ele apoia ou apoiou o chute que o Beto Richa deu na bunda do Fruet, dado que tem muitos no PSDB que não engolem o fato do Betinho ter tomado decisão unilateral de apoiar o Ducci quando tinha candidato forte dentro do partido para ganhar a prefeitura de Curitiba… Então pense bem antes de falar asneira ou de ser puxa saco rapaz (você deve ter cargo em comissão na PMC e por isso deve estar se cagando com medo de perder a teta, vai se informar antes de postar comentários infundadas…

  5. Parreiras Rodrigues Responder

    Quando observo o crescimento do número de pessoas que partem para a bandidagem, para o marginalismo, procuro verificar a causa.

    Não há como dissociá-la dos exemplos que partem justamente dos que deveriam servir de modelo para uma sociedade decente, como alguns representantes do povo nas duas casas, nos fóruns, nos palácios executivos, nas sedes de grandes empresas.

    E quando surge alguém para se contrapor à situação vivida pela Nação na última década, aparecem Francisco, Walter para tentar desqualificá-lo.

    O comentário do Anónimo (sic) é extemporâneo.

    No querer dêles, o interesse é deixar a corrupção correr solta.

    Eles não sabem – ou nem querem saber, que o remédio que falta no posto, o aumento que falta no salário do professor, a melhoria que falta em nossas rodovias, a melhor equiparação da nossa segurança, são resultados das ações que eles procuram defender.

  6. O deputado Osmar Serraglio, relator da CPI dos Correios, certamente não é o primeiro impostor a chegar ao Congresso Nacional. Mas, sem dúvida, seu último “relatório parcial” é uma grande contribuição à legislatura do embuste, atividade parlamentar a que se dedicam alguns (não muitos) parlamentares.

    Para começar, o relatório não é relatório – nunca foi aprovado pela CPI. É apenas miseravelmente parcial. Antigamente se dizia que o pior canalha é aquele que sabe escrever bem. Não é o caso de Serraglio, mas, como sucedâneo, ele descobriu as apresentações de slides feitas por computador para impressionar os tolos.

    Assim, por esse método, diz ele que o “conceito” (SIC) de “mensalão” é “fundo de recursos utilizados, especialmente, para atendimento a interesses político-partidários”. Por que “especialmente”? Apenas por uma razão: “mensalão” é qualquer empulhação que ele – ou a trupe a que serve – queira que seja “mensalão”. Daí esse advérbio infiltrado na frase, que serve para dizer que também o que não é “atendimento a interesses político-partidários” pode ser “mensalão”. Já que não é possível provar que a compra de votos em troca de uma mesada existiu, tudo pode ser “mensalão”, dependendo dos interesses de alguns velhacos.

    Mas o que apareceu sob esse nome cretino era a suposta compra de votos no Congresso. Foi exatamente isso o que disse seu inventor, o ex-deputado Roberto Jefferson, devidamente cassado por essa invenção. Serraglio, que também não conseguiu provar essa invenção, resolveu, portanto, ampliar o “conceito”: qualquer “fundo de recursos utilizados para atendimento a interesses político-partidários” é “mensalão”, e mesmo o que não seja para atender a esses interesses, também pode ser “mensalão. Com isso, pode-se chicanear qualquer deputado, senador ou liderança partidária, pois não existe nenhum deles que não recorra a algum fundo “para atendimento a interesses político-partidários”, já que não se descobriu, no sistema atual, outra forma de fazer política.

    AZEREDO

    Não por acaso, para também bajular e servir ao golpismo e à reação, Serraglio omitiu em seu “relatório” os malfeitos do senador Azeredo, sobre os quais as provas são abundantes e irretorquíveis, bem ao contrário dos colegas deputados que ele achaca.

    Mas, por que toda essa necessidade de chamar Clark Gable de Greta Garbo, ou seja lá de que nome? Por que Serraglio precisa fazer isso para chicanear seus colegas? Exatamente porque não há prova do que ele afirma, precisamente porque não há, depois de meses e meses de acusações e infâmias, prova alguma do suposto “mensalão”. Assim, a solução dele para o problema foi copiar um “cruzamento” feito por um deputado do PSDB dos mais ridículos, um certo Júlio Redecker, de pagamentos com supostas votações, trocas de partido e o escambau.

  7. É seu deputado, quando se está no poder tudo é possível e o senhor bateu em ferro frio, criea nisso, isto não vai dar em nada, militares neles! destes tenho certeza que eles tem medo.

  8. Primeiro gostaria de dizer ao Anônimo, que votar o Código Florestal
    é questão de posição. o Serraglio nunca escondeu sua posiçao e pelo que acompanhei, teve uma posiçao firme quanto ao que acredita. Ele defende sim o meio ambiente, mas precisamos de produção. o Anônimo talvez seja um dos extremistas, como tem de ambos os lados.
    Quanto à seriedade do Osmar Serraglio, nao da pra discutir. Na época da CPI viraram a vida dele e da familia de pernas para cima para tentarem descobrir algo para impedi-lo de exercer seu trabalho. Nada encontraram, porque nao tem o que encontrar. O Discurso e a prática do Serraglio, são iguais. Ele nao faz um discurso e pratica algo diferente.

  9. Ah! Só o PT para alegar que nao houve mensalão e que, o que houve foi caixa dois. Só eles para dizeram tanta baboseira. O que importa é que meteram a mão no nosso dinheiro. Isso nao dá para admitir. Se nao houver punição, vai todo mundo vai achar que é normal meter a mao no dinheiro do povo e ficar por aí fazendo festa…

  10. Juridicamente ha diferença entre Caixa 2 e o roubo com o Mensalão, mas tudo isso não é ilegal, não é imoral??? Chega ladrões mexendo com o dinheiro do povo. E nao é só PT nao, tem bandido em todos os partidos, tem bandidos religiosos, tem bandidos empresários, em tribunais, etcccc….

  11. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Onde estão os estudantes deoutrora?
    Vamos acampar frente ao Congresso nacional e “exigir” o JULGAMENTO DO MENSALÃO DO PT, o maior crime político cometido no Brasil, por LULA DA SILVA, JOSÉ DIRCEU E SEUS COMPARSAS.

    CADEIA PARA OS MENSALEIROS DO PT,
    CADEIA.

  12. Calma Parreiras;
    Éssa é a técnica comunista frente a acusações óbvias, incontestes, desde os tempos de Stalin: DESCLASSIFICAR O ACUSADOR E EVENTUAIS TESTEMUNHAS!
    Um exército a mando petista, e muito provavelmente pago com nosso dinheiro, permanece dia e noite nas redes sociais promovendo essa bacanal, essa pornografia política, desvirtuando o foco das informações!
    Esses pichadores de blog deveriam ter seu IP identificado e literalmente varridos do mapa!

  13. Esse é Homem de Verdade, viu a maracutaia PTista, e matém a palavra.
    FRUET que trabalhou junto a Serraglio no Mensalão, viu tudo , afirmou a tudo na época e agora :” NÃO VI NADA”, bordão do PT.

  14. Concordo com o Parreiras Rodrigues. A turma dos petralhas ecoa o anacronismo stalinista, sempre tentando reescrever a história de acordo com seus interesses.

  15. Este Deputado é um dos parlamentares que ainda nos anima a não perder a esperança da existência de alguns políticos honestos e corajosos.

  16. SERGIO SILVESTRE Responder

    Gozado..moro a 450km da base do serraglio e voto nele.
    Digo isso,porque sou taxado de petista.
    Voto em quem merece,Lula Dilma e serraglio.

  17. E VIVA O DEM…MOSTENES, O BALADINO. QUEM TE CONHECE NÃO TE ESQUECE JAMAIS……EU NÃO VOTO MAIS NESTE.

  18. DE TOLEDO PARA O MUNDO.... Responder

    MINHA FAMILIA JÁ VOTOU, NÃO VOTA MAIS….POR QUE AGORA CONHECE BEM O DEPUTADO.
    E VIVA A TURMA QUE FALA MAL DO FRUET, QUE JÁ ACREDITOU NO DEMOSTENES. E AGORA ACREDITAM NO SERRA….MATO.

  19. Caxa 2 de campanha, Taniguchi já foi condenado por isso e quem participou no PT também tem que ser condenado. Isso aconteceu, agora a tese de que foi pagamento mensal é que é furada e que não bate com os fatos.
    O inquérito está no STF e será julgado, ponto.
    Agora quero ver a mídia e todos os que foram por ela enganados aceitarem um julgamento técnico.

  20. Ex-diretora do ‘News of the World’ é indiciada
    A prisão não se deu por suas ações antes da investigação, mas por “obstrução da justiça”. Isso mostra que um meio de comunicação pode publicar o que quiser, mas não está acima da lei: se houver suspeita de crime, ele deve ser investigado. Não há discussão com relação a isso. No Brasil as coisas são um pouco mais complicadas, pois saímos de uma ditadura e ainda não sabemos como lidar com os crimes cometidos pela imprensa. A Veja se aproveita disso para gritar para quem quiser ouvir que a liberdade de imprensa está ameaçada. Não está. A revista é suspeita de conluio com uma quadrilha, e, portanto, deve ser investigada.

  21. Deputado Osmar Serraglio é orgulho do Paraná. Parabéns Deputado pelo trabalho feito na CPMI dos correios ( Mensalão). Homem de ética e respeito como poucos parlamentares que lá estão.

  22. Francisco Silveira Responder

    Esta CPI não acabou em pizza, graças ao trabalho deste Deputado do Paraná. Abriu as portas para eleger a Dilma Presidente tirando do caminho dos brasileiros os corruptos como chefe da casa civil na época José Dirceu e des subordinados. Parabéns aos paranenses que tem um deputado como Osmar Serraglio.

  23. CAÇADOR DE PETISTAS Responder

    Parreiras Rodrigues

    Uma coisa voz digo, aprendi com meus velhos pais que o caráter e a honestidade devem fazer parte da vida do cidadão independentem,endentemente de ter ou não dinheiromas, concordo com você e percebi que, depois que o PT tomou conta do Estado Brasileiro, tive a certeza que o crime compensa e mais, não fosse a minha família, acho que trataria esses bândidos conforme minha vontade atual. Nuncxa senti raiva e ódio em toda minha vida mas, confesso que hoje, sinto raiva e ódio, me tornei uma pessoa diferente do que era antes do surgimento desta quadrilha, LULA DA SILVA, me ensinou a ser assim e acredito que ensinou muitas pessoas de bem, °stas que você mesmo percebeu que estão mudando a, ser assim também.

    Desculpe o desabafo mas, não aguento mais tanta mentira e tanta corrupção.

  24. sergio silvestre Responder

    É caso para internamento,isso já é começo de uma paranóia que
    está se espalhando pelos anti lula.
    O seu caso é mais grave,procure um piscanalista.
    Viver atormentado por causa de politicos é coisa de começo de loucura.
    To começando a ter pena de voce,caçador.

  25. Pobre caçador, frustrado e burro como diz o chaves do SBT.
    Realmente Sergio, o caso dele é de internamento e tratamento em lagoas de efluentes da SANEPAR. Quanto ódio no coração deste rapaz.
    Que Deus tenha pena dele.

  26. Pedro Rocha, a verdade te machuca. Se for para tirar alguém do ar, o primeiro é voce, com tamanha bobagem, depois o caçador, a waleska e tem o tal Parreiras de uvas podres, que eu conheço bem.
    Voces ainda acreditam em Papai Noel???????

  27. O que não faz o jornalismo bandido da revista Veja, apoiada por um grupo de acólitos furibundos e direitistas desnorteados, plantá ódio e preconceito, produzindo paranóicos e psicóticos bem além da simples disputa partidária.

  28. Ocorre meu caro, que a minha pena não está a serviço, muito menos a soldo de ninguém; expresso aqui minha opinião calcada em fatos, realidades que assolam o comunismo por onde ele passou, e o petê por onde ele enfiou suas garras!
    Tudo o que já critico aqui são fatos amplamente confirmados e divulgados pela imprensa universal. –
    Ah, desculpe, esqueci-me que IMPRENSA NÃO É EXATAMENTE UM TERMO SIMPÁTICO AO PETISMO, pelo menos a imprensa livre, séria, sem o rabo preso!
    Outra coisa: Referi-me apenas aos penas de aluguél; aos que são pagos com dinheiro público; se o prezado se condoeu, ou se incluiu neles, paciência!

  29. É, TEM GENTE QUE NAO QUER VER MESMO A EXISTÊNCIA DO MENSALÃO, DA QUADRILHA DO ZÉ, DE TANTOS ABSURDOS QUE, PARTE DESSE PT FAZ COM O BRASIL, ALIÁS, LA AINDA TEM GENTE SÉRIA. A DILMA AO MENOS NAO FICA BATENDO NAS COSTAS DE TODO MUNDO, ACENANDO PARA O POVO COMO O LULA FAZIA. PARECE QUE ELA TA TRABALHANDO. AINDA TEM GENTE BOA LA NO NINHO DA CORJA….. AO MENOS TENTO ACREDITAR NISSO, MAS, COMO PETISTA, NAO TEM COMO NAO ACREDITAR NA ROUBALHEIRA QUE ACONTECE E ACONTECEU…

Comente