Uncategorized

Degola de servidores no governo federal bate recorde para abril

Do Lauro Jardim:

A guilhotina começou solta no governo federal em abril. Em trinta dias, a Controladoria-Geral da União registrou uma marca histórica para o mês: 42 servidores foram demitidos, expulsos ou destituídos das funções públicas por envolvimento em falcatruas na máquina pública.

Entre janeiro e abril deste ano, foram 162 exonerações, a segunda pior marca de toda a série histórica iniciada em 2003 — perdendo apenas para os 173 demitidos em 2007.

Os dados da CGU mostram ainda que o Rio de Janeiro continua liderando com folga o ranking da corrupção na máquina pública federal. Nos quatro primeiros meses do ano foram registradas 26 demissões no Rio, contra as vinte ocorridas em São Paulo e no Distrito Federal.

O relatório mostra ainda que os ministérios da Justiça (32 degolados), da Previdência (31) e da Educação (27) continuam no topo das exonerações.

7 Comentários

  1. Parabéns à CGU!
    Porém é uma pena que só peixe miúdo caia nessa rede! – Tubarões, passam ao largo; quando por acidente, chegam a enroscar na rede de malha tão pequena e frágil, arrastam tudo; levam rede, procurador e o diabo a quatro junto, aumentando o prejuízo!

  2. Está comprovado – “a corda sempre arrebenta do lado mais fraco”.
    Os verdadeiros culpados continuarão…

  3. A saida dos servidores é os fantasmas do Demostines Torres que gerou um susto no PSDB e saio todos ai parace realmente uma degola total mas é sô baixa da DIREITA com medo

  4. Caro Fábio, onde é possível encontrar essa lista para verificar se é possível encontrar algum nome conhecido, pois é algo inacreditável. Caso estejam de fato exonerando algum funcionário, espera-se que não sejam os ascensoristas, caseiros e porteiros nos processos do mensalão e demais processos conhecidos. Atenciosamente

Comente