Uncategorized

Conselho de Ética altera data do depoimento de Demóstenes

Advogado do senador afirma que gravações de conversas com Cachoeira foram alteradas.

De O Globo:

BRASÍLIA – O Conselho de Ética alterou a data do depoimento de Demóstenes Torres (sem partido-GO) no processo contra o senador por quebra de decoro parlamentar. O depoimento acontecerá na próxima terça-feira, dia 29, a partir das 9h30m. Anteriormente, estava marcado para o dia 28, às 18h.

O advogado do senador Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, disse que Demóstenes irá comparecer mas fez um apelo ao colegiado para o cumprimento de alguns pedidos, como por exemplo, a perícia nos áudios das gravações entre Cachoeira e Demóstenes. Segundo Kakay, peritos contratados pela defesa constataram que parte dos diálogos foram “suprimidos e alterados”.

– O pedido da ampla defesa tem que ser respeitado. Temos peritos dizendo que as provas técnicas foram alteradas – disse o advogado, referindo-se a conversa de Demóstenes sobre o pagamento de R$ 3 mil por um frete de avião.

O relator do processo no conselho, senador Humberto Costa (PT-PE), disse que vai analisar o pedido, mas lembrou que o julgamento no Conselho de Ética é político.

– Uma coisa é certa, o tratamento que damos no Conselho de Ética é que o julgamento é político. Não temos necessidade de provas consolidadas. Avaliamos se o senador quebrou ou não o decoro. Mas estou analisando ainda o pedido da defesa – afirmou.

O advogado Ruy Cruvinel Neto, arrolado pela defesa do senador goiano, não compareceu ao depoimento no conselho na manhã desta terça-feira. Conforme já era esperado, ele justificou razões “pessoais e familiares”. O advogado não era obrigado a prestar depoimento já que recebeu um convite. Humberto Costa disse que o não comparecimento de Cruvinel Neto traz prejuízos unicamente a Demóstenes.

– A justificativa é de que por razões pessoais e familiares ele (Cruvinel Neto) não gostaria de se expor. Em verdade, termina gerando um prejuízo para o senador Demóstenes na medida em que ele era uma das testemunhas indicadas pela defesa – avaliou o relator.

Cachoeira é a outra testemunha apresentada pela defesa de Demóstenes. O depoimento do contraventor no conselho está marcado para esta quarta-feira às 14h. Ele também não é obrigado a comparecer.

– Seria importante se o Cachoeira e o Cruvienel viessem, mas o conselho não tem poder de intimação. O importante é que o senador Demóstenes virá e irá falar ao seus pares.

1 Comentário

Comente