Uncategorized

Carta aberta cobre providências sobre a Câmara Municipal

A moçada do PMDB de Curitiba não afrouxa o garrão sobre vereadores do partido e também das outras siglas que se viram envolvidos no escândalo do uso irregular de verbas de propaganda da Câmara Municipal. E para não deixar o assunto esfriar, emitiu uma carta que vai a seguir e que é um libelo contra os vereadores.

Carta aberta ao PMDB de Curitiba

Como é de amplo conhecimento da sociedade Curitibana, há cerca de 30 dias graves denúncias foram feitas em relação ao mau uso de dinheiro público pelos vereadores da Capital.

Um esquema sórdido privilegiava a “bancada dos radialistas” com verbas de publicidade, que teoricamente deveriam ser usadas para dar visibilidade a ações da casa de leis aos veículos onde atuavam os vereadores.

A Câmara silenciou. O Presidente da Comissão de Ética se auto-absolveu, a sociedade não obteve resposta!

Em um momento histórico, onde a classe política fala sobre transparência e o Congresso Nacional discute a reforma política, cachoeiras de denúncias recaem sob os três poderes. Burocracia, corporativismo, acordos políticos, tornam os processos morosos e os parlamentares, principalmente eles, tornam-se juízes de si mesmos.

Os partidos políticos, legítimos representantes do eleitor, precisam reagir.

No caso das denúncias supracitadas, infelizmente, um vereador filiado ao PMDB de Curitiba admitiu “comprar notas fiscais frias” para obter vantagens financeiras, envergonhando não só os seus 4000 eleitores, mas também os 58.008 votantes que lhe deram legenda, os mais de dois milhões de filiados ao PMDB do Brasil e a toda sociedade paranaense.

Prezada Comissão Executiva Municipal, pautados na história de luta do MDB velho de guerra, na história de resistência à ditadura, de construção da constituição cidadã, das boas políticas públicas que implementamos pelas mãos do Presidente Requião em nosso estado, e mais do que isso, procurando dar à sociedade curitibana a resposta que de nós esperam, tendo em vista as manobras feitas por este vereador para fugir à notificação do pedido de expulsão dos nossos quadros.

Pedimos agilidade e a firmeza dos justos, para que o vereador seja enfim notificado, este caso seja julgado, a verdade apareça, nossa história seja honrada e não sejamos vistos, pelo menos em Curitiba, como mais um partido de conchavos e negociatas que vive à sombra da legalidade. Como disse uma vez o grande líder Ulysses Guimarães, que empresta seu nome à nossa Fundação:” vai PMDB meu Filho caminha em direção ao sol!“

Curitiba, 24 de maio de 2012.

Neste ato, a militância PMDBista da Capital, se faz representar por:

Rafael Xavier – Presidente da FUG-PR.

Antônio Augusto Sávio – Presidente da 2º Zonal – PMDB de Curitiba.

Altino Chagas Loureiro – Presidente da 175º Zonal – PMDB de Curitiba.

Celso Soares Junior – Presidente, em exercício, da 177º Zonal – PMDB de Curitiba.

Marcia Ferreira – Presidente Estadual do PMDB Mulher

Juliano Pires – JPMDB de Curitiba.

Hudson Callefi – Membro da Executiva Estadual do PMDB/PR
Carlos Henrique de Paula Santos – Presidente da 178ª Zonal – PMDB de Curitiba

4 Comentários

  1. Será que essa moçada do Manda Brasa não teria primeiro uma faxina interna, em nível nacional a fazer? – Enquanto a casa-grande deles fede por todos os buracos, preocupam-se com a senzala do vizinho?
    Ôrra, meu, esses bagrinhos miúdos daqui, a gente dá conta deles agora; aqui no blog, e nas próximas eleições.
    O resto o MP e a polícia ajeita! – Não gastem munição com eles. Já estão todos dominados, inclusive o tal das notas frias.
    Preocupem-se com o pouco que sobrou do velho MDB de guerra, hoje, sócio majoritário do maior consórcio montado nesse país, onde o roubo, a sacanagem e desvios de rotas políticas imperam!
    PMDB e PT são atores protagonistas na maior encenação politítico/criminosa que já vimos por aqui; onde os coadjuvantes são bandoleiros travestidos de políticos, empresários e até alguns membros do judiciário.
    Enquanto nossa Democracia agoniza e pede socorro, por culpa do PMDB e seu amásio o PT, vocês vêm pra cá com essa balela? –

  2. Rosangela Monica Wolff Responder

    Concordo plenamente com vc Pedro. Enquanto esta corja de sanguessugas entrincheiradas nos tres poderes, nossa democracia, nossos valores morais e éticos agonizam na UTI.
    Bando de abutres! Ora se engalfinham uns com os outros e depois, no momento que acharem mais conveniente se abraçam, beijam as mãos e os pés os outros dos uns. É tanta patifaria que enoja a toda a sociedade.
    Corrupções, desvios de caráter são as especialidades deste partido repugnante que se aboletou em Brasilia e também da camarilha que que se associou a ele e se reproduziu como ratos em todo o Pais.

Comente